O propósito da presença de Deus [Os caçadores de Deus - parte 4]

As vezes nos perguntamos: "Por que não consigo ganhar meus amigos para Cristo? Por que minha família não parece interessada em Deus?" A resposta pode chocá-lo e parecer um tanto quanto rude, mas, há ocasiões em que a verdade dói. Talvez você não tenha a presença de Deus em plenitude em sua vida, por isso seus conhecidos não estão interessados em Deus.
Existe algo na presença de Deus que faz com que tudo mais perca a importância. Sem ela, você se tornaria tão pálido e sem vida quanto qualquer outra pessoa em seu redor. Sem a presença de Deus, não importa o que faça, você só será "mais um" para aqueles que convivem com você. Não sei quanto a você, mas, quanto a mim, estou cansado de ser simplesmente "mais um" para os perdidos que me rodeiam.
Tomei uma decisão: vou buscar a presença de Deus em minha vida! Quero estar tão junto do Senhor que, por onde quer que eu ande, as pessoas que se aproximarem de mim tenham um encontro com Ele. Desejo estar tão "saturado" da presença de Deus que, ao tomar assento em um avião, todos que estiverem comigo, de repente, comecem a se sentir incomodados, caso estejam afastados do Senhor - mesmo que eu não lhes diga uma palavra. Não quero condená-los ou convencê-los: quero apenas trazer comigo o bom perfume do meu Pai.
Existe uma forma de evangelismo pouco compreendida e, talvez por isto, pouco utilizada, que chamo de "evangelismo-presença". É nele que as pessoas percebem e dizem: "Eles estiveram com Jesus" (Atos 4.13).
Os hebreus acreditavam que a unção se estendia até onde a sombra alcançasse. Eu acredito que a glória se estenderá até onde a sombra de Deus alcance!
Só precisamos escutar os passos de Deus... Quando isto acontecer, não teremos que nos preocupar em colocar os pequenos demônios para correr. Não teremos que declarar a Palavra contra seus principados ou destruir suas fortalezas. O propósito da manifestação da presença de Deus é "libertar os cativos", para cumprir Lucas 4.18. Ele quer concluir o que não pôde começar em Nazaré, quando disse: "Hoje se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir." (Lucas 4.21b.) "Senhor, queremos vê-Lo! Estamos cansados de só ficar falando sobre o Senhor como se fôssemos crianças da Escola Dominical. Quando o Senhor vai Se manifestar a nós?"
Oro para que uma visitação do "tipo Isaías, capítulo 6" venha sobre as igrejas, porque basta que o do Todo-Poderoso Deus coloque os pés na cidade para que se quebrem séculos de cadeias demoníacas. Oro para que possamos dizer como o profeta Isaías: "Meus olhos viram o Senhor" Tenho orado para que haja uma mudança na Igreja, mas, oro, primeiramente para que Deus traga mudanças sobre cada um de nós individualmente. "Senhor, não estamos aqui por causa de uma bênção. Queremos o Abençoador. Precisamos de uma mudança"
Devo avisá-lo que não existe mudança sem quebrantamento. É assim que acontece. Quero encorajá-lo a permanecer "imerso" na presença do Senhor em todo o tempo e oportunidade. Quando se aproximar d'Ele, não se apresse e nem corra. Compreenda que esta é (ou deveria ser) sua prioridade. Permita que Deus trabalhe, de forma profunda, em seu coração e em sua vida. É assim que Ele vai perfurar um poço profundo em seu coração, que transbordará como um poço artesiano de poder e glória na presença d'Ele. O propósito da presença de Deus é trazer liberdade aos cativos e vitória a Seus filhos


O mundo está faminto, mas não há pão fresco


Em nosso estado atual, seríamos totalmente incapazes de administrar tal "colheita" de almas. Não temos, em nossas prateleiras, quantidade suficiente do pão da presença de Deus para dar às massas famintas! Talvez o que vou dizer incomode algumas pessoas, mas não suporto nossa mentalidade de que a igreja deva funcionar apenas "meio expediente".  
Por que, em quase toda esquina, existe uma pequena loja de conveniências, aberta 24 horas por dia, para suprir a demanda dos consumidores? Enquanto isso, a maior parte das igrejas, que deveriam satisfazer a fome de Deus que as pessoas têm, funcionam somente quatro horas por semana no domingo pela manhã e à noite! Por que a igreja não fica aberta dia e noite? Não deveríamos estar oferecendo aos famintos o Pão da Vida? Algo está terrivelmente errado e não acho que seja a fome por Deus. As pessoas estão famintas, tudo bem, mas conseguem diferenciar o "pão dormido", de experiências religiosas antigas, do pão fresco, a genuína presença de Deus.
É interessante notar que nenhuma das cinqüenta maiores igrejas do mundo está nos Estados Unidos. "E como poderiam? Não enviamos missionários pelo mundo por mais de duzentos anos?" Os famintos precisam de pão fresco, em abundância, não de velhos farelos do último banquete espalhados pelo chão.
Estou cansado de tentar realizar a obra de Deus com mãos humanas. Tudo que precisamos para um avivamento que alcance toda a nação é que a presença de Deus se manifeste. Para que você veja suas escolas sendo transformadas em lugares de oração, é preciso que Deus Se manifeste.
Não existe atalho para o avivamento ou para a vinda da presença de Deus. A glória de Deus só virá quando o arrependimento e o quebrantamento fizerem com que você se ajoelhe, pois a presença do Senhor requer pureza. Somente os mortos verão a face de Deus. Não podemos esperar que os outros se arrependam se não estamos dispostos a andar, continuamente, em um nível profundo de arrependimento.
O mundo está cansado de ouvir igrejas pomposas pregando sermões populares por detrás de seus púlpitos. Que direito nós temos de dizer às pessoas para se arrependerem, quando os mesmos problemas de que padecem podem ser verificados em nossa própria casa? A hipocrisia nunca foi "moda" na Igreja de Deus, mas temos feito dela a atração principal em nossa "versão" de igreja. Precisamos nos purificar e confessar: "Sim, estamos com problemas. Sim, eu estou com problemas também. Mas vou me arrepender do meu pecado agora mesmo. Alguém aqui quer se juntar a mim?"Creio que ficaríamos surpresos com o número de pessoas que começariam a vir de todos os segmentos da sociedade quando vissem a Igreja se arrependendo!
Mais uma vez, voltamos ao nosso problema mais sério: não temos o pão da presença de Deus. Nossas igrejas estão cheias de filhos pródigos atrás de sucesso profissional, que amam aquilo que o Pai pode dar mais do que o próprio Pai. Vamos à mesa do Pai não para Lhe pedir mais de Sua presença, mas para implorar e persuadi-Lo a nos dar tudo aquilo que Ele prometeu que seria nosso por direito. Abrimos a Palavra e nos apressamos em cobrar: "Quero todos os dons, quero a melhor porção, a bênção plena, quero tudo o que me pertence." Ironicamente, foi a bênção do pai que "financiou" a viagem do filho pródigo para longe de sua face! E foi a consciência da pobreza de coração do filho pródigo que o impeliu de volta aos braços do pai. Algumas vezes, usamos as bênçãos que Deus nos dá para financiar nossa jornada para longe do centro de Sua vontade. É importante que voltemos à estaca zero, à presença ideal e definitiva do Pai a fim de desfrutarmos de uma comunhão íntima.


                   "Senhor, coloque uma fome da Sua presença em nossos
                      corações! Não fome do que o Senhor pode nos dar.
                  Agradecemos Suas infinitas bênçãos, Pai, mas queremos ter
                 fome de Ti, nosso Abençoador. Venha nos mostrar o verdadeiro
                                           propósito de Sua presença!"



             Trecho extraído do Livro: "Os caçadores de Deus" - Tommy Tenney

Por hj é só =)
Uma ótima semana a todos
Fiquem com Deus *-*
Duvidas, criticas ou sugestões:
ca_fdr@hotmail.com
www.twitter.com/camila_scherrer

0 Comentários em "O propósito da presença de Deus [Os caçadores de Deus - parte 4]"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10