DOCE VENENO

Há pessoas que preferem manter-se algemados ao engano...
A Paz do Senhor Jesus esteja contigo!

Jesus dizia que o inimigo costuma cegar o entendimento das pessoas para que não entendam com o coração, não se arrependam e não sejam curados. Na mesma forma, também dizia que a Verdade liberta. Infelizmente, é comum as pessoas preferirem uma mentira agradável do que uma verdade dura.

As pessoas costumam fugir da dureza da Verdade, preferindo sempre caminhos mais brandos. A insuportabilidade da dor leva muitos a preferir viverem iludidos e enganados:

É mais fácil acreditar em Papai Noel do que acreditar no massacre dos recém-nascidos a mando do Rei Herodes...

É mais fácil acreditar em Coelhinho da Páscoa do que acreditar no sofrimento de Jesus na prisão até sua horrenda morte na cruz.

É mais fácil acreditar na teologia da prosperidade do que no evangelho da renúncia...

Enfim, é mais fácil beber um doce veneno, do que aceitar um amargo remédio!

Quando Jesus pregava um dos seus mais duros discursos, a maioria das pessoas da multidão retirou-se. Jesus confrontou Seus discípulos, perguntando se eles O abandonariam, também. Pedro, tomando a voz, disse: “Para onde iremos, Senhor? Só Tu tens a Palavra de Vida Eterna!” Mas a maioria das pessoas de hoje em dia não toma a atitude de Pedro, mas sim de multidão: Quando começam a ser confrontados, e os princípios ser cobrados, preferem refugiar-se em doces ilusões e afastar-se da sã (e dura) doutrina.

Nos frustramos com nossas expectativas, e muitas vezes, por não suportar a dor da frustração, preferimos retornar ao engano e permanecer no engano. O inimigo conhece esta fragilidade humana: a de não suportar a dor. Por isso, o inimigo usa falsos profetas para conduzir as pessoas ao engano.

Qual a diferença entre um falso profeta e um profeta verdadeiro? Praticamente – e externamente – nenhuma! O falso profeta fala, se veste, se comporta e faz coisas muito semelhantes ao verdadeiro profeta! A diferença é invisível: a motivação do coração. A diferença visível pode ser percebido tardiamente: os frutos.

Jesus diz que é pelos frutos que se conhece as pessoas: boas pessoas produzem frutos bons, e más pessoas, frutos maus. Quais os frutos dos falsos profetas? Engano, quebra de princípios, mentira, contenda, divisão, alianças com pessoas corruptas.

Já os verdadeiros profetas não querbam princípios bíblicos, nem se aliam com pessoas que assim o fazem. Os verdadeiros profetas promovem a transparência, a verdade, a reconciliação dos homens com Deus.

Um profeta é alguém que indica um caminho. É um guia. A Bíblia fala que quando não há profetas, o povo se perde.

Um falso profeta também indica um caminho: um caminho que, aparentemente, é bom, mas que conduz à perdição.

É por isso que não se pode “confiar no homem”, “confiar na carne”, “confiar no profeta”: se deve, sim, confiar na Palavra DE DEUS que o profeta profere!

Como saber se a Palavra é, ou não, de Deus? Conhecendo a Bíblia e tendo discernimento para reconhecer os princípios de Deus.

A Bíblia diz que quem ouve a voz dos profetas prospera... Por quê? Porque os verdadeiros profetas não falam de si mesmos, de suas idéias, mas sim da Palavra de Deus e de Seus princípios! A prosperidade está em viver os princípios da Palavra!

As vezes, a Palavra pode ser dura... Mas melhor um amargo remédio do que um doce veneno!

Que a Verdade da Palavra nos limpe os olhos e nos liberte dos enganos agradáveis que nos cercam e tentam nos envenenar, em Nome de Jesus! Forte abraço!

Ev. Danielson

2 Responses to "DOCE VENENO"

  1. temos que parar de nos enganar e pricipalmente de julgar as pessoas.

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS