Tesouros no céu, contentamento na terra.

Não acumuleis para vós outros tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde ladrões arrombam para roubar. – Mateus 6:19

Paz do Senhor galera do blog!

Como sempre, antes de tudo, desejo uma ótima semana a todos nós, que Deus nos abençoe e nos guie por onde formos.

Existem coisas tão óbvias na palavra de Deus que as vezes, quase pulamos a leitura, é como se disséssemos em nosso interior: Ah, isso já está bem claro pra mim, eu já sei. Bom, se fossemos feitos somente de razão, talvez realmente uma leitura só com bom entendimento seria o suficiente mas, somos dotados também de um “coração”, digo de uma alma, de sentimentos, e essa nossa parte corruptível e extremamente enganosa nos faz tropeçar até mesmo, e digo até principalmente, nessas coisas óbvias.

Tem sido moda ouvirmos por todo lado pregações dos chamados “teólogos da prosperidade”. Algumas bem na lata: “Traga sua oferta que Deus vai te abençoar”, “Quanto mais você der, mais rico você fica”, e outras nem tão diretas assim, e são até as mais perigosas. Vemos na vida de muitos líderes religiosos o começo do mal exemplo: Casas caríssimas, carros importados, helicópteros, ternos “Armani” e sapatos “Louis Vuitton”, mega templos suntuosos que mais parecem Shoppings. Está bem claro, temos nos preocupado demais em acumularmos riquezas aqui na terra. Onde estaria, então, nosso coração? “Quão dificilmente entrarão no Reino de Deus os que possuem muitas riquezas! – Lucas 18:24

Se existe certo tipo de música, certo tipo de produto, certo tipo de programa, e certo tipo de pregação, existe por que tem quem os consuma. É simples. Se a maioria dos crentes tivesse realmente preocupada com a mensagem da cruz e não em “como ser relevante, famoso, rico e obter honra aqui nessa terra”, essas igrejas estariam vazias, e hoje em dia são justamente as que mais enchem. Não existe dúvida: Os crentes, no geral, tem buscado “tesouros dessa terra” ao invés dos tesouros do céu.

É errado sermos prósperos aqui? por isso, devemos estar satisfeitos se tivermos com o que nos alimentar e vestir.”-- 1 Timóteo 6:8-10,17. Não. Não vamos necessariamente pro inferno por isso, mas a Bíblia claramente nos ensina o tempo todo a ajudarmos o próximo e não acumularmos aqui. Se ainda existe alguma pessoa precisando de algo, e nós, temos mais do que o necessário, estamos errando. É simples e direto assim. Vossas riquezas apodreceram, e vossas roupas finas desvaneceram, roídas pela traça.” – Tiago 5:2. O que a bíblia nos ensina basicamente é sobre contentamento.

Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; quem ama as riquezas, nunca se sentirá em paz e feliz com seus rendimentos. Certamente, isso também é ilusão, vaidade.…” – Eclesiastes 5:10-14. Quando buscamos a riqueza, jamais estaremos satisfeitos. Nosso coração estará o tempo todo ansioso por mais e mais, e, mesmo estando ricos, tendo muito, estaremos vazios de paz, de amor, de tesouros no céu, vazios de Deus. O diabo é astuto, e, quando buscamos felicidade em alguma coisa, ele logo usa essa nossa própria cobiça para nos afastar de Deus.

O segredo? Simples: CONTENTAMENTO. “Seja a vossa vida desprovida de avareza. Alegrai-vos com tudo o que possuís; porque Ele mesmo declarou: “Por motivo algum te abandonarei, nunca, jamais te desampararei”.—Hebreus 13:5

É promessa de Deus que nada vai nos faltar, que tudo vai cooperar pro nosso bem, que o justo jamais mendigará o pão. Vivamos satisfeitos, contentes com o que temos. Não deixemos jamais de lutar pelo melhor, mas com nossos olhos e corações focados em Deus, no céu, na eternidade, não aqui. Aqui passa. Aqui fica. Aqui, na verdade, não vale de nada.

Vinicius Aguiar


0 Comentários em "Tesouros no céu, contentamento na terra."

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS