Em que se baseia a sua confiança


Por GABRIELLE TEIXEIRA

Hoje gostaria de compartilhar com vocês uma pérola do livro de II Reis capítulo 18

Ao ler todo o livro de I e II Reis é possível observar uma informação adicional sobre o rei que se refere determinado capitulo. Fez ou não o que Deus aprova? Mas por quê? 
Para nos mostrar que servir a Deus é uma decisão pessoal e intransferível.
O rei Ezequias foi o 13⁰ rei de Judá, assumindo  o reinado aos 25 anos e, ao contrario de seu pai Acaz, escolheu obedecer e andar nos caminhos do Senhor (II Reis 18:6)
A primeira coisa que ele fez foi reorganizar o templo. Tudo que tinha virado ídolo, por ele foi destruído.  Nesse contexto, podemos observar uma coisa relevante:  a serpente que Moises havia feito para que o povo não morresse (Numero 21.7-9).  
A tal serpente nos trás uma lição importante: nem toda estratégia de Deus para um determinado momento é para sempre. Quando buscamos a Deus, recebemos orientações todos os dias! A serpente foi benéfica para um tempo mas com o decorrer da historia virou um símbolo de adoração. 
O templo foi reaberto. Com isso, foram convocados os sacerdotes e levitas à se consagrarem e a purificarem no templo. O povo foi convocado a celebrar a páscoa e, embora alguns não tivessem sido purificados, isso não foi um empecilho para quem não participassem da páscoa. (2 Cronicas:30) 
Em meio a um caminho de fidelidade e obediência, vem Senaqueribe (o Rei da Síria) mandando emissários questionarem o povo que Ezequias havia instruído e motivado (2 Cronicas 32:7-8) pondo em prova a força dos aliados, a força governamental do Rei e o poderio do Senhor dos Exércitos Deus de israel (Isaias 36)
Muitas situações em nossa vida nos fazem questionamentos, passamos por fases de turbulências que nos desestruturam e com isso não vemos a luz no fim do túnel. Este é o momento propicio para trazermos a memoria aquilo que nos da esperança. (Lamentações 3:20-29) 
Jesus é a nossa esperança, o pastor que nos conduz a pastos verdejantes (Salmos 23:2), aquele que quando olhamos para os montes podemos o ver e saber de onde vem o nosso socorro. (Salmos 121:2), aquele que renova as forças do cansado e troca o fardo do sobrecarregado, pois Seu fardo é suave e leve. (Mateus 11:28) Nos permite descansar em sua sombra. (Salmos 91:1
O salmista nos diz: “Deus é o meu refugio e fortaleza, um socorro bem presente em tempos de adversidade.” Isso significa que mesmo que nãos haja saída aparente ao seu problema ele tem a solução para Ele, é só confiar.

Em que se baseia a sua confiança? Nas circunstancias? Em pessoas? Em bens? Nos relacionamentos? No ego ou conquistas? No governo? (Mateus 6:21) 
Todas estas coisas são vãs senão forem regimentadas por Cristo, o autor e consumador da nossa fé. (Hebreus 12:1-2)
 
Ao ler o capitulo 32 de 2 Crônicas, no traz um panorama dos feitos do Rei Ezequias em relação as fragilidades da cidade como o reparo nos muros, a canalização das fontes, construção de muros. Embora Ezequias tenha feito sua parte humana, ele sabia que poderia o ajudar ao ora, demonstra em quem depositava sua confiança e seu coração. (Isaías 37:16-20)
O Exercito de Senaqueribe era infinitamente maior e mais bem armado do que o de Ezequias, porem, quem tem Jesus como aliado em suas batalhas nunca perde a Guerra. 
Em resposta, Deus envia um anjo que mata todo o exercito inimigo e quanto a Senaqueribe, foi morto por seus filhos quando adorava ao deus Nisroque, assumindo Esar-Hadom. (Isaias 37:38) 
Quando rasgamos nosso coração e apresentamos a Deus as nossas causas, demonstramos em quem esta a nossa confiança.
E você? Onde tem depositado sua confiança?
Que Jesus os abençoe

0 Comentários em "Em que se baseia a sua confiança"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10