O Desafio do amor (Parte 7 - fim)

                      
 Por Camila Scherrer


Olá pessoal!
Encerraremos hoje o nosso desafio do amor, quer dizer, encerrarei as postagens referentes a esse assunto, mas espero que possamos continuar praticando esse desafio com nossos amigos, familiares, maridos, esposas, vizinhos, crianças, na escola, no trabalho, na igreja e fora dela!
Que realmente possamos viver o amor a cada dia, mesmo que não seja fácil, e te garanto que por muitas vezes não será mesmo!
Você tem a oportunidade de fazer uma escolha. Que essa escolha seja amar!
Acompanhe as últimas 3 atitudes que devemos conhecer e praticar para concluir nosso desafio:

17º atitude: O amor realiza sonhos
“Deleita-te no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração” (Salmos 37:4)


O que aconteceria se você desse o seu melhor à todos aqueles que estão à sua volta? O que aconteceria se aquilo que você disse que nunca faria por elas se tornasse a próxima coisa a ser feita?
O amor, as vezes, precisa ser extravagante, intenso! Devemos adotar um novo nível de amor que verdadeiramente tenha como prioridade ajudar a realizar os sonhos e desejos dos nossos irmãos.
O amor de Deus é capaz de suprir todas as necessidades do nosso coração. Por muitas vezes vivemos sob uma carga tão grande de pecado e arrependimento, que chegamos a pensar que não há mais solução. Então o Pai olha para nós e diz que não devemos nos preocupar. Nós só precisamos entender que dependemos Dele. E quando nos arrependemos de algo que fizemos, Ele nos ama, nos perdoa e nos aceita de volta. “Todavia Deus que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida com cristo, quando ainda éramos mortos em trangressões” (Efésios 2:4-5).
Por muitas vezes você pensou que sua vida havia acabado quando um certo contratempo tirou todo o vento que impulsionava a sua embarcação. Você perdeu as forças e clamou a Ele. Você orou como nunca antes havia orado, e mesmo não sendo fácil voltar e prosseguir, de alguma forma você sobreviveu.
O Senhor te alcançou com a paz que prometera “que excede todo o entendimento” (Filipenses 4:7), e lhe manteve firme durante as tempestades!
Não foi pelo seu cargo dentro da igreja, ou por ser o melhor aluno da faculdade que Deus escolheu derramar o amor Dele sobre você. Não foi porque você é bondoso, merecedor ou digno, que Ele lhe ofereceu a Sua graça e misericórdia. “Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” (Romanos 5:8).
Ele é o nosso modelo. Ele é Aquele cujo amor é feito para ser imitado.
Jesus pagou um alto preço por nós, e fez isso sem esperar nada em troca, apenas por nos amar incondicionalmente!
O amor nos convida a ouvir as pessoas, a lembrar e nos importar com elas constantemente, a ajudá-las a realizar os sonhos.
Devemos inunda-las com nosso amor, surpreendê-las com a bondade, mesmo que no começo isso seja um sacrifício.

“Deus é poderoso para fazer que lhes seja acrescentada toda graça”. (2 Coríntios 9:8)


18º atitude: O amor permanece


“O amor nunca perece” (1 Coríntios 13:8)


Mesmo ameaçado, o amor deve perseverar. Mesmo desafiado ele deve seguir em frente. Mesmo maltratado e rejeitado, ele não deve desistir, pois o amor nunca perece!
O amor de Jesus é assim. Seus discípulos eram totalmente imprevisíveis. Após comemorarem juntos a Páscoa, quando Jesus disse que eles o abandonariam antes da noite terminar, Pedro declarou: “Ainda que todos se escandalizem de ti, eu nunca me escandalizarei...Ainda que me seja necessário morrer contigo, de modo algum lhe negarei” (Mateus 26).
Porém, mais tarde, ainda naquela noite, o grupo fechado de seguidores de Jesus – Pedro, Tiago e João – foram capazes de dormir enquanto Jesus passava por agonia no jardim. No caminho da crucificação de Cristo, Pedro o negou três vezes no pátio. Mas naquele momento, a Bíblia diz que Jesus “virou e olhou” para ele (Lucas 22:61). Os discípulos falharam com Jesus, e mesmo assim, Ele nunca deixou de amá-los!
Quando você obedece a Deus, as pessoas podem até te abandonar ou ir embora – assim como os seguidores de Jesus fizeram com Ele. Mesmo nessa situação, não desista de amá-las, pois o amor nunca perece.
Dos nove frutos do Espírito, listados em Gálatas 5, o primeiro de todos é o amor. E porque a fonte desse amor é o imutável Espírito Santo – o mesmo Espírito que habita no coração de todos os cristãos – então o amor que Ele coloca em você é imutável também, pois é baseado na vontade de Deus, no chamado de Deus e na Palavra de Deus. A Bíblia os declara “irrevogáveis” (Romanos 11:29). “os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão” (Lucas 21:33).
Deposite um amor inesgotável em seus amigos, familiares, em pessoas que você nem conhece. Essa é a sua chance de declarar que não importa quais são as imperfeições existentes, pois o seu amor é bem maior que todas elas.
Não importa o que as pessoas lhe façam, ou com que freqüência elas te aborreçam. Escolha amá-las assim mesmo, sem esperar nada em troca!


“Tu...tens prazer em demonstrar amor” (Miquéias 7:18)


19º atitude: O amor é uma aliança


"Porque aonde quer que tu fores, eu irei; e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo será o meu povo, o teu Deus será o meu Deus" (Rute 1:16)


As experiências que adquirimos através desse desafio é algo que não deve ter fim.
Mas quem disse que o seu desafio terminou?Faça com que ele se torne uma aliança. Mas lembre-se que aliança é bem diferente de contrato. Esse último é geralmente um acordo escrito, baseado em desconfiança,
traçando as condições e consequências caso seja quebrado. Uma aliança é um compromisso verbal, baseado na verdade, e feita diante de Deus!
Um contrato é para interesse próprio e vem com responsabilidades limitadas, já a aliança é para benefício de outros também e vem com responsabilidades ilimitadas.Não tem data de validade.
Podemos ver na Bíblia a aliança que Deus fez com Noé, prometendo que a terra nunca mais seria destruída pelas aguas de um dilúvio (Gênesis 9:12-17).
O Senhor também fez uma aliança com Abraão, prometendo que uma nação inteira de descendentes viria da linhagem de sua família (Gênesis 17:1-8).
Ele fez uma aliança com Moisés declarando que o povo de Israel seria possessão permanente de Deus (Êxodo 19:3-6); e fez também uma aliança com Davi, prometendo que um rei se assentaria em seu trono para sempre (2 Samuel 7:7-16).
E ainda fez uma "nova aliança" pelo sangue de Cristo, estabelecendo uma herança interminável e imutável de perdão de pecados e de vida eterna para aqueles que crêem Nele (Hebreus 9:15).
Deus nunca quebra alianças, mas mantê-las não é algo que você pode fazer usando suas próprias forças. Existe uma razão que explica porque Deus estabeleceu e ainda estabelece alianças com seu povo: isso acontece porque Ele é fiel, e não deixa de cumprir nenhuma de suas promessas. E ainda é capaz de perdoar aqueles que fazem aliança com Ele, mas falham em manter sua parte.
Não há nada que possa separar aquilo que Deus uniu, ou que possa modificar aquilo que Ele estabeleceu. E nosso amor deve ser baseado em Deus! Permita que a Palavra Dele inspire você a ser um canal de amor e de benção para todas as pessoas que te cercam.
O amor é um tesouro sagrado e não deve ser trocado por nada; é um laço poderoso que une as pessoas, e estabelece alianças entre elas e Deus.
É hora de restaurar essa aliança de amor, e entregar a sua vida, suas vontades, planos, sonhos e desejos nas mãos Daquele que te ama incondicionalmente!
Seja desafiado a não quebrar, jamais, a aliança que você fez com Deus!


"Ele se lembra para sempre da sua aliança" (Salmos 105:8)

[Texto baseado no livro: "O desafio de amar" - Stephen e Alex Kendrick ]



Desejo a todos uma ótima semana!
Fiquem com Deus *-*
bjO

0 Comentários em "O Desafio do amor (Parte 7 - fim)"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10