A busca

Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a Ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém. (Apocalipse 1:4-6)

Eita lá! Eita lá! Eita lá!

Eu observava os filmes que entraram em cartaz nos cinemas essa semana e um título me chamou a atenção: A BUSCA. Procurei então ver o trailer e as demais informações; pareceu-me interessante e me senti inspirado para voltar a escrever na coluna Coisa de Cinema.

Acompanhe então a sinopse, as informações técnicas e o trailer do filme; e logo após, continuaremos seguindo os passos de Bia, a menina que a cada história traz uma lição para nossas vidas, espiritualmente falando.

Vem comigo!

SINOPSE
Theo Gadelha (Wagner Moura) é um médico, casado com a também médica Branca (Mariana Lima), pai do adolescente Pedro (Brás Antunes) e filho de um pai ausente (Lima Duarte). Sua mulher pede a separação, seu filho rejeita sua orientação e a casa que construiu para a família vai ser posta à venda. Aos poucos, Theo constata que seu mundo está desabando. Mas nada se compara ao que está por vir: no fim de semana em que completaria 15 anos, seu filho Pedro some de casa. Theo pega a estrada em busca do filho. A viagem Brasil adentro vira um caminho de autoconhecimento, um percurso para transformações e descobertas.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Título no Brasil:  A Busca
Título Original:  A Busca
País de Origem:  Brasil
Gênero:  Drama
Classificação etária: 12 anos
Tempo de Duração: 96 minutos
Ano de Lançamento:  2012
Estreia no Brasil: 15/03/2013
Estúdio/Distribuidora:  Downtown / Paris / RioFilme
Direção:  Luciano Moura

TRAILER


EM BUSCA DO QUE SE PERDEU.


Bia havia crescido. A doce e adorável menina já estava na fase final da infância e estava prestes a entrar na adolescência. Uma das coisas que ela mais se orgulhava, era de ter conseguido fazer bem o papel de irmã mais velha para o pequeno Giovanni.

Uma das coisas que Bia mantinha guardada às sete chaves e nem mesmo a seu irmão  permitira tocar, era uma coleção de bichinhos de pelúcia variados que ela ganhara no decorrer dos anos. Bichos do mais variados tamanhos e espécies: ursos, gatos, cachorros, porcos, sapos, elefantes... Era realmente uma grande e linda coleção que Bia olhava, contava e cuidava todas as manhãs.

Numa manhã de chuva, depois de novamente ter todos os cuidados com sua coleção, Bia chegou desesperada à mesa e logo indagou Giovanni por determinado bichinho que estava faltando em sua coleção. O rapaz prometeu não ter visto e ficou surpreso com o cuidado da irmã por um dos bichinhos que ele acreditava ser o mais feio de todos: o gambá.

Justo o gambá? Não tinha um bicho mais bonito e importante para Bia se preocupar?

Bia começou uma grande faxina em sua casa, buscando em cada canto o bichinho que havia perdido. Depois de horas procurando, finalmente a menina o encontrou: estava caído entre algumas caixas que tinham sido guardadas embaixo da cama.

Giovanni admirou-se mais uma vez quando viu Bia com um brilho nos olhos, com a felicidade estampada no rosto; dando uma abraço e guardando com carinho o que ele julgava ser um feio e inexpressivo bicho de pelúcia.

"Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em busca da que se desgarrou?
E, se porventura achá-la, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela do que pelas noventa e nove que se não desgarraram.
Assim, também, não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca." (Mateus 18:12-14)

Muitas vezes, determinadas coisas deste mundo nos atraem e nos afastam de Deus. Quando demos por conta, estamos perdidos, fora da direção de Deus e sem forças para voltar aos braços do Pai.
Outras vezes pensamos não ser importantes para Deus e acreditamos que nada irá dar certo em nossas vidas. Isso vai nos repelindo e nos afastando da comunhão com nossos irmãos e, consequentemente, acaba por nos afastar de Deus.
E quando nos vimos perdidos e sem direção, não acreditamos que alguém poderá vir ao nosso encontro, pois pensamos que somos irrelevantes para que se preocupem conosco.

Mas de uma coisa você pode ter certeza: DEUS JAMAIS SE ESQUECE DE NÓS. Não é desejo dEle que nenhum de nós se perca. E quando nos afastamos e ficamos sem direção; quando nos sentimos perdidos e não sabemos mais qual direção tomar, Ele nos procura.
Não sei ao certo o que me levou a escrever isso; meu pensamento inicial era escrever sobre nossa busca a Deus, mas parece que a coisa mudou um pouco.

O fato é que: você é importante para Deus; Ele te ama. E se estás perdido nesse mundo que aparenta ser belo, mas não passa de um circo de horrores, Ele te procura neste momento. Permita-se ser encontrado pelo Pai, pois Ele tem maior prazer em salvar a tua vida, do que pelas milhares de pessoas que estão salvas.
Aceite a Cristo como Salvador; confesse que é pecador e que precisa de perdão. Ele está te procurando e, de braços abertos, espera tua volta ao lugar de onde nunca deverias ter saído.

Em Cristo, o Bom Pastor que deu Sua vida por suas ovelhas

0 Comentários em "A busca"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS