Você que ouviu o louvor acima, pode convidar Rosangela Cristina para cantar em sua igreja ou congresso.

Basta entrar em contato e levar essa levita do Senhor para cultuar a Deus juntamente convosco e, temos por certo, que serão tocados pela unção e pelo mover do Senhor.

Contatos:

Fone: (49) 9992-5202
E-mail: rosinha_foustel@hotmail.com

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O quinto livro de Moisés chamado DEUTERONÔMIO



POR ELIÉZER RODRIGUES.


DEUTERONÔMIO

  • 5° livro da Biblia
  • 34 capítulos
  • 959 versículos

O livro de Deuteronômio é o quinto livro de Moisés, e significa "segunda lei". Ele foi dada por Moisés, o mediador representante de Deus para a nova geração de israelitas, que ainda não tinham nascido ou que tinham menos de 20 anos época do Êxodo (com exceção de Josué e Calebe).

Este livro começa com uma revisão da história de Israel desde o primeiro ano depois que saíram do Egito até ao fim dos 40 anos de peregrinação no deserto (capítulos 1-4). No terceiro mês após o êxodo israelita do Egito, chegaram ao Monte Sinai (Êxodo 19:1). Ali receberam os Dez Mandamentos, outras leis e construiram o Tabernáculo. Um ano depois, eles foram levados a Cades-Barnéia onde designaram doze espiões para explorar Canaã, a terra prometida. (Compare Números 13, Deuteronômio 1:19-28). Dez dos doze espiões queriam convencer o povo que não podiam entrar na Terra Prometida, porque os cananeus eram fortes demais para serem superados. Como resultado, a geração de adultos, com exceção de Josué e Calebe, morreu no deserto.
Antes que a nova geração pudesse entrar na Terra Prometida, Moisés lembrou-lhes o significado da aliança de Deus e exortou-os a comprometer-se a um pacto de relação pessoal com Deus.
A obediência é a mensagem central do Deuteronômio. O "OBEDECER", sob qualquer forma, é mencionado em Deuteronômio mais do que em qualquer outro livro da Bíblia.
A maior parte do livro de Deuteronômio trata da obrigação de Israel de obedecer a Palavra de Deus (capítulos 5-26).
O Senhor escolheu os israelitas porque ele os amava e estava cumprindo a promessa que havia feito aos seus antepassados. Ao escolher o menor em número e posição, Deus mostrou ao mundo que não era por serem brilhantes, poderosos ou bons que os israelitas atraíram bênçãos e prosperidade do Senhor, mas foi a misericórdia de um Deus poderoso que governa os assuntos de toda a terra, e é capaz de abençoar aqueles que andam em harmonia com Suas leis.
Através de Moisés, Deus revelou a Sua natureza santa e perfeita e Seu grande amor por seu povo. Os chamava: "Aplicai os vossos corações ... para que tenham cuidado em cumprir todas as palavras desta lei, porque esta Palavra não é coisa vã; antes, é a vossa vida" (32:46-47). Moisés falou sobre a nação de Israel e do amor do Senhor por ela, desde o passado até o futuro (4:37, 7:08, 13; 23:5). Quatro capítulos (27-30) cobrem uma revelação profética do futuro de Israel.
Deuteronômio conclui com o cântico de Moisés, sua benção final sobre Israel, sua morte e seu enterro (capítulos 31-34). No final da comissão a Josué, Moisés disse: "Com este povo entrarás na terra que o Senhor jurou a teus pais lhes dar" (31:7).
Este livro também revela os princípios para receber as abundantes bênçãos divinas. Diz-nos como nós mesmos nos enganamos quando vivemos em desobediência a Ele.
O próprio Jesus citou o livro de Deuteronômio várias vezes, sendo este livro mencionado mais de 80 vezes no Novo Testamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Somos Afiliados



Vale o clique

Léo Brandão
Undertlight
 
Design por Gerson Bruno