Papai

Imagem de um pai brincando com seu filhinho...

A Paz do Senhor!
Eu estava conversando com meu pastor, esta semana, quando o filhinho dele veio correndo e interrompeu nossa conversa... O pastor até repreendeu-o, mas o pequeno garoto quase que nem fez conta, abraçando seu pai passou a vasculhar em seus bolsos até sair satisfeito, com uma bala encontrada, saltitante e sorridente!
Vendo a cena, me lembrou na hora a passagem em que Jesus dizia:

"E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus." (Mateus 18.3)

Eu pensei: "Será que Deus quer que eu interrompa uma conversa d'Ele, abrace-O e pegue balas em Seus bolsos???"
Hehehehe! Brincadeiras a parte, sabe que eu creio que é isso mesmo?
Desde que Deus criou o ser humano, sempre quis ter intimidade com Seus filhos... Em vários momentos da história humana, o Deus Altíssimo demonstrou desejar aliançar-se e ter um relacionamento de proximidade com os homens... E também por muitas vezes o homem quebrou esta Aliança e afastou-se de Deus...
Ainda hoje é assim: Deus se apresenta a Seus filhos como um Pai, mas os homens fogem de Sua presença e quebram o relacionamento por várias formas de pecado: dos mais escandalosos aos mais sutis, sem contar a frieza espiritual e a hipocrisia...
Aliás, lendo os Evangelhos vemos Jesus sendo tolerante e carinhoso com quase todos os pecadores: ladrões, adúlteros, assassinos... Mas reagindo enérgica e quase violentamente contra religiosos hipócritas! Aparentemente, a frieza espiritual era algo que aborrecia muito o Senhor dos senhores...!
Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente! Deus não desistiu de Seu propósito de congregar Seus filhos entre si e com Ele, num relacionamento perfeito... Para os que desejam, podem se reaproximar de Deus acertando os pontos que nos separam d'Ele.
As Sagradas Escrituras demonstram desse desejo de Deus de se aproximar dos seres humanos, tirando-nos do papel de criaturas para que sejamos adotados como filhos... A Escrituras nos ensinam a chamar o Altíssimo de "Pai" (Mateus 6.9)! E isso não é irreverência, ou destemor: é intimidade! Aliás, como está escrito:

"A intimidade do Senhor é para aqueles que O temem; e Ele lhes mostrará a Sua aliança." (Salmo 25.14)

Portanto, "intimidade" não é sinônimo de "falta de temor"! O temor é o reconhecimento reverente de Quem Deus É! Mas "temor de Deus" não é "medo" de Deus! Há pessoas que sentem medo de Deus, e sentem-se intimidados diante d'Ele... Isso não é temor - é medo - e impede um relacionamento de proximidade com o Senhor:

"No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo tem consigo a pena, e o que sente medo não é perfeito em amor." (I João 4.18)

As pessoas sentem medo de Deus - assim como sentem medo também de outras pessoas - e acabam fugindo de Deus, sem perceber!
Como "fugimos" de um relacionamento com Deus? Através de religiosidade fria e obsessiva, crises de fé, "desvios" e teimosias tanto teológicas quanto sentimentais a respeito da comunhão com Deus e com os irmãos. Se apresentamos comportamentos assim é porque nossa intimidade com Deus "não está legal".
Outro fator que nos afasta da intimidade com Deus são nossas feridas na alma... Nossa história de vida, às vezes, nos levam a sermos desconfiados e transferir para Deus uma "imagem de pai" que não corresponde ao "Pai do Céu"! Tememos o contato com as pessoas, pois muitas pessoas nos feriram no passado, e com isso transferimos essa mesma desconfiança prá Deus, inadequadamente! Deus quer nos curar dessas feridas, para que possemos retomar nosso bom relacionamento com nosso Pai do Céu!
(O tratamento, às vezes, é doloroso... Porque as feridas são profundas! Peça para teu pastor explicar isso que, no "vocabulário eclesiástico", é chamado de: discipulado, prova, deserto, tratamento de Deus, silêncio de Deus e outros nomes semelhantes, mas que tratam da mesma coisa: Deus curando nossas feridas!)
Deus é o Senhor Todo-Poderoso, Criador de tudo que há, Soberano Absoluto... Mas Ele quis ser nosso Pai! Só que para alcançarmos esta intimidade de Pai/filho com o Deus Altíssimo precisamos reconhecer-nos como criaturas e nos achegarmos a Ele com reverência, temor e santidade, sacrificando no altar de nossas almas tudo aquilo que nos afasta de Deus: soberba, orgulho, vaidade, prepotência, pretensão, hipocrisia e concupicência.
Para alcançarmos a intimidade com o Pai do Céu devemos colocar nossa vida no altar... Altar é lugar de sacrifício!
Na Antiga Aliança, os homens usavam o sangue de animais sacrificados para cobrir os pecados e poder achegar-se ao Santo dos Santos... Mas na Nova Aliança, Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, já derramou o Seu Sangue por nós, de maneira do véu que separava os homens do Santo dos Santos ser rasgado! Não há mais separação, e não há mais necessidade de sacrifício de animais... No entanto, um sacrifício ainda precisa ser oferecido diariamente ao Senhor: o sacrifício de nosso próprio “eu”!
Para achegarmos à intimidade com Deus, precisamos abrir mão de nós mesmos, pois nossa natureza humana foi corrompida pelo mundanismo e satanismo, e já não pode – por si – aproximar-se de Deus. Mas se abrirmos mão de nós mesmos e sacrificarmos nossa forma de pensar, de sentir, de agir, o nosso querer, se não asumirmos a forma do mundo, mas nos renovarmos pela Palavra, alcançaremos a vontade de Deus! E a vontade de Deus é que sejamos Seus filhos não só “de nome”, por direito em Cristo, mas DE FATO, por sermos dirigidos pelo Espírito Santo!
Creio que na medida que nos consagrarmos, conseguiremos ser como crianças! E quem sabe, interromperemos uma conversa de Deus e vasculharemos Seus bolsos, à procura de balas... E Ele sorrirá, satisfeito, mesmo que nos exorte: "Filho, o Pai tá conversando, agora!" - se segurando para não rir...
Eu queria muito conseguir transmitir o que sinto a este respeito... Mas peço que o Espírito Santo venha ministrar no coração de cada leitor: Deus é teu Pai! Ele te ama! Entregue-se a Ele!!!
Várias canções trazem esta mesma revelação! Eu te convido a ouvir a canção "Quero Te Conhecer", do David Quinlan, em cujo refrão diz:

"Eu quero olhar nos Teus olhos
Ser consumido pelo Teu olhar
Quero subir em Teu colo
Como criança me embriagar
No Teu amor"

Que nosso Pai te guarde, ilumine, conduza e abençoe amorosamente, em Nome de Jesus!
Até a próxima semana, se Papai assim permitir...
Ev. Danielson

0 Comentários em "Papai"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS