Nem todo evangelho é O Evangelho.


Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (amaldiçoado)
(GL 1:6-8)

Paz irmãos!

Não consigo passar muito tempo sem me sentir indignado e até mesmo apavorado com o que temos visto e ouvido de alguns pregadores por aí. Vocês sabem do que estou falando. As vezes penso que deveria deixar pra lá, mas quando me deparo com uma exortação desse nível feita por Paulo, me sinto ainda mais na obrigação de abrir os olhos de mais e mais pessoas, e os convido da mesma forma a não serem coniventes com o erro.

Paulo nessa passagem diz claramente que estão pregando um evangelho que não é, de fato, O evangelho. Esse é o perigo do sofisma, mentira com cara de verdade: Tem certas linhas religiosas que sabemos identificar rápido que não pregam a palavra de Deus mas outras, por sua vez, pregam algo que também não é o evangelho legitimo, mas o pregam como se fossem, e chegam a enganar a muitos, muitos mesmo.

O apostolo Paulo afirma que alguns tem pregado outro evangelho, que não o da graça de Cristo. Hoje temos visto lei mosaica sendo ressuscitada, óleo ungido, água abençoada, arcas e shofares pra todo lado. Dê pra Deus que Ele dá em troca. Faça isso que Deus faz aquilo. Faça sacrifícios. Pedrinhas de Israel, água do Rio Jordão, traga sua chave pra ungir, sua carteira de trabalho pra orar. Graça não é isso! Graça é um favor imerecido. Graça Deus da sem que mereçamos, sem que tenhamos que fazer alguma coisa pra receber. Quero dizer com isso que podemos bagunçar a vontade e mesmo assim vamos ser abençoados? Não, de forma alguma. Quero dizer que temos acesso livre ao Pai, que não precisamos trocar nada com Ele, nem fazer sacrifícios, nem tocar em nada para que cheguemos a Ele. Quero dizer que nada que façamos o faz nos amar mais, nem menos. Quero dizer que estamos sim no tempo da graça, graças a Jesus, e não devemos aceitar outro evangelho que não seja esse, o da graça de Cristo.

Amados, Deus nos deu um presente lindo, nos amou a ponto de dar Seu filho unigênito para que tenhamos vida eterna e não pereçamos, por favor, não vamos aceitar outro tipo de pregação, outro tipo de evangelho. Tudo que devia ser feito já foi feito por Jesus, não há mais nada que precisemos fazer que não seja aceitar a Cristo como nosso Senhor e Salvador e nos aproximarmos de Deus como filhos que agora somos. O resto, é invenção de homens pra manter o povo debaixo de um cabresto, debaixo de um julgo que não temos mais necessidade de carregar, o resto são estratégias humanas, usando textos fora de contexto para nos provar sua suposta veracidade, o resto é resto, o resto é anátema, amaldiçoado.

Nele, que nos chama de filhos, não mais de apenas servos,

Vinicius Aguiar
@vinyaguiar

0 Comentários em "Nem todo evangelho é O Evangelho."

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS