APASCENTA MINHAS OVELHAS

Jesus é o Bom Pastor

Que a Paz do Senhor seja contigo!
As diferentes denominações evangélicas costumam chamar o líder de sua congregação de "pastor". "Pastor" tornou-se um título, um status, uma graduação e até uma profissão!
Quero compartilhar este domingo outras denotação para o termo "pastor": de um chamado ministerial específico e de uma característica que TODO CRISTÃO deveria ter.
Vamos começar pelo "chamado ministerial"? Abra tua Bíblia no livro de Efésios. No capítulo 4, encontramos:

"Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente." (Efésios 4.10-14)

Neste trecho, encontramos os ministérios eclesiásticos específicos colocados como chamados do próprio Senhor Jesus, com o objetivo de edificar a Igreja até que todos seus membros alcancem maturidade espiritual. Em outra oportunidade, poderemos compartilhar a respeito dos demais ministérios, mas me deterei hoje no MINISTÉRIO PASTORAL.
O "pastor" é, portanto, alguém chamado por Jesus Cristo para edificar a vida das pessoas de uma igreja até que alcancem a maturidade espiritual! Mas, até aí, isso é comum a todos os demais ministérios!
O que diferencia um ministério do outro não é Quem chamou, e nem por quê foi chamado... Todos foram chamados por Cristo, para cumprir a mesma função: edificação da Igreja. O que diferencia um ministério do outro é o COMO cada um cumpre seu chamado. A forma com que um pastor cumpre esta "tarefa" que Cristo deu é diferente da forma com que um profeta, ou um doutor, a cumpre...
Jesus foi, primeiramente, carpinteiro, como auxiliar de José e muitos pensavam que era pescador, porque estava sempre andando com pescadores e até os ajudando. Ele nunca foi pastor de ovelhas, nunca exerceu nenhuma atividade de pecuarista... No entanto, Ele se comparava a um pastor:

"Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido." (João 10.11-14)

Ao descrever a Si Mesmo como "Pastor", Jesus apresenta as principais características do chamado pastoral: dar a vida por suas ovelhas, protegê-las, cuidar delas, conhecê-las e delas ser conhecido.
Me perdoe o senso crítico talvez exagerado, mas para mim me parece humanamente impossível conhecer a vida de mais de, digamos, 50 famílias! Jesus é onisciente, como Deus, mas a um homem, como eu ou tu, não é possível conhecer e acompanhar a vida de uma multidão!
É possível, sim, ensinar - como doutor e mestre - a uma multidão! É possível, sim, presidir uma multidão, dando diretrizes, estratégias e logística há milhares... É possível, sim, profetizar sobre uma multidão... Mas não é possível conhecer, acompanhar e apascentar uma multidão!
Há pessoas que receberam o título de "pastor", mas exercem ministério de mestre, de profeta, ou de presidente, ou outro... Mas não apascenta ninguém!
Jesus diz que o bom pastor CONHECE suas ovelhas! E precisa, de fato, conhecer, pois o pastor precisa: orientar sua ovelha, acompanhar seu crescimento, gerar fé no coração dela, curar suas feridas, incentivar seu crescimento...
Preciso me retratar, agora, de algo que acabei de dizer: sim, é possível que alguém seja presidente de uma grande congregação e exerça o ministério pastoral. Só que, ainda mantenho: este exercerá o ministério pastoral sobre a vida daqueles mais próximos que o rodeiam. Dos demais, será outra coisa: presidente, mestre, profeta...
Tenho acompanhado um pouquinho da vida de pessoas que congregam em grandes denominações, cujos cultos contam com milhares de pessoas. Tais denominações são bênção, mesmo, e seus líderes são grandes homens de Deus, usados tremendamente por Ele! No entanto, uma parte deste rebanho se sente desamparada, pois não há quem acompanhe a vida dessas pessoas.
Não sei quantas vezes se deu Negritoa mesma conversa com pessoas que buscam alguma ajuda, pertencentes a grandes congregações. Eu sempre digo, após um aconselhamento bíblico e uma oração:
"- Agora que vimos o que a Palavra diz sobre tua situação, e que oramos, é importante que tu converse com tua liderança sobre esta situação que estás vivendo!
- Sim, irmão. Eu AGENDEI uma AUDIÊNCIA com meu pastor, mas ele só poderá me atender daqui há DOIS MESES.
- Uhm... Mas não precisa ser o pastor! Procure algum obreiro que seja teu líder!
- Ah! Mas na minha igreja, os obreiros não fazem isso... Só ajudam o pastor durante os cultos!"

Gente! Isso é sério! Acontece direto, isso! Prá mim, é absurdo que precise marcar uma audiência com um pastor com dois meses de antecedência! Nestes dois meses de espera, uma alma pode se perder!!!
Jesus separou 70 (Lucas 10) para acompanhar a vida da muldidão que O seguia. Separou 12 (Mateus 12), ainda, para acompanhá-los de perto e enviá-los. Antes disso, no Antigo Testamento, Moisés organizou o povo (Êxodo 18) sob lideranças de 10, 50, 100 e 1000, e com isso, multiplicou sua capacidade de atender o povo. Portanto, desde os primórdios, se verifica perfeitamente nas Escrituras a vontade de Deus que Seu povo fosse acompanhado com qualidade e dedicação!
O pastor é, portanto, aquele que conhece sua ovelha e acompanha sua vida! Apascentar é mais do que, simplesmente, conduzir: é alimentar, tratar as feridas, exortar, investir, discipular, interceder, ministrar diretamente sobre a vida... E isso requer dedicação!
Ser pregador não é ser pastor. Todo pastor prega, mas nem todo pregador apascenta! Pastor não é aquele que, simplesmente, prega: é aquele que apascenta!
Mestre prega. Evangelista prega. Profeta prega... "Pregar" é uma ordenança a todos! Mas só pastor apascenta!
Se não apascenta, pode ser usado por Deus, pode ser grande ministro de Deus, mas "pastor" não é! É algum outro ministério - importante, sem dúvida - mas não o ministério pastoral!
Logo que aceitei Jesus como Senhor e Salvador, eu passava horas e horas, madrugadas inteiras, adorando e louvando. Foi uma época que compunha cerca de 2 canções por semana! Foi uma época muito boa, mesmo!
Nesta época, eu fiquei aflito, com o coração apertado, com a questão: "Como eu demonstrarei minha gratidão por Deus, por tudo que Ele fez por mim?" Era uma dúvida que me consumia e angustiava... Eu perguntava: "Jesus, como eu posso Te agradecer?"
A primeira resposta que veio de Deus foi que Deus é Bom, e que o que Ele fez por mim é "graça": um favor desmerecido. Mas eu não me contentava com esta resposta, e continuava pedindo a Deus que me desse um canal para extravasar minha gratidão por Ele. Fazer canções, orar, testemunhar... Era muito pouco!
O que fazer? O que fazer? Como demonstraria minha gratidão a Deus?
Então, veio a mim a Palavra de Deus que dizia:

"Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: SENHOR, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas." (João 21.17)

Era essa a resposta! Deus estava falando que, como prova de amor a Ele, podemos cuidar de nossos irmãos! Podemos "apascentar as ovelhas" de Jesus!
Não lembro de ter encontrado, de Gênesis a Apocalipse, outro pedido de prova de amor tão clara da parte de Deus: "se Me amas, apascenta as mnhas ovelhas!"
(Foi por isso que compus a canção "Apascenta Minhas Ovelhas" e, mais tarde, a canção "Mais Que Ovelhas"...)
Mas este chamado não se resume ao ministério pastoral, mas ao caráter cristão como um todo e para todos os cristãos!
Aliás, o que significa a palavra "cristão"? "Cristão" significa "imitador de Jesus Cristo", ou "discípulo de Jesus Cristo". Se somos imitadores do Bom Pastor, temos que, pelo menos, apascentar as ovelhas d'Ele! Isso é lógico!
Jesus ensinava que devíamos servir uns aos outros, amar uns aos outros, cuidar uns dos outros... Isso é apascentar!
Todos necessitam ser apascentados! Todos carecem, eventualmente, de cuidados! Tu não???

"Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas." (Mateus 7.12)

Cuide dos outros! Apascente os outros! Acompanhe aos outros, e dê sua vida pelo teu próximo!
Assim, mostrarás que és, de fato, imitador do Bom Pastor! Apascentar faz parte do caráter cristão!
Claro que Deus levanta pastores para cuidar de rebanhos... Mas cada um de nós também podemos, eventualmente e de maneira mais simples: confortar, consolar, edificar a fé de alguém e, com sabedoria e amor, no Espírito, até exortar!
Esposas podem - e devem! - apascentar seus maridos!
Maridos podem - e devem! - apascentar suas esposas!
Pais podem - e devem! - apascentar seus filhos!
Filhos podem apascentar seus pais! (Sim! Principalmente os filhos adultos...)
E mais do que isso: os irmãos da igreja podem apascentar-se uns aos outros!
Não estou invalidando o ministério pastoral, muito pelo contrário! Estou dizendo que devemos reconhecer no pastor de nossa igreja algo mais do que, simplesmente, aquele que prega no domingo!
Um pastor deve estar a par da minha vida, e eu devo ser franco, sincero e aberto a ele! Não devo usar máscaras perante meu pastor, mas me apresentar como sou: minhas qualidades e defeitos, minhas lutas e conquistas! E estar aberto para receber a ministração pessoal dele sobre minha vida!
Mas também eu posso contar com meu irmão, para orar comigo, para me aconselhar na Palavra. E devo oferecer o mesmo!
Não tenho como saber exatamente o que Jesus sentiu quando nesta passagem:

"E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor." (Mateus 9.35-36)

Mas me identifico com esta "compaixão", ao ver que há igrejas lotadas, mas onde não se vive o amor de Deus e a comunhão verdadeira!
Talvez, algum dia, eu ou tu possamos ser chamados por Jesus para cuidar de um rebanho, e talvez nos tornaremos pastores... Mas não precisamos esperar isto acontecer para ministrar o amor de Deus na vida daqueles que nos são próximos!
Por amor ao Senhor, por gratidão ao meu Deus e Pai, podemos resolver apascentar Suas ovelhas desde já!
Ele, que fez e faz tanto por nós, nunca nos pediu nada, nenhuma prova, a não ser esta: se O amamos, apascentamos as ovelhas d'Ele!
Peço que Deus me capacite a poder dar esta prova de amor a Ele!
Quem sabe tu, amado leitor, também resolve se juntar a mim, e apresentaremos este prova de amor a Deus juntos? Jesus desejava isso ardentemente:

"Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara." (Mateus 9.37-38)

Que Deus te guarde, ilumine, conduza e abençoe grandiosamente, em Nome de Jesus!
Forte abraço e até domingo que vem, se assim Deus permitir!

1 Response to "APASCENTA MINHAS OVELHAS"

  1. RESPOSTA DE DEUS NA MINHA VIDA. USAS-TE FRASES COMPLETAS E TEXTOS COMPLETOS QUE USO NA MINHA PEREGRINAÇÃO AQUI NA TERRA E MUITAS VEZES EM CONFRONTO COM IRMÃOS QUE QUESTIONAM MEU CHAMADO PASTORAL QUE ARDE EM MEU CORAÇÃO DESDE OS MEUS DEZENOVE ANOS E HOJE TENHO 48 . O PAI VEM ME SEGURANDO EM MINHA CIDADE(ITABUNA BA.) E ME SINTO NA ILHA DE PATMOS, TENHO APRENDIDO NA "UNIVERSIDADE" DE DEUS--O SOFRIMENTO A ÁRDUA LIÇÃO DA PACIÊNCIA E DA HUMILDADE, A LIÇÃO DE IR ALÉM POR ALMAS E CONHECER O SENHOR DO IMPOSSÍVEL.O LIMITE ENTRE SUJEITAR-SE AS AUTORIDADES E CONCORDAR COM SUAS DISCREPÃCIAS EM ATENÇÃO PASTORAL EM DETRIMENTO AO SOFRIMENTO (ABANDONO) DAS OVELHAS.CHEGUEI A INVRÍVEL CONSTATAÇÃO QUE PREGADOR NÃO TEM NADA A VER COM PASTOR E QUE AS PALAVRAS SÃO ESQUECIDAS E PERDEM O VALOR AO LONGO DO TEMPO SE NÃO HÁ A ATITUDE PASTORAL NO DIA-A-DIA QUE DÊ SUPORTE DE VERDADE AS PALAVRAS DITAS.TODO PASTOR TEM QUE SER FORMADOR DE PASTORES ANTES DE MAIS NADA , NÃO DEVE SENTRALIZAR EM SI MESMO OU NUM GRUPO SELETO E FECHAR-SE.ROGAI AO SENHOR DA CEARA QUE MANDE MAIS...VEJA O DESEJO DE DEUS: MAIS, MAIS, MAIS OBREIROS. NUNCA A OBRA DEVE SER CENTRALIZADA EM MIM,OU EM NOSSO GRUPO SELETO E SIM EM NÓS DE MANEIRA AMPLA, ABRANGENTE E SEMPRE CRESCENTE.QUE OS OBREIROS CRESÇAM E O (EU=EGO) DIMINUA. https://youtu.be/_MiNAM4X1K0 imitadoresdedeus@outlook.com

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10