CONHECEMOS A DEUS???

Amor: a essência de Deus

Conhecemos a Deus?
Ou conhecemos doutrinas, ritos, tradições?
conhecemos a Deus como: pelo o que os outros dizem, ou pelo que nós vivenciamos?
Estes questionamentos tem sido apresnetado desde a igreja primitiva. O EspíritoSanto, através do Ap.Paulo, fala a igreja de Corinto, e hoje à cada um de nós:

"Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa." (I Coríntios 15.34)

Se lerem meu testemunho, saberão muita coisa ao meu respeito. Se conversarem comigo, eventualmente, conhecerão mais coisas... Mas quem de fato, pode dizer que me conhece? Somente aqueles que convivem comigo podem dizer: "Eu o conheço.".
Da mesma maneira, quem de fato pode dizer que conhece a Deus, a não ser aqueles que O experimentam e convivem diariamente com Ele? Só os que tem experiências pessoais com Deus podem dizer que, de fato, tem algum conhecimento d'Ele!
Infelizmente, as pessoas confundem doutrinas, liturgias, ritos e tradições com Deus. Deus é Deus, acima de qualquer religiosidade! Deus tem Seu Próprio Caráter, indiferente do que os homens digam ou pensem a Seu respeito!
Pode nos ser surpreendente o que encontramos na Bíblia a respeito do caráter de Deus:

"Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor." (I João 4.8)

O resultado de conhecer a Deus é desenvolver o dom de amar, porque amor é a essência de Deus!
Há pessoas que freqüentam igrejas há décadas, são profundamente letrados em assuntos teológicos, e até exercem ministérios em suas denominações... Mas são péssimos no que tange a relacionamento humano... Tais pessoas não conhecem a Deus! Pois se não somos capazes de amar, é porque não conhecemos a essência amorosa de Deus!
O que é "amor"? Um sentimento? ...em parte, sim. Mas, antes de mais nada, uma atitude!
Amar pode ser definido por duas características:
1)Amar é a atitude livre de renunciar ao seu próprio bem-estar em favor da felicidade do outro;
2)Amar é a atitude concreta de superar barreiras de relacionamento para poder dividir a vida com o outro.
Quem poderíamos usar de modelo para estes dois conceitos? O Próprio Amor Encarnado, Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo!
Jesus renunciou a Sua Glória e padeceu por 33 anos, até a morte de cruz, para que tivéssemos o direito de receber a Salvação e a Vida em Abundância! E Jesus também rasgou o véu do santuário, e lavou-nos com o Seu Sangue para que tivéssemos o direito de chegarmos ao Santo dos Santos e, foi preparar um Lugar para nós vivermos eternamente com Ele!
Estas mesmas atitudes devemos ter com todos aqueles que ("dizemos que" ) amamos: renúncia e superação de barreiras! Se não vivemos isso, não conhecemos a Deus, porque esta é a essência de Deus!
Mais do que "apenas" não conhecer a Deus, se não amamos estamos em pecado, porque amor é um mandamento!
Isso mesmo: um mandamento! Não é uma recomendação, ou algo adicional, ou algo secundário... É o maior mandamento! Veja:

" O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei." (João 15.12)

E não é "qualquer" amor: é amar como Jesus amou! O Amor Perfeito de Deus, descrito na Primeira Carta aos Coríntios:

"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá."(I Coríntios 13.4-8)

Certa vez eu conversava sobre isso com um teólogo, e ele me disse: "Irmão, mas este é o Amor Ágape de Deus, não o nosso amor!" . Com isso, o teólogo argumentava que não precisávamos nos basear neste padrão de amor, mas deveríamos amar "do nosso jeito", "no nosso limite".
Em primeiro lugar, não sei o que a teologia diz sobre isso, mas Jesus não disse: "Amai-vos uns aos outros cada um do seu jeito e nos seus limites!". O que Jesus disse é que era para amar-nos uns aos outros como Jesus Cristo, o Amor Perfeito Encarnado, amou!
E como Jesus amou?
Negando-se a si mesmo.
Curando.
Ensinando.
Consolando.
Apoiando.
Mas também repreendendo, denunciando e até se indignando! Tudo isso é o Amor Perfeito de Cristo!
É este amor, com outras características além destas, que é o Amor de Cristo, o qual Ele ORDENOU que exercêssemos!
Mas poderíamos nós, simples homens carnais, falhos e limtados, amar de maneira perfeita?
Na verdade, não. A carne, sendo imperfeita, não ama na perfeição, mas...
...o Espírito Santo, que em nós habita, ama em perfeição!
Amar com o Amor de Deus é exercer o Amor do Espírito Santo que habita em cada um que aceitou Jesus como Senhor e Salvador.
Talvez hoje não sejamos capazes de exercer esse amor em sua integralidade, mas não podemos perder a esperança de nos aperfeiçoarmos, mais e mais, nesse amor, pois:

"E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado." (Romanos 5.5)

Como é possível aperfeiçoar este amor? Simples: se Deus é Amor, quanto mais O conhecemos e temos intimidade com Ele, mais o Amor d'Ele se manifesta em nós! Um dos frutos (resultados) de termos intimidade, relacionamento de proximidade com Deus, é que o Seu Amor se manifesta através de nós! Vejamos:

"Mas o fruto do Espírito é: AMOR, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança." (Gálatas 5.22)

E na medida que exercermos o amor, nos "misturamos" com a Essência de Deus. E a Essência de Deus atrai a Sua Presença, e à Sua Presença desencadeia sinais, milagres, curas e maravilhas... O grande segredo para que as bênçãos do Senhor estejam sobre nossa vida é vivermos a comunhão em amor. Como foi descrito pelo salmista:

"Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre." (Salmo 133.1-3)

A comunhão em amor gera a bênção, a vida para sempre e o compartilhamento da Unção de Deus sobre todo o Corpo (da cabeça à orla das vestes),por toda igreja! E é pelo amor vivenciado genuinamente que atraímos as pessoas para nosso convívio e, consequentemente, para a Luz de Deus que brilha em nós!
Amar é conhecer a Deus e fazê-Lo conhecido! Exercer o amor faz com que "temperemos" a vida das pessoas que nos cercam, e as iluminemos com a Luz de Deus que resplandece através de cada um!

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." (Mateus 5.13-16)

Agora, por outro lado, quando não vivemos o amor somos "sal sem gosto", ou "luz escondida". Não importa o quanto conhecemos da Bíblia, ou quantos cultos participamos semanalmente: sem amor, nada somos! Sem amor, nada que falemos ou façamos tem valor! É o amor que dá valor ao nosso ministério!
(Afinal, o amor é a Presença de Deus através de nós!)
Quando vivermos o amor de fato, atrairemos multidões. Quando vivermos o amor, transformaremos o mundo que nos rodeia!
Quando vivermos o amor, conheceremos a Deus... E Ele será conhecido através de nossa conduta amorosa!
Exercitemos e vivamos o amor derramado em nós pelo Espírito Santo em atitudes como: perdoar, pedir perdão, tolerar, apoiar, auxiliar, servir e desejar a mudança de si mesmo!
Como o Espírito Santo nos revela através da carta do Ap. Paulo aos coríntios, um dia veremos o Amor face-a-face... Ainda que hoje podemos vivermos e exercemos este amor em parte...
...parte por parte...
...até conhecermos, de fato, o Todo!
Que o Amor de Deus se manifeste em e através de tua vida, em Nome de Jesus!
Forte abraço!
Ev. Danielson

0 Comentários em "CONHECEMOS A DEUS???"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10