O pai já volta!



Triiiiiiiiiiim!
O despertador tocou cedo acordando Bia e toda a sua família; um vento típico de inverno soprava e o sol sequer havia ainda aparecido.

Enquanto a mãe corria para preparar o café e as mochilas das crianças, o pai tratava de arrumá-las para o primeiro dia de aula naquele ano. Bia já estava familiarizada com o clima colegial, mas Giovanni teria seu primeiro dia de aula na vida e parecia meio desorientado.

Enquanto tomavam café, o pai de Bia adverte-a sobre alguns cuidados básicos que deveria tomar, principalmente no cuidado ao irmão mais novo. Bia já temia chegar na escola e ter de tomar conta de Giovanni.
A viagem até a escola para Bia já era rotina, mas para Giovanni parecia que não tinha fim. O pequeno garoto estava ansioso e até um pouco amedrontado, mas ao chegar na escola, foi recebido com grande afeto por uma professora que o encaminhou até uma sala.

Tudo era uma grande novidade para Giovanni, enquanto Bia já havia se enturmado com suas novas amigas de sala; a menina realmente sabia como conquistar as pessoas e já ganhava as novas amiguinhas com seu carisma.

A aula de Bia transcorreu dentro do previsto e quase no fim da manhã, Bia vai até a sala de Giovanni querendo olhar o irmãozinho e saber como ele estava se saindo. Mas grande foi a surpresa dela ao encontrá-lo chorando. O menino queria ir para casa, chamava pelo pai... estava em um estado lastimável de desespero.

Bia não sabia ao certo o que fazer... Correu e tocou no ombro do irmão perguntando o que havia acontecido. Giovanni nada falava, apenas soluçava com seus prantos.  Outras crianças passavam e riam daquela situação, o que deixava Bia furiosa e fazia Giovanni ficar ainda mais chorão.

Bia percebeu que seu irmão estava com grande dificuldade de se adaptar àquilo tudo e que nada parecia fazer sentido dentro daquela escola para o garoto... Enquanto Giovanni ainda chorava, Bia simplesmente abraçou o irmão, acariciou seus cabelo e repetia baixinho: "Calma, Gio... o pai já vai voltar. A gente vai pra casa e lá tudo vai ser bem legal."


Enquanto ouvia essas palavras, Giovanni começou a se imaginar longe dali, imaginava-se em casa com seu pai; e a medida que Bia repetia a frase, o coração do menino ia se acalmando.

Não demorou muito e o pai de Bia chegou; enquanto Bia explicava ao homem o que tinha acontecido, Giovanni logo se jogou nos braços do seu pai, sentindo-se novamente seguro e as crianças foram levadas para casa.
_________________________________________________________

Durante nossa caminhada de fé, algumas vezes acreditamos estar sós. Olhamos em volta e nada parece fazer sentido. Acontecem situações que nos machucam e tudo o que mais queremos é estar logo nos braços do pai.


Eu não sei.... mas quem sabe hoje você passa por uma situação parecida. 


Talvez você esteja enfrentando fortes lutas... Talvez esteja desesperado não conseguindo vencer as barreiras que se levantam na tua vida. Talvez está sendo zombado e humilhado até por quem deveria lhe estender as mãos na hora da dificuldade.


Se ventos estão soprando contra tua vida; se ondas se levantam querendo te submergir; se dificuldades se agigantam te fazendo chorar e entrar em desespero... Hoje você pode ouvir a doce voz do Espírito Santo falando baixinho no teu ouvido: "Calma, meu filho... o Pai já tá voltando. Logo iremos para o nosso Lar e lá será tudo maravilhoso."


Anima-te! Esforça-te! Breve, muito breve, Jesus Cristo voltará e porá fim em todo o teu sofrimento e te levará para um lugar onde não haverá mais morte, nem choro, nem clamor e nem dor e então viverás para sempre com o Senhor.


No amor de Cristo, que prometeu voltar e nos levar com Ele (João 14:3)
Eliézer Sejač Rodrigues

0 Comentários em "O pai já volta!"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10