Perdão em 3 dígitos



Por Gabrielle P.

No decorrer da vida se aprende muita, muita coisa. Dentre tantas lições importantes e com certeza uma das mais difíceis está o PERDÃO. Perdoar é mais que uma arte, é uma ordenança divina. Eu sei que não é fácil reconhecer que erramos e muito liberar perdão quando estamos magoados com nosso promixo e sobre tudo com nosso interior... Mas como nos ensina a Palavra de Deus, “... assim como nós perdoamos os nossos devedores...” Mt.6:12b”


Essa semana fica a reflexão do Rev. Thiago R. Rocha, espero que gostem!

Perdão em três dígitos

Em Mateus 18.21-35, há registros de uma conversa de Pedro com Jesus, sobre quantas vezes se deve perdoar um irmão que peque. “Até sete vezes!” perguntou o apostolo. “Não”, respondeu Jesus, “mas até sete vezes setenta” (igual 490). O perdão de um dígito já parecia o máximo para Pedro. Já o Senhor lhe propôs o perdão de três dígitos. Que é o que vem a ser esse perdão de três dígitos? Primeiramente é o perdão de tudo. Não há reservas, sem limites, nem medidas para o perdão. Na parábola do credor incompassivo, Cristo nos mostra que, embora fosse grande a divida, do servo ̶ 10.000 talentos, o Senhor a perdoou na sua totalidade, não em parte.
Perdão com restrição não é perdão.
Quando se perdoa, passa-se uma esponja sobre todas as ofensas. Não podemos imaginar Deus dizendo a Davi: “Eu te perdôo da cobiça, do adultério, nunca do homicídio”. Quando se perdoa uma pessoa, perdoa-se não apenas as ofensas, mas a própria pessoa. Quando perdôo, declaro que a pessoa não tem mais divida comigo. Em segundo lugar, é o perdão do intimo (v. 35). A lição da parábola é para o crente (cujo pecado contra Deus é sem medida) que não se dispõe a perdoar, sinceramente, pequenas ofensas dos irmãos. Perdoar do intimo é não guardar rancor, nem ressentimentos. Quem não perdoa do intimo castiga-se a si mesmo (v. 34).
Castiga-se na saúde, na consciência e na vida espiritual. Quem não perdoa não tem a mente tranqüila e lhe falta à paz, por que tem dificuldades de relacionamento com Deus. Por fim, o perdão de três dígitos é o perdão para sempre. Essa é a principal característica do perdão. Assim é o perdão de Deus (Hb 10.17). Quem perdoa não faz por prazo determinado. Perdão é o esquecimento voluntário de todas as ofensas que nos fizeram. Alguns dizem: “ Perdoar eu perdôo, mas não consigo esquecer”. Quem não esquece não perdoou. Em resumo, o perdão de três dígitos é o perdão do tudo, do intimo e do para sempre.

1 Response to "Perdão em 3 dígitos"

  1. Que bênção! Este é um assunto que SEMPRE deve ser falado, porque falta ainda em nós senso de perdão e misericórdia! Em maio de 2010 eu também compartilhei algo sobre isso: http://www.equipeosemeador.com/2010/05/70x7.html
    Deus continue te usando, e abençoando, em Nome de Jesus!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10