UM ENTRE DEZ

10 leprosos são curados, e 1 volta para agradecer a Jesus

A Paz do Senhor Jesus!
Há poucos dias atrás(veja mais alguns detalhes, acessando: http://danibw.zip.net/arch2010-03-14_2010-03-20.html), estava orando e me veio à lembrança uma passagem bíblica sobre a "Cura dos 10 Leprosos", que encontramos em Lucas 17.11-19. Copio aqui na íntegra:

"11 E aconteceu que, indo Ele a Jerusalém, passou pelo meio de Samaria e da Galiléia;
12 E, entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe;
13 E levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós!
14 E Ele, vendo-os, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos.
15 E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz;
16 E caiu aos Seus pés, com o rosto em terra, dando-Lhe graças; e este era samaritano.
17 E, respondendo Jesus, disse: Não foram dez os limpos? E onde estão os nove?
18 Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro?
19 E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou." (Lucas 17.11-19)

Antes de mais nada, sempre é bom lembrar alguns pontos do contexto histórico-cultural desta passagem. Ser leproso, nesta época, não era ser apenas portador de uma doença: era uma maldição. Como "malditos", os leprosos tinham que permanecer isolados, segregados, em estado de vergonha e indignidade. Estavam completamente marginalizados!
Reparaste que temos o costume de tratar alguns grupos da mesma maneira que tratavam os leprosos? Exemplo: os presidiários, as prostitutas, os homossexuais, os drogados, ou até pessoas que são de denominação diferente da nossa, entre outros... Quando os vemos, apontamos o dedo e bradamos: "Leproso! Leproso!". Pensamos coisas do tipo: "Quem são estes malditos para quererem estar aqui? Quem são estes indignos, para ousarem se aproximar?"
Irmãos, por mais numerosas passagens que digam que não devemos julgar, que Jesus veio para salvar os pecadores, que devemos amar as pessoas do mundo... Ainda assim, continuamos com o mesmo costume dos fariseus: julgamos a todos e acusamos a todos! Nos sentimos mais santos e mais dignos que os outros, e no direito de pisar naquelas que julgamos inferiores e indignos!
Sabe o que é isso? Atitude satânica!
Ou nos arrependemos disso, e passamos a não fazer acepção de pessoas, ou não vai adiantar nada a quantidade de cultos que assistimos: continuamos perdidos!
O publicano Zaqueu (Leia em: Lucas 19.1-11) era um pecador: um homem público importante e rico, mas corrupto. Só que ao encontrar-se com Jesus, mudou completamente de vida! Muitas vezes, etamos nos cultos, cantamos, "adoramos" (entre áspas), "nos quebrantamos" (entre áspas)... mas ao sair pela porta da igreja, nossa vida continua da mesma maneira! Zaqueu foi um exemplo de transformação: ele buscou a Jesus, quebrando o protocolo e subindo numa árvore, ele homenageou Jesus com um jantar mas, acima de tudo, ele se arrependeu, confessou seus pecados e corrigiu suas atitudes! Posso afirmar que Zaqueu, sim, era um adorador! Não sei se ele cantava, ou tocava... provavelmente, não! Mas ele adorou a Jesus com suas atitudes!
No entanto, nós vamos aos cultos, cantamos, somos conhecedores da Palavra... Mas não mudamos! Continuamos apontando o dedo para os "leprosos" de nossos dias!
Sim, somos crentes, sem dúvida! Mas "crente" até satanás é! O Reino de Deus não pertence, simplesmente, aos "crentes", mas àqueles que se convertem de fato! Não podemos dizer que somos convertidos, se insistimos em julgar e condenar nosso próximo!!!
O que temos que fazer, pura e simplesmente, é pregar o Evangelho a TODA criatura, e só! Não nos cabe julgar, nem condenar, nem segregar... Não somos Deus! Quem se coloca no lugar de Deus, está imitando satanás!
Estes dez leprosos viviam nesta situação de segregação social, mas se encorajaram a se aproximar de Jesus e pedir sua cura.
Perceba que Jesus mandou-os à "Igreja" (v14), e no caminho foram curados. Jesus podia ter feito barrinho com a saliva, podia ter imposto as mãos sobre eles, podia ter soprado sobre eles... Mas em vez disso, deu uma ordem, a qual foi obedecida. Creio que um dos motivos de Jesus ter agido dessa forma foi para que ficasse demonstrado o que está, entre outras passagens, em Deuteronômio 28.1-2: que se dermos ouvidos à Deus, e obedecermos Seus mandamentos, a bênção virá sobre nós!
Não preciso fazer campanhas, ou comprar amuletos, ou não sei mais qual ritual, para receber uma bênção: o que eu preciso é andar em obediência à Palavra! Se eu andar em obediência à Palavra, as bênçãos virão até mim!
Os dez foram curados! Os dez! Todos os dez receberam a bênção que tanto ansiavam...
...mas só UM voltou para agradecer Jesus!
Como é comum ver isso!
Quando estamos passando por alguma luta ou necessidade, somos ousados e buscamos a Deus, e clamamos: "Jesus, Mestre, tenha compaixão de mim!!!". Oramos, vamos a mais cultos, lemos a Bíblia...
...então, recebemos a bênção esperada!
Recebemos a cura... ou o novo emprego... ou a restauração da família... ou uma oportunidade no ministério que tanto almejávamos... ou outras tantas bênçãos que Deus nos concede!
Mas depois de sermos abençoados, passa algum tempinho, e vamos nos esfriando! Vamos nos esquecendo de quem nos abençoou!
Os dez leprosos curados estavam indo em direção da "religião" (sacerdotes da sinagoga), mas UM apenas foi "esperto" para perceber que nada vale religiosidade sem Jesus, e voltou e prostrou-se aos pés do Senhor!
Vá, sim, para a Igreja! Mas leve Jesus junto!
Quando Jesus diz ao ex-leproso "Vai!" (v19), ele pode ter se levantado e até ido à sinagoga, mas foi COM CRISTO no coração, não apenas como uma religiosidade vazia!
Os dez receberam a bênção, mas só para UM Jesus afirmou: "Tua fé te salvou!" (v19). Dez abençoados, mas só um salvo! Por quê? Porque este um percebeu que mais importante que a bênção é estar em comunhão com o Abençoador!
Se estivermos com Jesus Vivo, temos tudo: a bênção e a salvação! Mas se nos contentarmos apenas com a bênção...
...será que quando soar a trombeta, vai fazer diferença qual emprego eu tenho? Se minha família é feliz? Se eu tenho um grande ministério na minha igreja? Se minha doença está curada?
Não fará diferença nenhuma! Tudo isso não tem valor nenhum no Reino de Deus, pois o que há junto da Glória de Deus, nos Céus, está além de nossa imaginação (I Cortíntios 2.9)! As bênçãos terrenas irão ficar! Só o coração salvo em Cristo Jesus subirá até o Pai!
Dez foram abençoados... Apenas um quis o abençoador!
Qual desses tu queres ser?
Deus quer e pode te abençoar! Creia que tua bênção virá! Mas não te contentes apenas com a bênção: busque a Deus de todo coração, te arrependa de teus maus caminhos e invista continuamente em tua comunhão com o Senhor Jesus e com teus irmãos!
Terás, sim, a tua bênção! Mas não abras mão de estar sempre juntinho com o Abençoador!
Peço, em Nome de Jesus, que o Espírito Santo de Deus venha regar as sementes da Palavra em teu coração e ministrar sobre tua vida!
Que Deus te guarde, ilumine, conduza e abençoe, em Nome de Jesus!
Forte abraço e até domingo que vem, se Deus assim permitir!

2 Responses to "UM ENTRE DEZ"

  1. Só queria comentar que NINGUÉM COMENTA NADA aqui...! [:s]

    ResponderExcluir
  2. Esta mensagem e uma mensagem vinda direta do trono de Deus, para as nossas vidas...

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10