Coréia do Norte - 1° lugar na Classificação de países por perseguição


Por Eliézer Sejač Rodrigues

Novamente, a Coreia do Norte ocupa o primeiro lugar na Classificação de países por perseguição, como o pior país do mundo para se viver como cristão. Seguindo um comunismo ao estilo de Stalin, construiu-se uma religião bizarra em torno do fundador do país, Kim II Sung. Qualquer pessoa que possua "outro deus", enfrenta perseguição e é por isso que os aproximadamente 300.000 cristãos precisam permanecer secretos. Acredita-se que cerca de 25% dos cristãos estão morrendo em campos de trabalhos forçados, por terem se recusado a adorar Kim II Sung. Por isso há uma campanha anticristã no país, de modo que mesmo os norte-coreanos nascidos nos dias de hoje cujos avós foram cristãos são designados para empregos inferiores, o que é muito irônico, já que a mãe de Kim II Sung era uma diaconisa presbiteriana.

O culto a Kim II Sung se tornou algo insuportável. Este ano, quem visitava a capital Pyongyang pôde observar faixas que diziam: "O pai eterno está sempre conosco." Em abril de 2012, o governo está prometendo uma celebração de "proporções épicas" para o aniversário de 100 anos do nascimento de Kim II Sung - uma comemoração que a pobre nação não pode pagar. A ONU estima que mais da metade dos 20 milhões de habitantes da Coreia do Norte são desnutridos e que a fome está atingindo novamente o país, com relatos fidedignos de que milhares vivem em uma dieta à base de grama e casca de árvores.

Kim II Sung faleceu em 1994 e foi sucedido por seu filho Kim Jong-II. No outono de 2010 o terceiro filho de Kim Jong-II, Kim Jong-Un foi escolhido para o cargo de general do Exército coreano, posição chave para quem almeja a presidência do país. No dia 17 de dezembro de 2011 Kim Jong-II morreu aos 69 anos de ataque cardíaco, abrindo espaço para seu filho. Segundo os principais noticiários do mundo, Kim Jong-Un foi nomeado Presidente do Comitê de Defesa Nacional da República Popular da Coreia, cargo que corresponde ao de presidente da nação. Relatos sugerem que esse jovem provavelmente assumirá o país, o que poderá piorar a situação dos cristãos. Fontes afirmam que Kim Jong-Un declarou que "só precisa que 30% da população sobreviva". Acredita-se que ele está por trás do envio de 100 espiões à China, com o objetivo de se infiltrarem em organizações cristãs que auxiliam os refugiados. Um missionário cristão sul-coreano foi assassinado por um desses espiões em Dangdong, na China, em agosto de 2011.


A Coreia do Norte tem vários problemas econômicos. Todos precisam de algum tipo de negociação no mercado negro para poder sobreviver Por esse motivo, o regime quer obter ajuda externa e fará o que for preciso para consegui-la. Como parte dessa estratégia, quatro igrejas foram abertas na capital: duas protestantes, uma católica e uma ortodoxa russa. No entanto, não há nada que comprove que elas são mais do que pontos de "fachada", para que os estrangeiros as vejam. Além disso, o governo está tão desesperado por ajuda, que tem permitido a entrada de ONGs cristãs no país.

Existem muitas redes de igrejas clandestinas em casas, mas, devido ao sigilo que os cristãos devem manter para proteger suas atividades, é impossível - e até imprudente - reportar as verdadeiras estatísticas. No entanto, o cristianismo continuará a ser uma fé muito forte, ainda que secretamente.

Fonte: Revista Portas Abertas. Volume 30 - N° 02 - Página 05
MISSÃO PORTAS ABERTAS.

0 Comentários em "Coréia do Norte - 1° lugar na Classificação de países por perseguição"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS