Minhas grandes dívidas

Semana passada eu estava no meu serviço, quando de repente apareceu essa senhora super simpatia (da foto) e falante, então ela distribui uma poesia para os funcionários da loja ... Embora ela tenha falado rápido, tudo que ela dizia de alguma forma fez sentido para mim... O texto se chama: Minhas Grandes Dividas, de Ivanete Silva Glória Dalmácio Espero que gostem!




Devo a vida a Deus, meu Criador;

A Adão e Eva devo a herança de pecador;

A Jesus Cristo devo a salvação;

A meus pais, à igreja, à sociedade a educação;

E aos professores devo a instrução.


Devo mesmo. E muito!

Ao semelhante, o sorriso que para mim esboçou;

Ao vizinho devo o favor que jamais me negou;

A mim mesma a alegria motivada pelo amor;

e a meu próximo tudo o que me proporcionou.



Como devo!

Às lágrimas que me apagaram a dor;

Aos médicos o carinho nas horas de agonia e horror;

Aos irmãos em Cristo as orações e o clamor;

Ao Pai Celeste a segurança, a fé, a vida no Senhor.



Devo o ar que respiro, a água que ingiro, a luz, o Sol que raiou;

Devo a chuva, os dias bruscos que o ar equilibrou;

Devo o espaço que ocupo sem nada perceber;

Devo os momentos de felicidade, de lutas e de grande prazer;

Quanta dívida, meu Deus! Piedade! Ajuda-me pagá-las;

Muitas delas nem ouso citá-las;

Perdoa-me, Senhor, pelos pecados que cometi;

Afinal, resgataste-me, pois salvação não mereci.


Por: Gabrielle P.

0 Comentários em "Minhas grandes dívidas"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10