Aprendendo com Joquebede


Por ANDRESSA TEODORO
A paz do Senhor, queridos! É um prazer contribuir mais uma vez para esse blog abençoando.
Hoje quero compartilhar com vocês uma mensagem que Deus colocou em meu coração sobre Joquebede.

Pois bem...

Sabemos que, mais do que nunca, a família está sendo bombardeada e esses ataques tem o intuito de atingir o que Deus com muito amor criou. Acompanhamos algumas leis que esperam a aprovação do governo, que ferem diretamente a família (segundo dados de 2013, eram mais de 900 projetos de leis que aguardavam a aprovação), a mídia também investe pesado em sua programação, a qual está influenciando de maneira antibíblica a célula mater da sociedade. Porém nós, além de estarmos em constante oração e vigilância, devemos buscar em Deus e na sua Palavra, ajuda, amparo e direção para mantermos nossa família unida, servindo ao Senhor e assim, consequentemente, fazendo a diferença no meio em que vivemos.

Quero compartilhar com vocês algumas mensagens relacionadas a família, e tenho a convicção que servirá de ajuda para você, querido semeador.

Ao lermos o início do livro de Êxodo, logo percebemos que o povo de Israel estava em constante aflição, vivendo como escravos no Egito. O povo de Deus estava gemendo e clamando para que o Senhor os libertasse. Então Deus escolheu uma mulher chamada Joquebede para fazer a diferença, não só em sua família, mas também no meio de seu povo.

“E o nome da mulher de Anrão foi Joquebede, filha de Levi, a qual nasceu a Levi no Egito; e esta, a Anrão gerou Arão, e Moisés, e Miriã, sua irmã”. Números 26.59

A população israelita estava crescendo muito e ao lermos a história, podemos concluir que Faraó estava preocupado com esse crescimento. Aumentou os tributos, aumentou o trabalho, com dureza foi distribuído serviços para os israelitas, mas, isso não adiantou e não parou o crescimento do povo. Então em mais uma de suas tentativas de manter essa população crescente, ele ordenou a morte de todos os bebezinhos israelitas do sexo masculino. (Confesso que cada vez que leio essa história, choro com a tamanha crueldade).

Joquebede estava grávida! Imagine comigo por quantos momentos de aflição essa mulher passou durante a gestação. Sabemos que a mulher fica mais sentimental durante esse período. Sou mãe de três filhos e confesso que durante minhas gestações, eu tinha inúmeras preocupações; claro que sempre minha confiança estava em Deus, mas tinha dentro de mim uma preocupação com o bebezinho que estava sendo formado. Então imagine Joquebede, se seu filho fosse menino poderia ser morto, nove meses de ansiedade, de noites mal dormidas, enjoos, mas também de muito amor, muito afeto, emoção ao sentir os primeiros movimentos do seu bebê, ahhh e é uma emoção maravilhosa! Mas o seu bebê estava sendo ameaçado. No entanto, imagino que mesmo com esse decreto de Faraó, a confiança de Joquebede estava no Senhor, o DEUS de Israel.

Joquebede então concebeu, e teve um filho, um lindo menino, e a Bíblia nos diz que ela o escondeu por três meses. O bebê estava com três meses e a partir desse momento a criança estava melhorando a coordenação dos braços, mãos e pernas. Ele já podia levantar a cabeça, e, fazia alguns esforços que antes não conseguia. O choro do bebê ficava mais forte, mais alto... ele começou a fazer alguns barulhinhos a mais, ouvimos alguns lindos gritinhos (risos), então imagino que Joquebede não podia mais esconder seu filho pois poderia ser pega, afinal a criança estava crescendo, fazendo mais barulho, exigindo mais atenção.

Às vezes as pessoas cometem algumas loucuras, imagine o coração de uma mãe desesperada pela salvação de seu filho. Ela tinha que fazer algo para salvar o seu filho, não poderia ficar de braços cruzados esperando que os egípcios descobrissem que estava com um belo menino em sua casa. Então ela teve uma ideia. Preparou um cesto, impermeabilizou com betume e pez, uma mistura liquida de alta viscosidade, que era especialmente usado para proteger da umidade todas as camadas.

Imagino que com muito amor, atenção e cuidado ela preparou e então colocou o seu menininho.
Queridos, a Bíblia não nos diz se a criança estava acordada ou dormindo, mas imaginem se ele estivesse acordado. Com três meses, e provavelmente até antes disso, o elo com a mãe está bem familiarizado, o bebê já começa distinguir quem é quem, começa a reconhecer sua mamãe, sorri para ela quando ouve sua voz, e se foi assim com Joquebede e seu filho? Ela coloca ele no cesto, talvez ora, ou fala o quanto o ama, e então a criança sorri, pois sabe que é sua mãezinha que está falando...

Não sei se eu teria a coragem que essa mulher teve, mas lendo a história dela, uso como exemplo para minha vida como mãe. Creio que Deus se agradou da criatividade, coragem, do ato de fé dela. Não acredito que ela colocou o seu bebê lá para morrer, mas creio que colocou lá, convicta que o Senhor iria fazer algo. Joquebede tinha a certeza que o seu filho, não era fruto do acaso, mas sim um milagre, alguém que nascera com um propósito e esse propósito faria toda a diferença no mundo.

Miriã ficou de longe cuidando, talvez aflita com o que poderia acontecer e então viu a filha de Faraó ir em direção ao rio, acompanhada de suas donzelas. Ao ver o cesto, a princesa pediu para sua criada ir ver o que tinha lá. Então, ao abrir, ela encontrou um menino chorando e a filha de Faraó se apaixonou pela criança, mesmo percebendo que era um hebreu.

E Olha que lindo: “Então, disse sua irmã à filha de Faraó: Irei eu a chamar uma ama das hebreias, que crie esse menino para ti? E foi-se a moça e chamou a mãe do menino”. Êxodo 2.7,8

Não tem como segurar as lágrimas, né? Deus é lindo!!! Ele honrou a atitude de fé de Joquebede, livrou Moisés da morte no nascimento e livrou novamente e além de livrar, preparou tudo para que o filho voltasse para sua mãe. Sempre digo que Deus se preocupa com os mínimos detalhes, para nos fazer felizes e essa história é prova disso. Deus cuidou de tudo. Talvez em algum momento Joquebede se desesperou, mas nada saiu do controle de Deus.

Muitas coisas ameaçam nossas famílias, nossos filhos, pessoas que amamos, mas não podemos ficar de braços cruzados, temos que buscar orientação do Senhor e fazer de tudo para proteger nossa família.
Moisés foi escolhido por Deus para livrar o povo de Israel da escravidão do Egito, e nós somos escolhidos por Deus para fazer a diferença nesse mundo. Nossos filhos são projetos de Deus; nós somos. O mundo não pode destruir nossa família, porque nossa família é propriedade exclusiva do Senhor! Deus está no controle de tudo e por mais absurda que pareça a situação, você deve dar o passo de fé.

Joquebede serve de exemplo para nós por sua coragem de temer a Deus, em vez de homens e por sua fé estar firmada no Senhor, ela obteve a providência divina!

Que nosso amado Senhor abençoe você e sua família, até a próxima se assim Deus nos permitir!


Abraços! Fiquem na paz!

0 Comentários em "Aprendendo com Joquebede"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS