"Um amor para renascer"

Fernanda
Assembléia de Deus
Blumenau / SC


‘Houve um tempo em que minha vida foi vazia, quando procurava nos outros o vazio que em mim eu sentia. Por egoísmo, não valorizava os sentimentos e as pessoas que me amavam, fazendo-as sofrer. 
Por vezes me satisfazia com coisas materiais, esquecendo das palavras “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam” (Mateus 6:19-21). 
Sofria também nos relacionamentos, nos quais buscava amor e carinho, mas encontrava apenas tristeza e sofrimento. Como nada me satisfazia, nada também me fazia feliz. 
Conheci Maurício numa festa, e já nas primeiras conversas senti nele algo diferente. Ele era único. Com o coração ferido e não conhecedora de suas intenções, resisti a sua aproximação. 
Porém algo mais forte do que minha própria vontade me impediu de ficar longe dele, fazendo-me descobrir o que é o amor. Foi um momento mágico, pois Deus nos uniu naquela noite. 
A realidade do dia a dia mostrou que Maurício era diferente em tudo o que podia imaginar, desde seu jeito meio e tímido, mas ao mesmo tempo ousado e encantador, educado, de tal modo que ainda me faltam palavras para defini-lo com clareza. 
Apesar do fato dele morar em outra cidade a distância não nos separava, ao contrário, fez fortalecer nosso amor. Em nossos momentos juntos parecíamos duas crianças a brincar muito felizes. Ele, que nunca deixava de me olhar e jamais demonstrava cansaço, dizia que não queria desperdiçar um segundo de minha presença. Foi nessa época em que conheci sua maravilhosa família. 
Mas um dia ele me contou sem jeito que houve uma época em sua vida que sofrera muito devido a uma terrível doença. Um câncer deixara o peso de uma colostomia, que o deixava triste e o fazia sentir-se diferente de todos, quando mais pela indiferença demonstrada por muitos. Ele estava traumatizado e tinha medo de me perder. 
Porém, nada mais nesse mundo me afastaria dele, pois o sentimento que nos sustentava era mais forte do que tudo o que havia sentido até então. Sentia que nosso amor superaria qualquer coisa. 
Porém três meses se passaram, e as dores voltaram, a cada dia mais forte. Quando retornou ao médico, já era tarde demais. Não havia mais esperanças. O susto, a dor e o medo caíram sobre mim e a todos que o amavam. 
A cada dia procurava reacender minhas esperanças em Deus, e a cada tratamento novo. Lembrei das palavras “Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta; O amor nunca falha...” (1 Coríntios 13:7-8). 
Falava a ele muito do amor de Deus por nós, pois ele já havia culpado muito Deus pelo seu sofrimento. Mais nosso amor nos fortalecia. 
Quando voltei a encontrá-lo ele estava muito mal. Magro e abatido, sentia vergonha até em me olhar. Porém, a dor o fez se reencontrar com Deus, o mesmo que havia culpado por sua doença, agora era motivo de gratidão por ainda mantê-lo vivo. 
Ele voltou a fortalecer o amor e a intimidade com Deus, que ele havia abandonado. 
Mas seu estado estava lastimável. Muito fraco, com dores, nem água conseguia beber ou ao menos conseguia falar, mas isso só reacendia cada vez mais nossa fé. Em muitas das minhas orações, fazia juras para Deus para lhe recompensar de alguma forma para a recuperação dele, com apenas alguns atos de bondade com as pessoas. 
Mas em de outubro de 2009, e o anjo do Senhor através de um amigo, entre tantos que o visitara, convidou-o para a igreja. Ele aceitou e a tarde comparecemos todos. Ele mal conseguia ficar com os olhos abertos, mas valentemente ao meu lado, segurando minha mão. Deus operou um milagre em sua vida e ele aceitou Jesus. Disse a todos que não sentia mais dores. Poucos acreditaram, pois seu estado era lastimável. Porém sua cura foi muito maior aos nossos olhos: sua mágoa foi eliminada. Era uma cura carnal e espiritual. 
Nesta mesma noite precisei voltar á minha casa, e com lágrimas nos olhos parti, deixando-o naquela cama deitado olhando pra mim com esforço querendo que eu não fosse. 
Na manhã seguinte fui acordada pela notícia que mais temia: Maurício havia falecido naquela manhã. 
A dor foi tamanha que só conseguia chorar, e ao ver seu corpo sem vida meu sofrimento só fez aumentar. Muitos, que sequer me conheciam, acabaram me confortando pelo simples fato de demonstrar o carinho que sentiam por Maurício. 
Ele que sempre foi uma maravilhosa pessoa, ao ajudar muitas pessoas com seu jeito encantador e especial de viver, não trazia consigo o maior presente que alguém poderia ter: o amor de Deus. 
E quando este amor por Deus foi reacendido, era tarde demais para esta vida.
E como Deus não queria mais vê-lo sofrer enviou um anjo para levá-lo pelas mãos.
“Aquele que crê em mim, ainda que morra viverá” (João 11:25-26). 
“Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus” (2 Coríntios 5:1). 
Com essa história hoje será que você da valor para o mais precioso presente que Deus tem nos dado, a VIDA. Você tem saúde, pode respirar, pode comer sem a ajuda de ninguém, pode olhar as maravilhas de Deus nesse mundo, tem pernas, braços você é perfeito para Deus. Ele deu sua vida por você e o que tem feito por ele? Ele te ama!
A Bíblia diz em 2 Coríntios 5:15 “E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”. 
Será que você da valor para as pessoas que você ama, ou dá mais valor para coisas materiais, a gente não leva nada desse mundo, só permanecem as lembranças. 
Ou você só tem reclamado a ele seus minúsculos problemas. Muita gente queria estar no seu lugar! Não espere você perder tudo que você tem para se aproximar de Deus, não espere uma enfermidade em sua vida ainda há tempo. 
Cante, Pule, Grite, sorria e agradeça todos os dias pela sua família, por tua saúde, por ser perfeito, e pela sua VIDA. 
“Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação ” (Salmos 98:1). 
Hoje eu sou testemunha viva que Deus transforma vidas. 
Nasci novamente para Jesus Cristo, isso não seria assim se não fosse pela perda do Maurício. 
“Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”( 2 Coríntios 5:17) 
Existe aquela frase, ou pelo amor ou pela dor, eu já fui pela dor. 
Lembro-me muitas orações que eu comentei anteriormente que fazia juras a Deus com pequenos gestos para ajudar pessoas, mais Deus tem um grande propósito na minha vida, muito maior que essas mínimas juras que fiz. Hoje eu sei se não tivesse perdido o Maurício não daria o valor que hoje dou para Deus. 
Deus me usou para falar de Jesus e seu amor para o Maurício. O sonho de Deus comigo é bem maior, quer me usar para transmitir isso para muitas pessoas, e em muitas obras, e trazer esperança aos que se sentiam como eu me sentia, para que diante das dificuldades nunca se afastem de Deus, pois Deus é justo e fiel e consolador. 
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve." (Mateus 11:28-30) 
E se hoje choro é por felicidade pelas maravilhas que Deus tem feito em minha vida. Sou uma serva de Jesus Cristo. 
Creia e aceite Jesus Cristo como seu Salvador. Deixe-o transformar sua vida!

Quer seu testemunho publicado aqui?
escreva para: jessica-brunaa@hotmail.com
Deus abençõe!

0 Comentários em ""Um amor para renascer""

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10