Relacionamento: Será que vai dar certo?

Oláaa
O assunto dessa semana é : Relacionamento, afinal de contas o tão esperado "Dia dos namorados"está chegando. Mas, pera aí; esperado por quem?
Obviamente por quem já tem namorado né, pq quem não tem - assim como eu - nem gosta muito dessa data....kkkk
Brincadeiras a parte, vamos ao que interessa...
A seguir veremos 3 textos muito interessantes, tanto para os que já tem companhia, quanto para os respectivos solteiros, ou até para aqueles que são chegados ao típico 'romance virtual'.
Em qual dessas categorias você se enquadra? Ok, não precisa responder...leia o texto e tire suas próprias conclusões!


Namoro pela internet! Pode dar certo?

Há alguns anos o acesso à Internet se tornou popular e com isso nasceram os primeiros sites de relacionamento.
No começo havia muito medo por parte das pessoas em entrar neste tipo de site e conhecer gente nova, pois, na maioria das vezes as pessoas do outro lado da tela, contavam mentiras sobre seu tipo físico, pensamentos, se passavam por pessoas que não eram elas mesmas e quando havia (isso depois de meses de conversa claro) o primeiro encontro, vinha a decepção. NÃO ERA NADA DAQUILO.

É claro que nem todos os casos eram assim. Muita gente era sincera, acabava criando uma afinidade virtual, uma amizade e até algo mais.
Hoje em dia, todo mundo está muito mais familiarizado com a vida virtual, estes sites de bate papo e redes de relacionamento estreitam a distância entre as pessoas e isso faz com que elas tenham mais facilidade em identificar o nível de “verdade” da conversa.
É muito comum as pessoas procurarem na net uma companhia ou uma nova amizade, e nesse contexto, sempre acaba rolando “algo a mais”.
Existem milhões de casos de casais que até chegaram ao altar e construíram uma familia depois que se conheceram através da internet!

Um requisito muito importante é que você seja sempre sincero e verdadeiro.
Mostre seus gostos musicais, seus pensamentos, sua visão de vida (isso sempre ajuda você a identificar se a pessoa tem gostos parecidos e se vai haver afinidade entre vocês).

Com o passar do tempo você percebe se a outra pessoa é confiável, começa a ter um papo mais direto, contar da sua vida, trocar telefones e por aí a coisa vai rolando.

MAS E AÍ? DÁ CERTO OU NÃO DÁ?!

Eis a grande questão. Cada um tem um jeito de encarar esse tipo de relacionamento. Há quem saiba levar como se fosse um namoro comum, com conversas, risadas, brigas, ciúmes e tem quem não consiga de jeito nenhum.
Pra quem sabe levar, consegue manter a confiança, e até tem a sorte de um dia conseguir conhecer pessoalmente, o namoro pela internet dá certo SIM.
Mas pra quem já tem uma certa preguiça de logar todo dia em nome do amor, a melhor opção é continuar no método tradicional.

Todo mundo um dia encontra um grande amor e cabe a cada um de nós a chance de fazer dar certo ou não, seja na vida real ou na virtual.

Namoro iô-iô

Com o advento da internet (e mais especificamente do Orkut), ficou muito fácil saber de tudo sobre a vida alheia. E nem é preciso procurar muito. Na página inicial mesmo, é um tal de “Fulano atualizou relacionamento” pra cá, “Siclano escreveu um depoimento” pra lá, e assim milhares de vidas “pessoais” são expostas.
Em meio a tanta informação, um fenômeno bastante curioso ficou mais evidente: os namoros “iô-iô”. Nem é preciso explicar o porque da alusão ao brinquedo infantil
Num dia, se amam eternamente; no outro, “quem tem azar é azarado, quem tem sorte é sortero”, e por aí segue uma imensa lista de clichês nas idas e vindas de relacionamentos.
Esses tipos de relacionamentos estão fadados ao fracasso. Não vejo outra forma de definir a instabilidade emocional de casais que nunca sabem se devem se casar ou se compram uma bicicleta pra cada um e fogem para bem longe um do outro.
Relacionamento existe para nos fazer bem — a partir do momento em que começa a fazer mal, é hora de cada um seguir seu rumo. Porém, existem casais que parecem ter dificuldade com este discernimento. Qualquer briguinha resulta em fim de namoro e, no dia seguinte, fazem as pazes e novas juras de amor eterno — mas a eternidade muitas vezes não sobrevive mais de uma semana.
Namoro vai, namoro vem, e a relação vai ficando mais e mais desgastada. Ninguém mais sabe — nem o casal — se os dois estão juntos mesmo.
E, assim, um vai perdendo o respeito pelo outro — e por si próprio.
Mas, ainda vale a pena “insistir” em um relacionamento, mesmo que esteja difícil, até o fim. Não digo para dar murro em ponta de faca e tentar ressucitar um namoro infeliz, mas se deve tentar sempre resolver os problemas da melhor forma possível. Se, ainda assim, a relação estiver insustentável, é hora de ambos aceitarem que é melhor colocar um fim no namoro — de preferência definitivo.

Saiba que namorar é fácil, difícil é manter

Quantas vezes você se pegou pensando ou ouviu os amigos dizerem/reclamarem “eu não consigo achar uma namorada“. Mas peraê! O que você tá procurando? Uma loja em que venda um pacote de namorada perfeita do jeitinho que você sempre quis?
Esqueça! Namorar é como um tipo de jogo e você pode começar a jogar a qualquer a hora. Pare de reclamar e comece a agir
Nenhum namoro começa do nada, num esbarrão atravessando a rua. Tudo tem seu “investimento”; até onde você quer chegar?
Invista e mãos à obra. Descubra qual música ele(a) gosta, qual cidade gosta de viajar, qual comida e bebida prediletas fazem parte da arrancada desta jornada. Se algo nele(a) te incomoda, não freie. Tente colocar na balança tudo que te faz feliz e lembre-se que ele(a) não foi comprado na loja de pessoas perfeitas pra você.
Todo mundo tem algo de bom pra dar a outra pessoa; as ruins terão de ser discutidas e superadas. Discutir é “bom”, fortalece o relacionamento, então não se abale com briguinhas, elas são necessárias. Que jogue a primeira pedra quem nunca brigou.

Atreva-se; por que não tentar? Vai ser difícil manter? Certamente que vai. Mas aí está a graça (uma delas) no amor. Namoro também é convivência, aceitação.
Então, não jogue para o mundo que você não consegue achar seu príncipe encantado. Ele está provavelmente do seu lado e você ainda não tomou coragem de começar este jogo do amor.
Pare de colocar a culpa nos outros e assuma, de uma vez por todas, que quem escreve a sua história é você. Então pare de reclamar e comece a agir!
Não digo pra ficar procurando namorado em todo o canto, nem pra se desesperar e correr pra casa do vizinho pedindo-o em casamento; não é isso.
Saia mais, seja agradável, faça novas amizades, deixe-se ser conquistado. Acredite em você mesmo e no seu potencial.
Dê uma chance para o amor...ARRISQUE-SE!

FONTE


É isso aí meu povo...fiquem a vontade para comentar, sugerir ou criticar.
E-mail: ca_fdr@hotmail.com (pedidos de casamento tbm mandem por aqui) kkk

E para aqueles que quiserem, compartilhem conosco suas respectivas histórias de amor!
Só me resta desejar um 'Feliz Dia dos namorados' 
Fiquem com Deus *-*
Até semana que vem...

[Por: Camila Scherrer]

1 Response to "Relacionamento: Será que vai dar certo?"

  1. O lado bom da história é que vou economizar uma boa grana no dia dos namorados deste ano! Hehehehehe!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS