Regras e mais regras

Considerando que morrestes com Cristo para as tradições humanas e a falsa religiosidade deste mundo, por que vos sujeitais ainda a tais ordenanças como se pertencêsseis a este sistema de valores? Não mais obedeçais a regras como estas: “Não toques!”, “Não proves!”, “Não manuseies!”. Todas essas regras estão destinadas a desaparecer pelo uso, pois se baseiam em ordenanças e ensinos meramente humanos. Esses regulamentos têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e rígida disciplina para com o corpo, mas não têm valor algum para refrear as paixões da carne. – Colossenses 2:21-23

Paz meus manos e minhas manas!

Olha, já citei algumas vezes esse trecho de Colossenses e ouvi coisas como: Isso está mesmo na Bíblia? Lê de novo? Sério? É isso mesmo? Bom, já que é “meio” polêmico, convido a você que leia novamente.

Infelizmente a igreja tem usado de “técnicas” humanas para doutrinar e discipular seus membros e se assustar com esses versículos é uma boa prova disso. Ouvimos por diversas vezes: Não coma isso. Não vá em tal lugar. Não ouça tal estilo de música. Não dance. Não brinque. Não isso, não aquilo, e pronto, todo o cristianismo passa a ser resumido em um conjunto de regras de “pode-não-pode” e nada mais.

Claro, jamais deveremos descuidar do nosso testemunho pessoal frente as pessoas, devemos sim ser padrão de santidade e conduta, mas muitas vezes confundimos o padrão de santidade justamente com o posso-não-posso. Como disse na última semana, não nos amoldarmos a esse mundo vai muito mais além do que temos ouvido falar, como diz um ditado: Jesus venceu no paraíso, Adão pecou no deserto. O problema não está no lugar aonde você está, o que você vê ou ouve, o que você toca, prova ou manuseia, o problema está ou não em você ser ou não uma nova criatura, com o caráter de Cristo.

Conheço pessoas que participam de todas as atividades em suas igrejas e jamais colocaram o pé em algum lugar que não fosse suas casas, igrejas, locais de trabalho e faculdade, não ouvem música que não seja “gospel”, e, ainda assim, erram, erram feio, não se arrependem, e, por trabalharem tanto pro reino não despertam suspeita alguma e não são orientadas/corrigidas, seguem da mesma forma. Por outro lado, também conheço pessoas que se vocês virem na igreja “não dão uma moeda” mas conversando e conhecendo suas vidas, sou extremamente edificado e abençoado.

Portanto, visto que fostes ressuscitados com Cristo, buscai o conhecimento do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Pensai nos objetivos do alto, e não nas coisas terrenas; -- Colossenses 3:1-2

Ai de vós, doutores da Lei e fariseus, hipócritas! Porque sois parecidos aos túmulos caiados: com bela aparência por fora, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e toda espécie de imundície! …-- Mateus 23:27-28

Meus manos e minhas manas, quando buscamos as coisas do alto, quando buscamos a Cristo, seremos luz, seremos sal, aonde quer que estejamos, com quem quer que seja, na situação que for. Os fariseus (religiosos, doutores da lei) conheciam a Palavra como ninguém, conheciam todas as regras e as praticavam, mas não eram, de fato conhecidos por Deus.

Nada existe fora da pessoa humana que, entrando nela, a possa tornar impura. Ao contrário, o que sai do ser humano é que o faz impuro. – Marcos 7:15

Jamais devemos abusar dos limites, cada um de nós sabe “aonde o calo aperta”. Um ex viciado deve tomar cuidado com lugares onde seus vícios estão. Jovens com problemas de controlar seus hormônios devem evitar situações complicadas, isso é ter discernimento, ter cuidado, e cuidado nunca é demais, agora, viver o cristianismo como um conjunto de regras jamais vai nos levar a sermos verdadeiros cristãos.

Através da oração, do jejum, da leitura da palavra nos tornaremos verdadeiros filhos, verdadeiros amigos de Deus, isso vai encher nosso coração da graça de Deus e todo nosso ser da vontade de andar em santidade e de se abster do pecado.

Para as pessoas puras, tudo é puro; no entanto, para os corrompidos e descrentes, nada é puro; pelo contrário, tanto a razão quanto a consciência deles estão pervertidas. – Tito 1:15

Não são os lugares, as pessoas, as músicas, a dança, a comida, a bebida, o que manuseamos, tocamos ou provamos que nos fazem impuros. E, o versículo de Tito mostra bem que isso “afeta” apenas aos já impuros e de consciências pervertidas.

Não vos deixes influenciar pelas várias doutrinas heréticas. Porque o mais importante é fortalecer o coração pela graça, e não por alimentos cerimoniais, os quais não podem produzir qualquer benefício real para aqueles que neles confiam. – Hebreus 13:9

Que nossa busca seja por Deus, pelas coisas do alto, por intimidade com nosso Pai do céu, quanto as regras, por si só jamais as obedeceríamos por completo e, se obedecêssemos seriam às custas de um fardo terrível de carregar. Agora, com o nosso coração cheio de Deus, faremos o que é certo “automaticamente”, em qualquer lugar ou situação, pois o Espírito Santo em nós nos guiará assim, sem que tenhamos que desprender enormes esforços para isso. É Deus, é Cristo em nós, e não regras e mais regras, a esperança da glória, da pureza e da santidade.


Vinicius Aguiar

0 Comentários em "Regras e mais regras"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10