Motorola ATRIX 4G


O superphone da Motorola impressiona tanto pelo hardware quanto pelos acessórios. Fascine-se com nossa análise deste belíssimo aparelho!
Quando surgiram as primeiras informações sobre o Motorola ATRIX 4G, a impressão foi de que a fabricante estava realmente interessada em voltar à briga dos smartphones. Foi perceptível a demora na entrada da Motorola no mercado superconcorrido dos portáteis, todavia, o anúncio desse aparelho, em específico, deixou claro que a briga pelo posto de melhor celular vai esquentar.
O superphone da Motorola foi um dos grandes destaques da CES 2011, tanto por trazer um processador NVIDIA Tegra quanto por ser compatível com as redes 4G. Há pouco tempo, a AT&T (operadora de telefonia americana) começou a comercializar o produto e, claro, o Baixaki não deixaria de obter um aparelho desses para testar em primeira mão para você.
Desta vez, nossa análise foi ainda mais detalhada, pois realizamos testes com o aparelho e o acessório Webtop e até fizemos comparações entre o novíssimo Motorola ATRIX 4G e o iPhone 4. Nossas impressões e veredito final estão logo abaixo, classificados em pontos positivos e negativos. Surpreenda-se!
Motorola ATRIX 4G

Aprovado O que chamou nossa atenção

Hardware de alta qualidade

Normalmente a primeira impressão que se tem de um aparelho está no design. Entretanto, com o Motorola ATRIX 4G fomos obrigados a ignorar a admiração do exterior para analisar logo a configuração interna. O anúncio prévio do processador dual-core da NVIDIA nos deixou intrigados. Isso sem falar nas demonstrações que visualizamos durante a CES, fatos que nos forçaram a testar o desempenho do produto antes de qualquer outra coisa.
Processador NVIDIA Tegra
Usuários que tanto esperavam por um computador de bolso já podem ter certeza de que um produto desse tipo existe. O ATRIX 4G é um dos primeiros smartphones a contar com processador dual-core. A CPU deste smartphone opera na frequência de 1 GHz, e já vem com chip gráfico dedicado.
Tais detalhes fazem com que o ATRIX 4G tenha um desempenho muito superior ao que é presenciado em quaisquer outros aparelhos congêneres. Não que isso signifique que ele forneça o mesmo desempenho de um PC com uma CPU de dois núcleos. No entanto, o potencial deste aparelho é o principal destaque e, de certa forma, ele até pode substituir um computador — falaremos sobre isso adiante.
Nossos testes de desempenho começaram com a utilização de diversos apps que vêm instalados por padrão. Abrimos uma dezena deles e verificamos que o aparelho consegue dar conta de múltiplas tarefas, incluindo algumas que requisitam maior desempenho. Para obter maior validade em nossos testes, analisamos o aparelho com o aplicativo Neocore e o BenchmarkPi.
No teste de OpenGL, o ATRIX 4G manteve uma taxa de quadros muito boa. Exibindo os gráficos com uma velocidade estável, o aparelho marcou 54,9 FPS. Já com o BenchmarkPi, o resultado era no cálculo do número Pi: o ATRIX 4G conseguiu calcular em 784 ms. Realizamos ainda testes para verificar a velocidade de inicialização: foi preciso 1 minuto e 1 segundo para que o aparelho carregasse todas as dependências e widgets.
Por fim, testamos o aparelho com o jogo exclusivo para a execução em processadores NVIDIA Tegra. Nossa análise foi apenas visual, sem medir taxa de quadros ou outros detalhes. O jogo utilizado foi o Samurai II: Vengeance. Esse game está disponível também para iPhone, todavia, notamos uma leve diferença no preço (sendo que tivemos de pagar um pouco mais na versão para Android).
Samurai II: Vengeance
Samurai II: Vengeance é simplesmente um jogo de alta qualidade, ideal para quem tanto esperava por games com gráficos bonitos. Ao compararmos os gráficos do ATRIX 4G com os do iPhone 4, notamos que não é possível perceber grandes diferenças. Consideramos assim que os aparelhos possuem um nível de desempenho similar para esse jogo.
Contudo, estamos cientes de que o smartphone da Motorola está preparado para gráficos absurdamente superiores. Uma pena que não  existe um jogo à altura do chip gráfico da NVIDIA.

Tela de tamanho avantajado

Depois de testar o superprocessador, voltamos nossa atenção ao visual do ATRIX 4G. O que mais chama atenção é a tela de 4 polegadas, a qual tem espaço de sobra para exibir muitas informações. É evidente que o display deste smartphone tem outras vantagens, como a possibilidade de visualizar vídeos com alguns milímetros a mais.
Espaço de sobra para fotos e vídeos
E no que diz respeito à tela, não nos surpreendemos somente com o tamanho, mas também com a qualidade. A resolução de 960 x 540 pixels é um pouco inferior à que se faz  presente no iPhone, entretanto, temos de considerar que por ser uma tela mais larga, seria óbvia uma redução nos pixels que definem a largura das imagens, ou seja, 100 pixels são reduzidos para que a proporção das imagens permaneça “normal”.
Um último aspecto que faz toda a diferença na utilização do ATRIX 4G é a superfície da tela. Apesar de não ser perfeito, pois ainda assim fica repleto de impressões digitais, o material utilizado no display deste aparelho possibilita que o usuário navegue facilmente pelos menus. O ATRIX 4G reconhece todos os toques do usuário e detecta com precisão os pontos onde o utilizador pressiona.

Leitor biométrico

Agradar a todos não é uma tarefa fácil, mas inovações sempre ajudam. A presença de leitores biométricos em notebooks não se tornou algo muito comum, ao menos não entre os modelos mais modestos. Já nos smartphones, esse dispositivo nem sequer era cogitado. Para surpreender todos, a Motorola incluiu um leitor discreto de alta qualidade.
Leitor biométrico
Esse dispositivo não somente agrada aos usuários, porém também mostra que a fabricante está interessada em fornecer mais segurança aos consumidores. Com o leitor biométrico, a utilização de senhas torna-se algo do passado. A sua digital é tudo o que você precisa para provar ao Android que você é você!
Apesar de o posicionamento desse leitor não ser exatamente o que todos gostariam, a presença dele já basta para agradar aos usuários mais exigentes. Nossa equipe ficou impressionada com a qualidade do dispositivo, fator que nos obrigou a fazer esses comentários à parte.

Design refinado

Como você deve ter reparado, até o momento, citamos detalhes impressionantes do ATRIX 4G. E claro, para acompanhar tais características, seria imprescindível um design impecável. Apesar de haver grande semelhança entre este modelo e outros superphones com Android, há alguns pequenos pormenores que possibilitam diferenciá-lo.
Comparação entre smartphones
O design refinado do Motorola ATRIX 4G é logo notado nas curvas, no posicionamento dos botões e na textura utilizada na parte traseira. Ainda que o aparelho não apresente tanta elegância quanto o iPhone ou outros modelos luxuosos, ele não deixa nada a desejar no aspecto beleza.

Conectividade

Até agora, citamos muitos detalhes importantes e chamativos do ATRIX 4G. No entanto, enquanto nossa equipe supervaloriza a questão do hardware, a Motorola preferiu dar ênfase ao fato de o aparelho ser compatível com as redes 4G — fato comprovado logo no nome do produto.
E não é para menos. O Motorola ATRIX 4G não só suporta esse novo padrão para transmissão de dados como também opera com redes 3G e conexões Wi-Fi (inclusive redes do tipo 802.11n). Além disso, o aparelho possui o recurso de hotspot, o qual possibilita compartilhar a conexão de internet com outros dispositivos próximos.
Para finalizar, não podemos deixar de citar que o ATRIX 4G é compatível com o padrão DLNA, o que torna a conexão entre o dispositivo e outros aparelhos bem mais simples. Aos que preferem evitar fios, a presença do Bluetooth 2.1 pode ser um item importante, ainda que o produto não seja compatível com a versão mais recente.
Não houve como testar o 4G, entretanto, efetuamos análises através da rede Wi-Fi. Com o browser padrão, o ATRIX 4G conseguiu carregar o site do Baixaki em 9 segundos. Com o Baixaki Jogos foi necessário um segundo a mais para poder navegar.

O smartphone é o desktop!

Você talvez não acredite, mas o ATRIX 4G é um perfeito substituto para um computador comum. Como isso é possível? A Motorola desenvolveu um acessório chamado Webtop, o qual funciona como um dock para o ATRIX 4G. Esse produto possui três portas USB, uma HDMI, um conector para fones e uma entrada para energia.
Webtop
Depois que você conecta o ATRIX 4G no dock, deve plugar um cabo HDMI do Webtop até um monitor compatível. O smartphone vai detectar que deve funcionar como computador e mudará sua tela inicial automaticamente. Após isso, basta conectar um teclado e um mouse para utilizar o aparelho como um PC comum.
O ATRIX 4G não vem com Windows, mas sim com uma versão de Linux adaptada. O usuário pode navegar na web usando o Mozilla Firefox e aproveitar todos os recursos do smartphone através do monitor. É possível realizar chamadas, enviar mensagens, acessar a lista de contatos e iniciar qualquer app.
Screenshot do Tecmundo acessado através do Webtop
O controle do sistema Webtop pode ser realizado por meio do mouse e teclado, ou ainda, pela tela do aparelho. Os usuários que não desejam ficar muito próximos da tela podem abusar do controle remoto que acompanha o acessório.

Porta HDMI

O Motorola ATRIX 4G vem preparado para encarar qualquer atividade. A saída mini-HDMI é um detalhe relevante no aparelho, pois possibilita que os proprietários assistam a filmes e vejam fotos em qualquer TV compatível. A configuração é extremamente fácil, de modo que o usuário não precisa nem acessar as opções avançadas no Android.
HDMI
O “Entertainment Center” do ATRIX 4G é muito bonito. Com efeitos visuais impressionantes durante a navegação, o aparelho consegue deixar o usuário boquiaberto. É possível navegar pelas pastas de música, imagens e vídeos. Quem abusa da câmera do smartphone pode aproveitar a função slideshow.

Android 2.2

Enquanto muitos smartphones estão esperando uma atualização para o Froyo, o ATRIX 4G já vem com a versão 2.2 do Android. Pode ser que ele tenha certa desvantagem se comparado aos novos aparelhos que virão com o Gingerbread, entretanto, este modelo da Motorola certamente será compatível com o sistema 2.3 da Google.
Só por contar com Android já poderíamos elogiar o aparelho, pois, graças a esse sistema, o usuário pode desfrutar do código aberto. Entretanto, por se tratar da versão 2.2, o proprietário de um ATRIX 4G pode aproveitar muito mais do aparelho. Em nossos testes, pudemos verificar que o Froyo apresentou ótima funcionalidade no aparelho.
Android 2.2
A execução de apps é muito rápida e a navegação entre os recursos é fantástica. Em nossos testes pudemos notar que o aparelho consegue perfeitamente alternar entre jogos pesados (como o Samurai II: Vengeance) e outros apps abertos. A velocidade para desligar do Webtop e voltar a exibir a tela padrão do Android também é impressionante, possibilitando que o usuário atenda uma ligação em questão de segundos.

Vídeos em alta definição

Cansado de tantas vantagens? Então quem sabe a execução de vídeos em alta definição possa impressionar. O Motorola ATRIX 4G tem capacidade para rodar arquivos em 720p e 1080p. Isso significa que o usuário pode fazer backup dos filmes favoritos em Blu-ray e aproveitá-los diretamente no aparelho.
Embora a resolução da tela do smartphone seja limitada, o usuário deve lembrar que a saída HDMI possibilita visualizar os filmes em uma HDTV, o que transforma o aparelho em uma central de entretenimento. E, com o sistema Android, não há como ficar decepcionado com os filmes, porque é possível utilizar players que executam legendas e múltiplas faixas de áudio,

Outros acessórios

Definitivamente temos de parabenizar a Motorola pelo ATRIX 4G. Depois de tantas vantagens citadas, ainda sobram recursos e detalhes que fazem deste smartphone o melhor modelo do momento. Provas disso são os demais acessórios que a fabricante oferece para o usuário utilizar o aparelho de outras formas.
Lapdock para o Motorola ATRIX 4G
Os usuários que pretendem usar o ATRIX 4G como computador podem economizar uma porta USB do Webtop. A Motorola criou um teclado especial, o qual conta com tecnologia Bluetooth. Já para os usuários que desejam transformar o ATRIX 4G em um notebook, existe o acessório Laptop Dock. Este possibilita que o usuário conecte o smartphone atrás da tela e desfrute de um notebook comum.

Reprovado Do que esperávamos mais

Baixo desempenho com o Webtop

Ainda que o dock do ATRIX 4G seja sensacional, notamos que há sérios problemas quanto à velocidade do sistema. A inicialização acontece em poucos segundos, entretanto, é notável que o aparelho não efetua uma boa divisão entre o processamento do sistema do Webtop e o do Android – este que é executado em segundo plano.
Pequenos travamentos são notáveis durante a navegação na web, na hora de abrir aplicativos e até mesmo para a captura de telas. Contudo, os maiores problemas foram detectados quando executamos aplicativos do Android. Testamos diversos apps, porém, ficamos muito decepcionados quando abrimos o jogo Angry Birds.
Webtop deixa a desejar para executar jogos do Android
O Motorola ATRIX 4G não conseguiu dar conta de processar em velocidade normal o game. Entendemos perfeitamente que o aparelho estava executando o Android, o Linux para Webtop e ainda o Angry Birds. No entanto, temos de criticar a fabricante por não ter bloqueado essa funcionalidade, afinal, quem compra um smartphone robusto como este  não deseja presenciar problemas críticos.

Botão de bloqueio mal posicionado

Devemos admitir que foi muito difícil encontrar “problemas” no Motorola ATRIX 4G. Entretanto, o botão de ligar/desligar/bloquear fica num local de difícil acesso. Normalmente, os smartphones trazem esse botão na parte superior do aparelho. No ATRIX 4G, ele está na parte traseira, posicionado próximo ao conector de fones de ouvido.
Fica claro que a Motorola preferiu economizar espaço, visto que o botão serve também como leitor biométrico. A posição dificulta o bloqueio e desligamento do aparelho, porém não podemos classificar tal detalhe como um problema sério.


Vale a pena? 

Atualmente, o Motorola ATRIX 4G está sendo comercializado apenas pela AT&T. O valor dele é de US$ 600, preço mais do que justo pelas tantas vantagens do aparelho. Responder à questão “Vale a pena?” sempre vai depender do que você deseja em um smartphone.
Usuários que buscam por alto desempenho em jogos e apps  com certeza vão encontrar no ATRIX 4G a melhor opção. Quem deseja apenas um aparelho para acessar a web não vai necessitar de um modelo tão avançado.
Enfim, com excesso de vantagens e um preço razoável, o aparelho torna-se o Android mais incrível em desempenho e compensador que já testamos. Evidentemente, em breve novos aparelhos semelhantes surgirão e aí o ATRIX 4G pode perder o posto de superphone que ocupa atualmente. Porém, até lá podemos considerar este aparelho como o modelo ideal para superar iPhone e quaisquer outros concorrentes.
Parabéns à Motorola!

1 Response to "Motorola ATRIX 4G"

  1. Proteção, Película e Capinha silicone ---- O Motorola ATRIX é um super aparelho, Processador dual-Core Tegra-2, Fingerprint e vários outros dotes, com certeza é um Gadget para poucos, pelo seu alto preço e funcionalidades embutidas convenhamos que não é interessante andar com ele desprotegido arranhando no bolso junto da chave do carro ou outros inconvenientes que ocorrem no dia a dia. Gostaria apenas de anunciar aqui na comunidade meu link de venda de PELÍCULA PROTETORA para o ATRIX e CAPAS de silicone e TPU para o ATRIX no Mercado livre. Segue o Link:
    http://migre.me/4ateQ
    Protege contra arranhões, sugeira e é resistente a água
    Ultra fina e 100% transparente! Extremamente durável
    Camada Tripla de Proteção
    Aderência por eletroestática, sem o uso cola e por isso não deixa resíduos ao ser removida.
    Matérial lavável e totalmente reutilizável

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS