A solteirice, o apego amoroso e a glória de Deus.


Por MIRIAN FERNANDES
"Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu." - Eclesiastes 3.1

É provável que você ao abrir esse texto, ou até antes de abrir pensou: Qual a relação dessas três coisas? Por que esse assunto? E para quê esse tema? 
Bem, calma... Vamos conversar.

Existem muitos textos escritos sobre amor, relacionamento, juventude e namoro. Há vários projetos, canais no YouTube, blogs e outros diversos meios que abordam o assunto, mas, ainda assim, há um grande distanciamento entre os conselhos transmitidos e a realidade vivida pelas pessoas. Há uma precipitação na juventude e não só nela, mas no coração humano para está acompanhado, o anseio por ter uma companhia na vida.

Pensando nisso, gostaria de falar sobre a solteirice, o apego amoroso e a glória de Deus. Vivemos em uma sociedade que nos pressiona a todo momento para tomar decisões, para avançarmos em passos importantes. Por exemplo: você estuda, está no ensino médio, existe uma pressão para que você se forme logo. Então você se forma, surge mais uma pressão: a faculdade, depois vem arrumar um emprego (provavelmente durante a faculdade) e por aí vai. Assim é com a vida amorosa. A pressão e ânsia por ter alguém, por começar um namoro logo, já que todos namoram e é tão ruim ficar sozinho(a), faz com que estejamos vulneráveis a relacionamentos ruins e possíveis decepções e mágoas.

Aqui entra o apego amoroso e nesse ponto quero que possamos refletir um pouco mais, porque isso está intimamente relacionado com a nossa relação com Deus. Apegar-se, por muitas vezes não termina da melhor forma, porque o maior problema não está em demonstrar afeto ou ter laços e sim como, quando e com quem isso ocorre. Por muitas vezes esse apego vem por uma carência que não está sendo suprida no nosso principal relacionamento que é o relacionamento com Deus. Quantas histórias você conhece que acabaram mal e feriram alguém por causa do apego? Eu conheço muitas e já passei por algumas também. O problema é que o apego cria uma expectativa que muitas vezes não é correspondida, pois aquele envolvimento não é nem mesmo um relacionamento, e, quando é, se torna desgastante pela falta de reciprocidade e outras falhas.

É essencial entender que a solteirice, assim como toda a vida daqueles que são filhos de Deus, deve ser vivida para glória de Deus. Como eu disse no texto sobre a Satisfação que realmente satisfaz, o fim da nossa vida é glorificação do nosso Deus e isso envolve a nossa fase de solteiros. Aliás, se não estamos vivendo agora como solteiros para a glória de Deus, quando casarmos é provável que também iremos falhar nessa missão. Precisamos lembrar que fomos criados para, antes de tudo, termos um relacionamento com o Pai, fomos resgatados para isso, e que Ele é o único que tem o amor que preenche as lacunas da nossa alma e que nele somos completos. Quando falta esse entendimento, começa então uma busca por esse amor em outros lugares, coisas e principalmente pessoas, então ficamos frustrados.

Por mais que existam pressões, influências e "empurrões" para que você logo arrume alguém, comece a namorar ou coisas do tipo, eu te digo meu amigo(a): Não ceda!
A solteirice é muitas vezes vista como uma fase ruim, mas com toda certeza isso não descreve o que ela realmente é. Ela é, na verdade, uma fase de preparo, conhecimento, tempo para se desenvolver como pessoa, na sua caminhada na fé, na formação de quem você será quando chegar a ter a responsabilidade de um lar e uma família para cuidar. E como eu disse: é uma fase, fase essa que pode ser desastrosa e triste, caso você se entregue a cicatrizes desnecessárias e desgaste emocionais; ou pode ser proveitosa e de grande alegria, se você decidir seguir pelo caminho que o Apóstolo Paulo recomenda: "O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor," - I Coríntios 7:32. 

Seja feliz aproveitando essa fase, não se entregue facilmente e não se iluda, não crie expectativas para te confortar. Descansa! Aproveite esse momento que você vive para aprofundar seu conhecimento da Palavra de Deus, seu relacionamento com Ele. E quando chegar a hora de seu estado civil mudar, você será capaz de viver essa nova fase para a glória de Deus.

Que possamos encarar essa fase com alegria, amor e satisfação no Criador!

Abraços!

1 Response to "A solteirice, o apego amoroso e a glória de Deus."

  1. Boa noite como foi dito na introduçao do texto a tempo para todo proposito debaixo do sol e esse tempo esta sob o controle de Deus . Tenhamos então confiança que esse tempo faz parte dos planos de Deus para vida de seus filhos solteiros ou casados glorifiquem a Deus no modo de viver. Parabéns pela sua materia que trás luz e paz a todos solteiros.

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS