Notícias da Semana (12/01/11 a 18/01/11)

Brasil>> Vai a 676 o total de mortos na região serrana do Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou que mais corpos foram encontrados nas cidades de Teresópolis e Nova Friburgo, na região serrana do Estado. O número de mortos chegou a 676, de acordo com o balanço divulgado na manhã de hoje.
No total, em Teresópolis foram resgatados 277 corpos e em Nova Friburgo, 319. Nas demais cidades, os números seguem sem alteração. Em Sumidouro, 19 corpos foram resgatados, em Itaipava (distrito de Petrópolis) 56, quatro em São José do Vale do Rio Preto e um em Bom Jardim.

Mundo>> Aluno paga US$ 14 mil em notas de US$ 1
Em protesto contra os aumentos nos custos do estudo superior nos Estados Unidos, o estudante americano Nic Ramos pagou a sua anuidade de US$ 14 mil (equivalente a cerca de R$ 23,5 mil) na universidade do Colorado em notas de um dólar.
Com a sua mala de dinheiro, o universitário quis chamar a atenção do país para a dificuldade cada vez maior enfrentada por estudantes para pagar a sua educação.
Ele afirmou que ao entregar a mala de dinheiro, todos os funcionários ficaram 'boquiabertos' e 'não acreditavam no que viam'.
'Não ficaram exatamente zangados, mas nada satisfeitos (com a perspectiva de ter que contar a pilha de dólares).'
A universidade culpa o governo estadual pelos aumentos.
O representante da instituição Michael Carrigan diz que o orçamento da universidade não sobe há três anos e que, nos últimos anos, foram cortados US$ 50 milhões.
Para ele, o governo deveria aumentar o financiamento para educação, já que o Colorado é o penúltimo Estado americano no ranking de investimentos em educação superior. 

Política>> Marina Silva pede que Código Florestal seja barrado
A senadora Marina Silva (AC), candidata do PV derrotada à Presidência da República, associou hoje a tragédia na região serrana do Rio de Janeiro ao desrespeito do homem pelos limites da natureza. Ela fez um apelo para que o Congresso Nacional barre o novo Código Florestal. "Não se pode mudar o Código Florestal permitindo que as pessoas façam construções e edificações nas áreas de preservação permanente", disse a senadora, em visita ao Campus Party, em São Paulo.
Marina lembrou que a questão das enchentes foi um tema abordado por ela durante a campanha presidencial e que está na hora dos governantes olharem esses acontecimentos não apenas como catástrofe, mas com o olhar preventivo. "Lamentavelmente, no Brasil, temos 20 anos de alerta de que iríamos chegar no momento de viver os eventos extremos e infelizmente, como na maioria dos países do mundo, não estamos com uma agenda de adaptação à altura das necessidades que temos para desastres que vão acontecer e que estão se agravando", afirmou Marina. "A natureza não vai se adaptar a nós. Nós é que temos que nos adaptar a ela e, para isso, é preciso investimento", completou.
A senadora defendeu a criação de um sistema de alerta nas áreas de risco, um aprofundamento dos mapas que apontam as áreas mais vulneráveis, o cumprimento dos planos diretores das cidades e a integração entre alta tecnologia e os procedimentos de emergência em situações como as vividas no Rio. Marina citou, como exemplo, a cidade de Areal (RJ), onde o prefeito conseguiu comunicar à população sobre a chuva por meio de um carro de som. "Não podemos tratar com medida provisória (MP) perdas que são eternas."

Esporte>> Juliana e Larissa seguem no ritmo de 2010 e conquistam a etapa de Vitória
Juliana e Larissa mantiveram a rotina de vitórias no novo ano. Neste domingo, as pentacampeãs mundiais de vôlei de praia derrotaram Talita e Maria Elisa por 2 sets a 0, pariciais 21/17 e 21/18, levando o título da primeira etapa do Circuito Brasileiro, na praia de Camburi, em Vitória, no Espírito Santo. Dupla da casa, Luana e Lili completaram o pódio.
Com a conquista em Vitória, Juliana e Larissa atingiram a marca de 45 vitórias consecutivas. Além disso, são nove títulos seguidos das tetracampeãs brasileiras em etapas nacionais. Após a partida, Juliana comemorou o bom resultado.
- Ainda estamos buscando nosso ritmo ideal, mas o importante foi ter vencido e começado o ano bem. Início de temporada é sempre um pouco mais difícil, mas superamos os obstáculos e conseguimos vencer em Vitória. Agora vamos seguir trabalhando bastante para que 2011 seja mais um grande ano de conquistas - disse Juliana.
Juliana também anunciou que dupla vai ajudar as vítimas das chuvas na Região Serrana do Rio.
- Antes de sermos atletas, somos cidadãs. Soubemos da iniciativa do Emanuel de doar água para aquelas pessoas e resolvemos contribuir de alguma maneira. Vamos doar parte da premiação que recebemos por este título aos necessitados - disse.
Larissa afirmou que foi essencial manter a concentração durante toda a partida.
- O calor estava muito forte e tivemos que manter a concentração o tempo inteiro para não sermos surpreendidas, já que ainda estamos buscando nosso melhor ritmo. É importante iniciar bem o ano e já tínhamos conquistado também o desafio Brasil x Estados Unidos. Espero que seja apenas o começo de mais um bom ano para nós - disse Larissa.
A segunda etapa do Circuito Brasileiro será disputada no Rio de Janeiro, com início marcado para o próximo dia 26 de janeiro. 

Twitter>> Solidariedade ao Rio lidera tópicos no Twitter
Durante toda a manhã deste sábado, o tópico #sosserra esteve em primeiro lugar dos mais citados no Twitter brasileiro.
A tag agrupa mensagens relacionadas às tragédias na região serrana do Rio de Janeiro, desoladas pelas fortes chuvas.
De doações a pedidos de ajuda, passando por informações sobre a situação das cidades e mensagens de apoio aos afetados, o #sosserra mobilizou personalidades com grande número de seguidores, como Marcelo Tas. Em segundo lugar nos Trending Topics do Twitter aparece #chuvasrj.
Alguns usuários encontraram maneiras divertidas de pedir mobilização, como @brenolamas que escreveu “Não gaste telefone eliminando algum candidato do BBB nesta semana. Converta esse valor, doando para as pessoas que perderam tudo. #sosserra”.
Outros, no entanto, parecem não ter entendido o que estava acontecendo – e confundiram SOS Serra com algum movimento de ajuda ao ex-governador de São Paulo José Serra. @oandressanchez RT: #sosserra o que aconteceu com o José Serra?
 A campanha SOS Serra surgiu originalmente da Diocese do Rio de Janeiro, que está recebendo doações de alimentos e roupas, além de quantias em dinheiro na conta Mitra Diocesana, Agência 401-4, Bradesco, conta corrente- 114134-1.

De tudo um pouco>> Ciclista completa oito meses pedalando pelo país
O ciclista amazonense Valdeni Pinheiro Alves, 32 anos, completou oito meses pedalando pelo país nesta segunda-feira (17), quando cruzou pela cidade de Resende (RJ). Ele saiu de casa, em Humaitá (AM), em 17 de maio de 2010, já passou por 17 capitais e diz que percorreu 11,3 mil quilômetros no período. A próxima parada será no Santuário Nacional Nossa Senhora Aparecida, antes de chegar a São Paulo.
O objetivo da viagem é conhecer as capitais dos 26 estados do país e o Distrito Federal. Ele já tinha feito uma viagem semelhante em 2008, quando percorreu nove estados em cinco meses. “Quero ver se consigo entrar no livro dos recordes e fazer todos os estados em menos de um ano.”
Durante o atual percurso, Alves disse que saiu de Humaitá e seguiu para Porto Velho, depois pedalou para Rio Branco, voltando em seguida para Porto Velho, de onde saiu para Cuiabá, Goiânia, Palmas, Belém, São Luís, Teresina, Fortaleza, Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju, Salvador, Vitória e Rio de Janeiro.
Mas foi em Porto Velho onde mais tempo ficou. “Meu dinheiro acabou e precisei arrumar algum trabalho para poder comer na viagem. Não gosto muito de ficar pedindo para os outros. Trabalhei na obra de uma barragem durante dois meses. Consegui juntar mais de R$ 2 mil e pedi demissão para seguir viagem. O dinheiro acabou em um mês.”
Foi também em Porto Velho que Alves passou pelo primeiro problema sério em sua trajetória. “Fui assaltado. Levaram meu capacete e meu caderno de atas, onde escrevia um diário de viagem e registrava todas as cidades por onde passava.” Alves disse que os problemas não pararam por aí. “Fui assaltado de novo, em São Luís. Passei um período da viagem sem capacete. Eu pedia para as pessoas me ajudarem a arrumar um capacete, mas tive de andar dez capitais sem essa segurança.”
O ciclista lembrou do amigo que fez durante a viagem, quando passou pela Praia de Copacabana. “Foi um vendedor ambulante que me deu um capacete novo. Ele se chama Ligeirinho. Sou muito agradecido a ele por esse capacete.”
Alves afirmou que o pneu da bicicleta furou 19 vezes durante os oito meses. “Muita gente acabou me ajudando, principalmente na manutenção da bicicleta. Nos postos de combustíveis é onde eu recebo mais ajuda, onde consigo um lugar para dormir e comer”.


Bom, galera... por hoje é só.
Semana que vem tem mais.
Fiquem todos na paz do Senhor.
Beijooos.




Follow me: @cintiatay
MSN: cintia-taynara@hotmail.com

0 Comentários em "Notícias da Semana (12/01/11 a 18/01/11)"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10