O Desafio do amor (parte 6)

Por: Camila Scherrer


Olá pessoal!
Semana que vem encerraremos o Desafio do amor[aaaaah =/]
Confesso que aprendi muito através desse desafio, e espero que vocês também!
Veremos hoje mais duas atitudes relacionadas ao amor. Através delas aprenderemos o valor da sabedoria, da alegria, a importância da Palavra de Deus, entre outras coisas...


15º atitude: O amor celebra a Deus
[O amor] "Não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade.” (1 Coríntios 13:6)


Muitas coisas que fazem parte do nosso dia-a-dia tentam nos afastar das verdades bíblicas. A opinião de seus colegas de trabalho, as reportagens na televisão, os sites que costumamos visitar, entre outras várias tentações que nos cercam.
Poderão nos dizer que uma linda esposa que se veste de forma vulgar, e chama a atenção de outros homens é uma coisa boa. Que a linguagem imoral de alguns filmes são normais para pessoas maduras. Que a igreja não tem importância na vida das pessoas, e que cada um encontra Deus da sua própria maneira.
Alguns de nós poderemos acreditar em algumas dessas coisas, começando a valorizar o que as outras pessoas valorizam, e pensar do mesmo modo que elas pensam.
Entretanto, o significado da nossa vida muda drasticamente quando entendemos que a Palavra de Deus é a verdadeira expressão do que é a vida real. Os ensinamentos descritos nela não são palpites. São princípios que refletem a grandeza de Deus. Seus ideais e instruções são o único caminho para a verdadeira benção.
O amor deve se alegrar naquilo que agrada a Deus. Quando vemos nossos irmãos crescendo na construção do caráter cristão, na perseverança da fé e adotando comportamentos generosos, devemos nos alegrar com isso. A palavra ‘regozijar’ em 1 Coríntios 13:6 leva a idéia de estar absolutamente estimulado, muitíssimo alegre!
O apóstolo Paulo, que ajudou a estabelecer e cuidar de muitas igrejas no primeiro século, escreveu em suas cartas o quão alegre ele estava em ouvir relatos da fé e do crescimento das pessoas em Jesus.
“Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós transborda de uns para com os outros. De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus por causa da vossa constância e em todas as perseguições e aflições que suportais”(2 Tessalonicenses 1:3,4).
O apóstolo João, que caminhou com Jesus e se tornou um dos seus principais líderes da igreja primitiva, certa vez escreveu ao seu rebanho: “Não tenho maior gozo do que este: o de ouvir que os meus filhos andam na verdade” (3 João 4).
Quando isso acontece com nossos irmãos, também devemos nos alegrar!
Contudo, o amor “não se alegra com a injustiça” , pois ele “se alegra com a verdade”, da maneira como Paulo fez quando disse à igreja em Romanos, “Pois a vossa obediência é conhecida de todos. Comprazo-me, portanto, em vós; e quero que sejais sábios para o bem, mas simples para o mal” (Romanos 16:19). Ele sabia que a busca pelo que é de Deus, pela pureza e pela fidelidade era a única maneira para eles encontrarem alegria e plenitude. Ser sábio para a santidade e ser inocente para o pecado – permanecer incansável e firme na caminhada da vida - é a maneira de vencer aos olhos de Deus.
Então devemos nos alegrar pelo sucesso e pelas conquistas dos nossos irmãos, encorajando-os sempre para que honrem a Deus com adoração e obediência!


16º atitude: O amor é a palavra de Deus

 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (Salmos 119:105)


Para alguns, a bíblia parece grande demais para ser compreendida. Fazem disso uma tarefa impossível, pois nem sabem por onde ou como começar. Mas, como cristãos, não somos deixados sozinhos na compreensão dos maiores temas e significados da Bíblia. O Espírito Santo, que agora habita em nossos corações, é o iluminador da verdade. “Pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmo as profundezas de Deus” (1 Coríntios 2:10). E em razão da Sua luz interior, a Bíblia agora é para ser lida, absorvida, compreendida e vivida.
Em primeiro lugar você precisa comprometer-se a fazer o seguinte:
Se você ainda não tem esse hábito, é hora de começar a ler uma parte da Bíblia todos os dias; Faça como nesse Salmo “De todo o meu coração tenho te buscado; Escondi a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti” (Salmos 119:10,11).
Aqueles que praticam a leitura diária da Bíblia acabam descobrindo que ela é “mais desejável que o ouro, do que muito ouro puro; é mais doce do que o mel, do que as gotas do favo” (Salmos 19:10).
Realmente a Bíblia é profunda e desafiadora. Por isso é muito importante pedirmos a ajuda do Espírito Santo para conseguirmos entende-la, estudá-la, e aprender várias lições através Dela."Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido” (2 Timóteo 3:14)
Diferente da maioria dos livros, que são designados apenas para serem lidos e digeridos, a Bíblia é um livro vivo, porque o Espírito Santo habita nas suas palavras, e ao contrário dos antigos manuscritos das outras religiões, o seu Autor ainda está vivo. “E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tiago 1:22).
Jesus falou a respeito das pessoas que constroem a vida na areia – na sua própria lógica, nos seus melhores palpites, no pensamento mais recente. Quando as tempestades da vida começam a soprar(e sempre soprarão), as fundações da areia resultarão apenas em desastre total. A casa pode até parecer firme e agradável por um momento, mas está só esperando que uma tragédia aconteça para despencar de uma vez só.
Mas Jesus disse, “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha” (Mateus 7:24,25).
Quando a sua casa é fundada na rocha da imutável Palavra de Deus, ela não é assolada pela destruição. Isso acontece porque Deus tem planos, que são revelados através da Sua Palavra.
Se para você, ler a Bíblia regularmente é algo novo, então você ficará surpreso com a rápida mudança que seus pensamentos sofrerão. E se você tiver seriedade ao estabelecer estratégias para sua vida, baseadas na maneira de Deus fazer as coisas, Ele lhe guiará a fazer conexões entre o que você está lendo e a sua vida. É uma jornada esclarecedora com descobertas a serem feitas todos os dias.
Com o passar do tempo, os princípios de Deus crescerão cada vez mais fortes, em cada aspecto da sua vida. Mas tudo aquilo que você recusar entregar a Deus, escolhendo fazer as coisas da sua própria maneira, irá enfraquecer e certamente fracassar quando as tempestades da vida lhe atacarem.
Pessoas sábias constroem vida na rocha que é a Palavra de Deus, pois elas sabem o que a areia pode fazer.
Devemos amar a Palavra de Deus. É por essa razão que nós precisamos optar em construir nossas vidas nessa rocha sólida, que é a Bíblia, e então poderemos planejar um futuro forte e tranqüilo, independente de quão fortes sejam as tempestades.

[Texto baseado no livro: "O desafio de amar" - Stephen e Alex Kendrick ]





Até a próxima semana!!!
Fiquem com Deus *-*

0 Comentários em "O Desafio do amor (parte 6)"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10