Você que ouviu o louvor acima, pode convidar Rosangela Cristina para cantar em sua igreja ou congresso.

Basta entrar em contato e levar essa levita do Senhor para cultuar a Deus juntamente convosco e, temos por certo, que serão tocados pela unção e pelo mover do Senhor.

Contatos:

Fone: (49) 9992-5202
E-mail: rosinha_foustel@hotmail.com

terça-feira, 31 de maio de 2011

QUEM ESCREVEU A EPÍSTOLA AOS HEBREUS?


Por Eliézer Sejač Rodrigues.


Discute-se ao longo dos anos a autoria da epístola aos Hebreus. Essa epístola tem como finalidade apresentar Jesus Cristo como Deus e como superior a todos os homens e anjos; reforçar a fé dos cristãos judeus e apresentar as doutrinas da nova aliança para todos os homens.


Hebreus é o 58° livro da Bíblia. Tem 13 capítulos, 303 versículos e foi escrito em Roma aproximadamente no ano 68 d.C, talvez junto com Gálatas e II Timóteo.
Logo, supomos que a epístola aos Hebreus tenha sido escrita pelo apóstolo Paulo.


Os argumentos que sustentam a autoria de Paulo são:

  • Os pensamentos e os argumentos são de Paulo. Qualquer diferença de estilo se deve ao fato de este texto ser escrito por um judeu a outros judeus, e não à igrejas gentias como as demais epístolas paulinas. Além disso, a tradução do livro para o grego, feita por Lucas, pode ter contribuído para alguma mudança no estilo.
  • Pedro confirma o fato de que Paulo escreveu uma epístola para os judeus. (II Pedro 3:15-16)
  • A autoria de Hebreus é atribuída a Paulo por mais de 100 antigos copistas, tanto no grego quanto no latim, de 70 d.C. a 730 d.C.
  • O livro foi recebido como sendo de Paulo no Concílio de Laodicéia (363 d.C.), pelo Concílio de Cartago (397 d.C.), pelas igrejas sírias (370 d.C.) e de modo geral pelas igrejas gregas e orientais dos primeiros séculos.
  • Paulo é mencionado como o autor no manuscrito Alexandrino, de 500 d.C.
  • Algumas igrejas latinas questionaram a autoria somente porque o nome de Paulo não aparece na introdução como em todas as suas outras epístolas. Mas isso acontece por duas razões:

A. Eusébio, o pai da história da igreja, explicou que Paulo escreveu a epístola em hebraico, deixando seu nome de fora para que ela pudesse ser lida e recebida mais rapidamente pelos judeus, os quais o odiavam e não queriam ouvir nada que Paulo quisesse falar. Lucas a traduziu para o grego, por isso ela é similar a Atos.


B. Nos manuscritos antigos, a epístola vinha depois de Gálatas, com o título Aos Hebreus, indicando que ela era parte da carta aos Gálatas. Se isso for verdade, a autoria declarada em Gálatas 1:1 se aplica aos dois livros. O "Israel de Deus" de Gálatas 6:16 poderia ser uma introdução apropriada ao livro de Hebreus.

  • Não existe nada na epístola contrário a autoria de Paulo. Na verdade, existem muitas evidências internas de que Paulo foi o autor:

A. Ambos os livros (Gálatas e Hebreus) argumentam demoradamente sobre a abolição da antiga aliança.


B. Ambos antecipam a visita do escritor. (Gálatas 4:20; Hebreus 13:19)


C. Paulo foi o único escritor do Novo Testamento que pediu oração por si mesmo. (Confira Hebreus 13:18 com II Tessalonicenses 3:1)


D. Muitas exortações em Hebreus são similares àquelas de outras epístolas de Paulo. Vejamos:
Hebreus 5:12 <> I Coríntios 3:2
Hebreus 8:1 <> Efésios 1:20
Hebreus 8:9; Hebreus 9:15; Hebreus 12:24 <> Gálatas 3:19-20; I Timóteo 2:5
Hebreus 10:1 <> Colossenses 2:17
Hebreus 10:33 <> I Coríntios 4:9
Hebreus 12:3 <> Gálatas 6:9
Hebreus 12:14 <> Romanos 12:18
Hebreus 13:1-3 <> Efésios 5:2-4
Hebreus 13:9 <> Efésios 4:14
Hebreus 13:10 <> I Coríntios 9:13; I Coríntios 10:18
Hebreus 13:16 <> Filipenses 4:18
Hebreus 13:20-21 <> Romanos 15:33; Romanos 16:20; II Coríntios 13:11; Filipenses 4:9; I Tessalonicenses 5:23
Hebreus 13:22 <> Atos 24:16


E. O autor de ambos os livros escreveu na Itália. (Hebreus 13:24)


F. Paulo foi o único escritor do Novo Testamento que escreveu da prisão e esperava a libertação. (Hebreus 13:19; Filipenses 1:7,8,13,26; Filipenses 2:23,24)


G. Nenhum outro escritor de epístola menciona Timóteo. Paulo se refere a ele 20 vezes em suas epístolas reconhecida. Veja Hebreus 13:23 e confira com II Coríntios 1:1; Colossenses 1:1 e I Tessalonicenses 3:2. Quando Paulo menciona Timóteo à outros, sempre se refere a ele como "irmão Timóteo".


H. A conclusão da epístola é como outras de Paulo. Confira Hebreus 13:18-35 e compare com o fim de outras epístolas paulinas.


Fonte: BÍBLIA


Expostas todas essas evidências, você também acredita que Paulo tenha sido o escritor da epístola aos Hebreus? 
Discorda de alguma coisa aqui citada? 
Quer acrescentar alguma evidência? 
Talvez uma prova que negue tudo o que aqui foi escrito?


Fique a vontade. Sua opinião é muito importante para nós!


A graça seja com todos vós! (Hebreus 13:25)

2 comentários:

DionyMacfly® disse...

Eu concordo sim!
Na verdade eu sempre achei... mesmo sem esses argumentos tão significativos.

Grande abraço amigo Eliézer.

DionyMacfly
www.dionymacfly.blogspot.com

joerton007 disse...

Na paz do Senhor! Sua teoria foi tirada da Biblia Darke, eu digo que tem forte indicio de ser verdade nas não é absoluta!
“O autor do Livro dos Hebreus é desconhecido. Martim Lutero sugeriu que Apolo fosse o autor... Tertuliano disse que Hebreus era uma carta de Barnabé... Adolf Harnack e J. Rendel Harris especularam que foi escrito por Priscila (ou Prisca). William Ramsey sugeriu que foi feito por Felipe. Entretanto, a posição tradicional é que o apóstolo Paulo escreveu Hebreus... Eusébio acreditava que Paulo o escreveu, mas Orígenes não foi positivo em relação à autoria paulina.” Isso é como definimos “inspirado por Deus”? Como visto no capítulo um, São Paulo e sua igreja depois dele foram responsáveis por mudanças por atacado na religião de Jesus (que a paz esteja sobre ele) depois de sua partida, e foram posteriormente responsáveis pelo estabelecimento de uma campanha maciça de morte e tortura de todos os cristãos que se recusaram a renunciar aos ensinamentos dos apóstolos em favor das doutrinas paulinas. Todos os evangelhos que não estavam de acordo com a fé paulina foram então sistematicamente destruídos ou reescritos. O Rev. Charles Anderson Scott tem o seguinte a dizer: “É altamente provável que nenhum dos Evangelhos Sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas) existisse na forma que os temos, antes da morte de Paulo. Se os documentos fossem adotados em sua ordem cronológica estrita, as epístolas paulinas viriam antes dos Evangelhos sinóticos.” Essa afirmação é confirmada posteriormente pelo Prof. Brandon: “Os primeiros escritos cristãos que foram preservados para nós são as cartas do apóstolo Paulo” Na última parte do segundo século, Dionísio, Bispo de Coríntios, disse: “Como os irmãos desejavam que escrevesse epístolas (cartas), eu o fiz, e isso os apóstolos do demônio encheram com elementos indesejáveis, mudando algumas coisas e adicionando outras, para quem existe uma aflição reservada. Não é, portanto, uma questão de espanto se alguns também tentaram adulterar os escritos sagrados do Senhor, uma vez que tentaram o mesmo em outros trabalhos que não são comparados com esses.” O Alcorão confirma isso com as palavras: “Ai daqueles que copiam o Livro, (alterando-o) com as suas mãos, e então dizem: Isto emana de Deus, para negociá-lo a vil preço. Ai deles, pelo que as suas mãos escreveram! E ai deles, pelo que lucraram!” (Alcorão 2:79)
Presbitero Joerton Costa Veloso

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Somos Afiliados



Vale o clique

Léo Brandão
Undertlight
 
Design por Gerson Bruno