NEM SEQUER OS SAUDEIS!

Fermento dos fariseus: o hipócrita conduz outras para a mesma perdição que está a caminho.

A Paz do Senhor!
Tem me saltado aos olhos e tenho compartilhado alertas de situações de risco para a Igreja. Neste texto, quero compartilhar mais uma situação de alerta, a qual tenho ouvido relatos de igrejas de várias partes do Brasil e do mundo, e tenho testemunhado também situações semelhantes: "crentes" quebrando princípios fundamentais e contaminando o corpo de Cristo!
Jesus havia alertado isso muitas vezes, como na passagem:

"Ajunta-se entretanto muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia." (Lucas 12:1)

A "hipocrisia" consiste justamente em aparentar uma imagem, mas agir de forma contrária. Hoje em dia, quando se ouve o termo "fariseu", temos como algo ruim, denotativo... No entanto, os "fariseus" eram as maiores autoridades religiosas da época de Jesus! O linha farisaica do judaísmo era a religião mais respeitada e honrada, e seus mestres os teólogos mais referenciados! Jesus, ao confrontar os fariseus de sua época, estava confrontando a religiosidade hipócrita e a teologia racionalista (sem unção) de todos os tempos!
Há, sim, "fariseus" no nosso meio: pessoas que conhecem a Palavra, participam de congregações, podem até ser ministros, mas não vivem a conversão genuína: são hipócritas!
Jesus afirma que tais são como fermento: um pequeno punhado podem levedar toda a massa!
Poucas pessoas com tais características dentro de uma igreja podem provocar grande estrago, porque suas más motivações e sua iniqüidade começa a se espalhar sorrateiramente por entre a congregação, a ponto de causar o desvio de muitos, o esfriamento de muitos e a ferida de muitos! Um punhado de hipocrisia contamina quase toda uma igreja!
Não estou falando aqui da hipocrisia do mundo - outro perigo para ser tratado em outro texto - mas da hipocrisia de dentro da igreja! Pessoas que não vivem o que pregam, que justificam sua iniqüidade por argumentos teológicos, que abusam da posição conquistada e que, invariavelmente, tentam arregimentar mais e mais fracos para que sejam manipulados. O hipócrita, infelizmente, não destrói só a si mesmo, com uma falsa conversão: engana a outros, porque crê que a "verdade está com a maioria". Então, quanto mais pessoas conseguir manipular para concordar com ele, mais seguro de sua verdade se sente. E, claro, com mais apoio, pode realizar mais facilmente seus intentos.
Vamos partir para um exemplo prático, que tomei conhecimento. Aliás, é a mesma história muito parecida, ocorrida em três igrejas que conheci, sendo duas no RS e uma em MG.
Em uma certa igreja, um jovem chefe de família chega de outra igreja. Parece muito humilde e submisso, contando de suas frustrações com a igreja. Esse jovem chefe de família é recebido como "filho adotivo" do seu novo pastor, que passa a dar-lhe todas as oportunidades. Percebe-se que Deus tem um chamado ministerial para a vida desta família, motivo pelo qual o seu pastor investe muito em sua formação, dando-lhe muitas oportunidades e até o apoiando. Este rapaz é carismático, simpático e facilmente conquista a amizade não apenas de seu pastor, mas de toda a congregação. Passa-se dois anos, e este rapaz é separado para uma próxima unção pastoral. Parece que está tudo bem! Fica-se sabendo de algumas falhas de seu caráter, mas acredita-se que neste tempo de separação tais questões seriam resolvidas.
Passado mais um ano, este homem é ungido pastor, e passa a exercer funções ministeriais. Alguns membros da igreja comunicam ao pastor presidente de que as falhas de caráter continuam, mas o pastor não leva em conta, tomando por inveja dos irmãos devido ao rápido crescimento. Contudo, quando o jovem pastor assume uma Obra, as falhas de caráter se evidenciam, e uma crise é gerada na igreja. O pastor presidente coloca o jovem pastor em disciplina, suspendendo suas atividades ministeriais - não deixando, entretanto, de dar assistência inclusive financeira ao obreiro suspenso. Parte da igreja não concorda com a disciplina, e se coloca a favor do pastor disciplinado. Uma atmosfera de divisão e contenda se instala na igreja.
O tempo de disciplina passa, o jovem pastor reassume suas funções, mas os problemas não só continuam, como pioram: agora ele influencia outros membros contra o pastor-presidente. Por fim, pede desligamento do ministério, mas não sem antes causar o afastamento de vários membros, desvio de novos convertidos, contendas, divisões e feridas na congregação como um todo. Além disso, com evidente ingratidão, trai ao seu "pai adotivo", se aliando a falsos pastores para conseguir apoio financeiro em seu mais novo ministério! Quebrou todos os princípios! Todos!
Ressalvo que esta mesma história aconteceu quase que igualmente em três igrejas de denominações e lugares diferentes! Isso mostra que não foi apenas um “acaso”, uma “eventualidade”, mas um ataque espiritual que devemos nos prevenir em todas as igrejas! (Talvez eu venha escrever sobre o espírito de Jezabel e de Absalão, em breve... Mas informem-se sobre o assunto!)
O que foi que aconteceu nestas história verídicas?
Fermento dos fariseus!
Um punhado de fermento levedou toda a massa, e os estragos se tornaram traumatizantes!
Tem uma frase que muitos já me ouvirem dizendo: "Quebrem TUDO! Só não quebrem os princípios!"
Quando quebra-se princípios como: santidade, honra, fidelidade, sinceridade, submissão, entre outros, quebra-se todas as bases que sustentam a autoridade e a unção sobre o ministério! Deus é fiel, e isso quer dizer que Ele é fiel aos Seus princípios! Não importa palavras, aparência ou obras: princípios quebrados determinam a quebra da comunhão com Deus!
E sem comunhão com Deus, não importa o aparato religioso, o fervor litúrgico ou as obras: sem comunhão com Deus não existe igreja!
A Bíblia nos ensina:

"Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais.(...)Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo." (I Coríntios 5:11;13)

Este texto não se refere apenas a obreiros e ministros que quebram princípios, mas a todos os crentes que, mesmo congregando em alguma igreja, permanecem em iniqüidade: devem ser afastados! Por quê? Porque seu mal testemunho contaminará a outros, e arrastará a outros para o mesmo buraco onde eles caíram!
Talvez, se alertados e exortados, esses hipócritas se arrependam e mudem... Mas até que demonstrem mesmo frutos dignos de arrependimento, não podem permanecer contaminando a outros!
Não estou falando aqui nem de novos convertidos, muito menos de pessoas "do mundo", não convertidas! Estou me referindo a pessoas maduras na fé, conhecedoras da palavra, e que se negam a restaurar princípios quebrados!
Os não-convertidos são julgados por Deus, e devem ser resgatados pelo trabalho de evangelismo. Os novos convertidos ainda estão sendo discipulados e, como toda criança, cometerão muitos erros: precisam ser repreendidos e orientados. Mas quem é conhecedor da Palavra e se nega a se arrepender de suas iniqüidades deve se manter afastado da "massa", até que deixe de ser "fermento fariseu".
Alguém poderia dizer: "Mas evangelista Danielson, todos pecam!"
Sim, todos pecam! Todos, sem exceção.. Mas uma coisa é cometer um pecado eventualmente, e outra bem diferente e manter-se comprometido com a iniqüidade!
Quem se nega a restaurar princípios, e comete o mesmo pecado sistematicamente, não está simplesmente "pecando", mas está demonstrando claramente que não deseja ser dirigido pelo Espírito Santo, mas prefere permanecer na carne e deixar ser influenciado por satanás!
E ser influenciado por satanás, estando dentro da igreja, contamina toda a congregação com raízes satânicas!
Por isso, o apóstolo João vai afirmar:

"(...)nem sequer os saudeis! Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras." (II João 1:10b-11)

Podem me chamar de tolo, mas não "odeio" esses "fariseus hipócritas". Deus me guarde de odiá-los! Mas justamente por amor a eles não posso permitir que incorram em erro e destruam a si mesmos e a outros! Por isso, espero que Deus me dê coragem de, ao encontrar um "fariseu hipócrita", que eu possa exortá-lo, para que ele se arrependa e se salve!
A Bíblia diz que Deus não se agrada da morte do ímpio, mas sim que ele se arrependa e viva (Ezequiel 18:23). Por isso, ficaria muito feliz se este texto servisse como alerta de arrependimento de todo "fermento" que acaso estivesse lendo.
Mas também desejo que a Igreja tenha consciência do que a Bíblia diz sobre o assunto: não podemos tolerar iniqüidade em nosso meio!
Em breve, Jesus estará voltando para buscar Sua noiva, a Igreja pura e imaculada! E podemos ter certeza disso: os que se dizem crentes, mas que vivem na carne, não fazem parte dessa noiva!
Então, purifiquemo-nos de todo fermento de hipocrisia e vivamos como pães ázimos pascais, para que possemos ser semelhantes a Cristo, o Pão da Vida!
Que Deus nos guarde de todo fermento farisaico, e nos conduza por caminhos de santidade, fiéis aos princípios da Palavra!
Deus abençoe a todos, em Nome de Jesus!
Forte abraço!
Ev. Danielson

3 Responses to "NEM SEQUER OS SAUDEIS!"

  1. Faz alguns anos que aconteceu algo parecido aqui.

    Chegou um desconhecido, ganhou a simpatia da igreja, do pastor. Recebeu várias oportunidades para trabalhar na obra e parecia uma benção.
    Tempos depois começaram a aparecer "atitudes suspeitas" desse cabra, o que gerou um situação tri chata e tbém uma certa divisão.
    Mas, graças a Deus, ainda existem homens que pagam um preço e que possuem discernimento espiritual.

    Finalizo copiando uma frase que tu escreveste nesse texto: "Que Deus nos guarde de todo fermento farisaico, e nos conduza por caminhos de santidade, fiéis aos princípios da Palavra!"

    ResponderExcluir
  2. EXCEPICIONAL, MEU AMADO DANI . DDX DEUS TE USAR E CONTINUE FIRME , COM ESSE CARATER TREMENDO ,Q DEUS TEM FORJADO EM TI , CD DIA +. DEUS É FIEL E JUSTO . NOSSA PALAVRA DEVE E TEM Q SER ,SIM SIM ,E NAO NAO . A VERDADE , NAO É P QUALQUER UM MSM NAO . E FORA DESSA VERDADE, Ñ TEMOS VIDA , E QUEREMOS IR MORAR NO CEU . ENTÃO PAGUEMOS O PREÇO . VAMOS TER ,É COM DEUS VIVO ,SOBERANO . E REALLLL . ALELUIA . LOUVO AO SENHOR ,POR SUA VIDA . BJS A VITORIA É NOSSA ..............RAQUEL NEIVA .

    ResponderExcluir
  3. A Paz do Senhor! Compartilho com os irmãos um estudo relacionado ao do Ev. Danielson, muito bom ("Os desafios na vida do novo cristão (17) Resolvendo problemas entre os irmãos"):

    https://www.estudosdabiblia.net/2003316.htm

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS