E ELE NASCEU EM UM ESTÁBULO...!

Jesus nasceu em um estábulo, em meio a animais...
A Paz do Senhor!
Estive visitando minha família, recentemente, e ouvi uma palavra reveladora sobre o nascimento de Jesus, apresentada por uma amiga da família, pertencente a outra denominação. Quero compartilhar esta palavra, mas antes, deixa eu contar outra coisa:
Quem já foi ao jardim zoológico? Ou naquelas grandes feiras pecuárias? Aqui no meu Estado há grandes feiras pecuárias... São eventos maravilhosos! Mas quero colocar algo em comum aos zoológicos, feiras e estábulos: o cheiro! Grandes animais – por mais higiênicos que seus zeladores sejam – sempre exalam forte e desagradável cheiro! (Bom, os pecuaristas apaixonados vão discordar de mim, agora... Me perdoem!)
Não querendo ser desagradável – nem “escatológico” - mas a própria concentração de urina e fezes de grande animais – mesmo sendo limpadas continuamente – sempre vão impregnar o lugar de um odor não muito agradável!
Agora, sim, leia o título deste texto: Jesus nasceu num estábulo!
O Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores, o Salvador do mundo...
...nasceu num estábulo!
Num estábulo, entendes?
Não foi naqueles cenários plásticos de presépio... Foi num estábulo, mesmo, com vacas, jumentos e ovelhas!
Eu até imagino que Maria e José devem ter dado uma ajeitadinha aqui e ali, arrumado e limpado o que fosse possível... Mas creio – e creio mesmo! - que eles não dispunham daqueles “lava-jato”, nem daqueles desifetantes de marca famosa... Até porque, Maria estava prestes a dar à luz o seu Bebê, e José, sozinho, não deve ter conseguido ser, digamos assim, um “camareiro modelo”: a situação era emergencial, foi tudo “no improviso”, e era só um estábulo que eles dispunham!
Um estábulo, com... - eca!!! - cocô de vaca, de ovelha e de jumento, por aqui e por ali... Poeira sobre a palha... Talvez, mofo na parede... Restos de comida na manjedoura que serviria de berço para aqu'Ele que foi nascido Rei! (Talvez, até um cocô de rato aqui ou ali...)
Gente: era um estábulo!!! O que mais se pode querer??? Um estábulo sempre será um estábulo!
(Tentei ser o mais dramático possível... perdão se exagerei! Mas é que eu PRECISO firmar bem a idéia!)
E Ele, nosso Salvador e Rei, nasceu num estábulo!!!
Pois é: e a revelação está, justamente aí: nas condições de higiene (ou falta de) em que Jesus nasceu! Compartilho, agora, a revelação dessa amiga da família, e a reflexão que as palavras dela geraram em meu coração:
Jesus CONTINUA nascendo, ainda hoje, nestas mesmas condições: nossos corações são sujos e fétidos devido aos pecados!
Quando Jesus entra em nossa vida, estamos dominados pelo mundanismo, pelo egoísmo, pela lascívia, pela ira, pela inveja, pela justiça própria... Tudo isso é fétida imundice! Mas Jesus não rejeita este “fétido estábulo” que oferecemos: entra em nossas vidas com Sua Misericórdia e Graça!
Jesus, ainda, continua nascendo em estábulos...
...e que maravilhoso é quando isso acontece: quando abrimos nosso coração (este fétido estábulo) para que o Rei dos reis possa nascer em nossa vida!
Quão maravilhoso é perceber que a Graça de Deus, suprema que é, não leva em conta nosso passado, nem nosso sistema perverso de valores: o Senhor dos senhores nasce em nossa vida assim como estamos!
Tudo isso é maravilhoso!
Mas quanto tempo, ainda, manteremos Jesus preso ao fétido estábulo onde lhe demos para nascer?
Quanto tempo ainda vamos levar para limpar e reformar este estábulo fétido – nosso coração – e edificar uma casa digna do Rei dos reis, Senhor dos senhores, e Salvador de nossa vida?
Que neste Natal – que, por tradição é o “aniversário de Jesus”, embora historicamente não o seja – possamos dar um “presente de aniversário” ao nosso Rei e Senhor:
Este presente não se trata de ouro, incenso ou mirra...
Este presente se trata de dar nosso próprio coração tal como está, mas no compromisso de não mantê-lo assim: mas de se purificar gradativamente, a cada dia!
Sabe por quê está escrito que as misericórdias de Deus se renovam diariamente?
Porque nos PRECISAMOS nos converter a cada dia!
A cada dia, precisamos reconhecer que desagradamos a Deus, fugimos de Seu propósito e, não raramente, quebramos nossa aliança com Ele!
A cada dia, devemos reconhecer que somos soberbos, vaidosos e orgulhosos, e que somente Ele pode perdoar nossos pecados e nos conduzir no Verdadeiro Caminho!
Arrependimento” é mais do que reconhecer o erro: é confessá-lo, assumí-lo e esforçar-se, genuinamente, para erradicá-lo definitivamente de nossa vida!
O melhor “presente de aniversário” que podemos dar a Jesus é, justamente, a sujeira de nosso estábulo!
O melhor “presente de aniversário” que podemos dar a Jesus é a confissão de nossos pecados, em arrependimento!
Foi por isso que Ele nasceu!
Foi por isso que Ele morreu!
E agora, ressuscitado, Ele espera a “recompensa de Seu sofrimento”: o nosso arrependimento genuíno!
Entregue teu coração a Jesus!
Entregue teus pecados a Jesus!
Deixe que o Rei dos reis purifique teu coração com a Sua Santa Presença!
Peça perdão!
Perdoe!
Reconcilia-te, primeiramente, com Deus, e – consequentemente – com teu próximo!
...E aí, sim, poderás dizer: “Tive um FELIZ NATAL!”
Que a celebração do Natal do Senhor Jesus traga, em tua casa, bênçãos que perdurem por todo ano novo, e por toda tua vida, em Nome de Jesus!
Forte abraço e...
...UM FELIZ NATAL!
Ev. Danielson

1 Response to "E ELE NASCEU EM UM ESTÁBULO...!"

  1. Em uma pregação recente (23/12/2015) retornei à figura do estábulo para explicar a Graça e a Misericórdia de Deus mas também acrescentei outros pontos Quem tiver interesse pode assistir no youtube: https://youtu.be/H11H2KEI-7s Deus abençoe em Nome de Jesus! Feliz Natal! Pr Danielson

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10