O QUÊ EU PERGUNTARIA PARA DEUS?

O que você perguntaria a Deus, hoje, se o pudesse ouvir claramente?

A Paz do Senhor!
Esta coluna não se chama “Mensagens”? Então, hoje, resolvi fazer uma “mensagem” completamente diferente! Vou explicar!
Em vez de textos elaborados, ou de transcrições de pregações, como é do meu costume postar, estou postando aqui uma ENQUETE!
Entrei num aplicativo de recados anônimos e enviei a mesma pergunta para dezenas de pessoas, todas de diferentes idades, gênero, cultura e pouquíssimas eram evangélicas (a maioria, sem religião). A pergunta foi: “Que pergunta você faria para Deus?”
Pedi a Deus que me desse resposta para cada questão que me enviasse. Reuni as questões recebidas em 11 perguntas, e a Palavra que Deus ministrou para que eu pudesse responder. Desta vez, portanto, apesar de eu agrupar algumas questões em uma só, ainda assim o texto ficou bem logo mesmo...!
Quem sabe, alguma das questões não é parecida com algum questionamento seu...?! Ou, quem sabem Deus te dá uma nova luz para complementar as respostas?
Veja, a seguir, as perguntas enviadas, e as respectivas respostas:

1)Deus existe?
Deus existe sim! Mas Ele só pode ser acessado mediante a FÉ!
O que é “fé”? É crer em algo sem necessidade de provas físicas! Segundo a Bíblia:

“ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.” (Hebreus 11.1)

Casualmente eu estava pensando sobre isso há poucos dias, e perguntei a Deus o POR QUÊ d'Ele só se manifestar mediante à fé. A resposta me surpreendeu: A verdade é que Deus é grandioso demais para poder ser concebido por nossos sentidos, ou intelecto. Qualquer manifestação d'Ele é muito aquém do Que Ele realmente É! Só pela fé, portanto, podemos perceber um Sua Glória! Para os sentidos físicos e para o intelecto, a Glória de Deus é inconcebível!
Claro que Deus manifesta partes do Seu Poder, eventualmente, através de milagres e sinais... Mas estes, nem de longe, se comparam a grandeza de Sua Presença, que só poderia ser concebida sobrenaturalmente pela Fé, que é um dom de Deus!
Sinais e milagres são perceptiveis aos sentidos físicos e ao intelecto, mas nem se comparam a Maravilhosa Presença de Deus, que só pode ser sentida mediante a FÉ.
Jesus disse que aqueles que exercitarem Sua fé testemunharão manifestações de Deus (João 20.29).
Como fazer, então, para que a fé cresça a ponto de testemunharmos estes sinais?
Deus sabia que teríamos problemas em relação a cultivar nossa fé. Para isso – e para outras coisas – Ele criou a Igreja, local onde a fé é alimentada. Portanto, é fundamental orar a Deus, meditar na Bíblia e participar ativamente da Igreja, para que a fé desenvolva!


2)É certo insultar alguém, mesmo que por brincadeira?
Uma pessoa havia acabado de me insultar, quando eu propus a enquete a ela. Ela se desculpou, e perguntou sobre seus atos. Deus deu a direção, em Mateus 5.22, de que insultar é pecado. Mas também está escrito que se nos arrependermos, confessarmos e pedirmos perdão, nosso pecado é perdoado, em Nome de Jesus (Ex: I João 1.8-10).
A Palavra recomenda, portanto, que deixemos os insultos, e procuremos falar coisas agradáveis que edifiquem o próximo:

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” (Efésios 4.29)

3)Sou uma pessoa boa?
Bom, só Deus! Todos nós temos lados “sombrios”... Todos pecamos! Mas se nos arrependemos de nossos pecados, Deus nos purifica de toda falta! (Leia I João 1.8-10; 2.1-5).
Geralmente, queremos “ser bons”, ou “parecer bons”, porque acreditamos que só assim Deus vai nos amar e abençoar. Na verdade, o amor de Deus é incondicional, e nem nossa falta de bondade (nossa “ruindade”) pode nos afastar do amor perfeito (ágape) de Deus (Leia: Romanos 8.34-39). Devemos, portando, reconhecer que somos falhos e aceitar o amor de Deus não pelo nosso mérito, mas porque Ele nos ama incondicionalmente! E procurar nos corrigir e mlehorar, sempre! Deus nos aceita como somos, mas não quer que permaneçamos onde estamos!

4)O que fazer para ser uma pessoa melhor?
Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança, mas o ser humano se corrompeu pelo pecado e já não é mais “bom” como originalmente. Como fazer para recuperar o propósito original? Voltando-se para Deus! Quanto mais longe de Deus, mais perverso se torna nosso caráter (Ver: Gálatas 5.19-21). Ao contrário, quanto mais próximos de Deus, mais nos pareceremos com Ele, e mais nosso caráter se assemelhará ao de Jesus Cristo (Leia: Gálatas 5.22). Para nos tornarmos pessoas melhores precisamos estar, cada vez mais, em comunhão com o Espírito Santo de Deus, através da oração, meditação da Palavra e vivência da comunhão com os irmãos! Devemos, com a ajuda do Espírito Santo, praticar aquilo que aprendemos através da Palavra!

5)O que fazer para ter mais saúde?
Quando Deus nos criou, não havia doenças. As doenças e enfermidades são resultado da queda do homem... Mas hoje as doenças e enfermidades estão no mundo!
O plano do inimigo é destruir, matar e roubar... Mas Jesus veio restaurar o Propósito Original – a todos que quiserem (João 10.10)!
Ter saúde é seguir as orientações e cuidados que Deus nos dá, através da Palavra, e, em caso de doenças e enfermidades, também saber que Cristo é a ressurreição e a vida (João 11.25): Cristo é a nossa saúde!
Claro que não adianta nada pedir saúde pra Deus, e descuidar-se de si mesmo... Não basta apenas orar: é necessário vigiar, também! Mas Jesus tomou todas as doenças e enfermidades sobre Si (I Pedro 2.24), para que pudéssemos ter o direito de restaurar a saúde de acordo com o Propósito Original de Deus!

“Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.” (I Pedro 2.24)

6)Por quê há tantos castigos e sofrimentos?
Há, basicamente, três formas de passarmos dificuldades: provas, lutas ou maldições.
As provas são processos de treinamento e capacitação que Deus proporciona em nossa vida para nos deixar mais fortes, de maneira a podermos administrar as bênçãos que Ele tem preparado para nós. Mas as provas NUNCA SÃO destrutivas, porque Deus nunca nos prova além de nossas forças... Mas sim, são desconfortáveis! Quando passarmos pela prova, estaremos aptos a receber e administrar a bênção que Deus tem prá nós.
Já as lutas são dificuldades diretamente relacionadas com a bênção que queremos alcançar. Não se pode ganhar um jogo, sem jogar; não se pode alcançar vitórias sem lutas! Mas em todas as lutas, se estivermos com Cristo, seremos mais que vencedores!
Já as maldições são tormentos causados por quebras de princípios. Toda vez que quebramos princípios da Palavra, damos autorização para o inimigo tocar em nossa vida com tormentos e tristezas. Para cessar as maldições, é necessário arrependimento, confissão e conversão dos maus caminhos. Assim, o inimigo perde o direito de lançar tormentos sobre nossa vida.
Em todos os casos, Deus não deixa de nos amar. Aliás, está escrito que Deus castiga àqueles a quem ama, para que se corrijam e não percam a salvação...
Mas a vontadde de Deus é que vivamos em bênção. Que, ao passar por lutas, saiamos vitoriosos. Mas muitas vezes, afastamos as bênçãos de Deus de nossa vida, por más escolhas. Em Deuteronômio 28.15, Deus nos alerta que a desobediência aos princípios d'Ele atraem maldições sobre nossa vida.
Quem conhece a “Parábola do Filho Pródigo", contada por Jesus (Lucas 15.11-32), vai lembrar que o filho pródigo sofreu muito, muitos tormentos! Mas não sofreu isso porque o Pai assim o quis, mas porque ele próprio escolheu fugir da casa do Pai e viver como bem quisesse. Quando entendeu seu erro, se arrependeu, se reconciliou com o Pai e recebeu tudo de volta!
Assim são as maldições: não são vontade de Deus, mas sim escolha de cada um em quebrar os princípios de Deus, e afastar-se de Sua Presença. Quando nos arrependemos dessa tola escolha, Deus remove as maldições e nos abençoa.

“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,” (Deuteronômio 30.19)

7)Quando seremos completamente felizes?
A felicidade plena só será realizada quando nos libertarmos deste mundo e de nosso corpo corruptível, no fim dos tempos. Mas desde hoje, podemos ser felizes e realizados! Jesus veio para que tivéssemos vida em abundância (João 10.10), e a vontade de Deus para nossas vidas é boa, agradável e perfeita (Romanos 12.2). Mas para alcançar esta vontade boa, agradável e perfeita precisamos abdicar dos padrões do mundo, e viver conforme a Palavra de Deus! Só assim, encontraremos a paz, a alegria e a satisfação que Deus quer nos proporcionar nesta terra! Está escrito (Deuteronômio 28.1-14) que, se obedecermos a Deus, seremos prósperos e felizes!


8)Por quê ultimamente tantas pessoas usam o Nome de Deus em vão?
Sinal do fim dos tempos! Jesus e Seus discípulos alertaram que no final dos tempos muitos blasfemariam contra Deus, ou usariam o Nome Santo de Deus para fins espúrios! Jesus nos alertou com antecedência, para que possamos nos proteger dessa má influência, e também para que tenhamos esperança quanto à Sua volta. (Leia: Mateus 24.10-11; II Timóteo 3.1-2)


9)Quando Será o arrebatamento da Igreja?
Ainda que possamos identificar os sinais eminentes da volta de Jesus, só Deus Pai, e mais ninguém, sabe a data certa! Não foi dado ao homem conhecer esta data! Qualquer pessoa que afirma saber a data da volta de Jesus Cristo está mentindo!

“E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mateus 24.3-5)

Precisamos estar preparados para o arrebatamento, buscando mais a comunhão com Deus, a santificação e vivendo o amor ao próximo. Mas a data exata só Deus sabe.


10)Como saber se eu tenho algum chamado?
Antes de mais nada, temos que entender que todos recebemos UM chamado: fomos chamados das trevas para a Luz de Cristo, para sairmos da condição de criaturas para a condição de filhos de Deus, heredeiros de Deus Pai. Se não assumirmos este chamado, procurando viver como filhos de Deus, não há como Deus nos mostrar outros aspectos mais específicos do nosso chamado!
Quem conduz os filhos de Deus, concendendo-lhes dons e capacitando-os para a Obra Ministerial é o Espírito Santo! Portanto, primeiro, precisamos assumir a condição de filhos, agindo como tal, para sermos guiados pelo Espírito Santo ao nosso chamado específico.
Ao recebermos nosso chamado específico (evangelista, mestre, pastor, diácono, missionário, profeta, sacerdote...), precisamos ainda passar pelo processo de provação, que é a capacitação de Deus para poderem exercer a Obra.
Muitos não se importam em, como Jesus, servir os Planos do Pai... E por isso sofrem um vazio em sua existência, por não encontrarem um sentido na vida.
Outros, até percebem seu chamado, mas não estão dispostos a assumir as consequências de ser provado, e pagar preço de renúncias, para exercer seu ministério; tais vivem frustrados!
Se formos filhos de Deus, e suportarmos o processo de formação em nosso chamado, dizendo corajosamente nosso “sim!” a Deus, Ele nos capacitará e nos conduzirá até nosso ministério, para que Seu Corpo cresça, e para que mais e mais vidas sejam salvas e abençoadas através dos Seus ministros.
Termino esta resposta afirmando, categoricamente: quem quer que faça esse questionamento é, certamente, porque tem um chamado ministerial! Qual? Siga os passos descritos acima, e o Espírito Santo esclarecerá!

“ Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.” (Isaías 6.8)

11)Nada a perguntar, porque Deus é quem conhece nossa vida!
E, por fim, alguém respondeu que não faria pergunta nenhuma, porque sabia que Deus é que conhecia toda a sua vida... Correto!
É justamente o que a Bíblia diz, em diversos lugares, entre elas o Salmo 139:

“SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.” (Salmo 139.1)

E é este mesmo Salmo 139 que está na canção “Sonda-me Senhor”, gravada pelo Grupo Cálice em 2007. Aqui está o clip: Danielson & Grupo Cálice - SONDA-ME.

O que achaste desta pesquisa? Ficaste com alguma dúvida? Tem algo para acrescentar?Discordaste de alguma coisa? Use o link “comentários”, logo aqui abaixo do texto, e poste tua opinião!
Quero, em breve, escrever um novo texto, semelhante a este, mas com perguntas formuladas por um ateu... Vamos ver se Deus permitirá!
Obrigado por tua companhia até aqui!
Que Deus abençoe grandiosamente tua vida, e ilumine teus passos, em Nome de Jesus!
Forte abraço!
Ev. Danielson

1 Response to "O QUÊ EU PERGUNTARIA PARA DEUS?"

  1. As resposta foram muito boas ,com conteúdos muito bom, agradáveis de ler e tudo biblicamente.

    *Como se recuperar de uma união frustada? Isto é um casamento que se acabou depois de vinte anos*

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10