Sonhos de Infância


"Da boca dos pequeninos e crianças de peito suscitaste força..." (Salmos 8.2)

Anos atrás, eu pedi aos alunos da quinta série para preparar uma lista de perguntas a Jesus como se Ele fosse aparecer em pessoa na semana seguinte. Eu também pedi a grupos de adultos para fazer o mesmo.
Os resultados foram surpreendentemente diferentes. As perguntas das crianças variaram de adoráveis à ousadas: "Será que vamos ter de nos sentar em vestes brancas e cantar durante todo o dia no céu? Será que o meu cachorro vai estar conosco? As baleias estavam dentro ou fora da arca? Como está o meu avô lá em cima com o Senhor?"
Quase sem exceção, as perguntas estavam livres da dúvida de que o céu existia ou de que Deus age de maneira sobrenatural.

Os adultos, por outro lado, apresentaram uma linha completamente diferente de questionamentos: "Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas? Como eu sei que o Senhor está ouvindo as minhas orações? Por que existe apenas um caminho para o céu? Como poderia um Deus amoroso deixar esta tragédia acontecer comigo?"

Em sua maioria, as crianças têm a vida livre do peso das preocupações e tristezas que sobrecarregam os adultos. Sua fé permite que confiem em Deus mais facilmente. Enquanto nós adultos muitas vezes nos perdemos em tormentos e tristezas, as crianças mantém a visão de vida do salmista -- uma perspectiva eterna que vê a grandeza de Deus (Salmos 8.1-2). Podemos acreditar em Deus, e Ele anseia que confiamos nEle, como as crianças o fazem (Mateus 18.3).

A caminhada diária com Deus direciona nossos olhos da provação do momento aos triunfos da eternidade.

R.K.K
Pão Diário 18

0 Comentários em "Sonhos de Infância"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10