A Limeira Sobrecarregada - Parte II

A Paz do Senhor!

Foi informado que haverá suspensão de energia elétrica em minha cidade hoje e amanhã, e não poderei acessar a internet. Então estou antecipando minha postagem...

Me veio alguns detalhes que não citei no texto "A Limeira Sobrecarregada" (role a página e encontre a postagem do dia 05/10/09). Na verdade, era um detalhe que não me lembrava quando escrevi o texto...

ANTES da limeira sobrecarregada do meu pai quebrar com o vento, ele percebeu o perigo do peso dos frutos. Então, colocou uma escora, um pequeno "poste" segurando os galhos... Contudo, com aquela ventania, a escora também quebrou, e nisso o galho todo veio abaixo, causando a morte da limeira...

Foi uma boa atitude de meu pai ter colocado uma escora... Mas não foi suficiente! Percebo, hoje, o que teria impedido a morte da limeira! Se tiver algum engenheiro agrônomo lendo, por favor me corrija se eu estiver errado... Mas a limeira teria sido salva da ventania SE:

1)Colocar as escoras para sustentar os galhos (ele fez isso);

2)Colher TODOS os frutos, de maneira a aliviar o peso da árvore (isso não foi feito);

4)Podar os galhos, diminuindo o tamanho da árvore... Isso diminui a colheira de um ano, mas fortaleceria os ramos (não foi feito);

5)Depois que a sobrecarga tivesse sido tirada, e que os galhos estivessem mais firmes, as escoras até podiam ter sido tiradas... MAS deveria manter-se sempre a poda e vigilância para que ela não se sobrecarregasse denovo (nada disso foi feito).

Em nossas vidas, às vezes, quando somos "limeiras sobrecarregadas", é comum recebermos ajuda de "escoras". São pessoas que Deus coloca em nossas vidas para nos sustentarem, nos apoiarem... Mas se nos limitarmos às "escoras", na primeira "ventania" (luta, confronto...), a "escora quebra" (nosso apoio fraqueja), e cairemos juntos com ele...

É interessante, então, nesse momento, abrir mãos dos "frutos", retirando-os de nós... Isso será temporário! Lembro agora de vários casos de ministros de Deus que passaram temporadas "de banco", mas quando voltaram, voltaram renovados e revestidos de grande autoridade! Mas é difícil aceitar que nos "retirem os frutos"... Dói "tomar banco"... Mas muitas vezes é necessário.

Podar a árvore é limitar a ação da pessoa. Se ela tinha 5 responsabilidades, permaneça com 3 ou 2, ou 1... Isso também será temporário, mas assim, com menos responsabilidades, ela terá mais tempo para se fortalescer, para se alimentar... Quando tiver condições de assumir novamente suas responsabilidades, terá muito mais para passar e estará curada!

Creio que, em comunhão, sempre temos "escoras"... Nossos irmãos nos "escoram", e isso não está errado, pois está escrito:

"Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor" (Efésios 4.2)

No entanto, depender das escoras enfraquece a árvore... Depender do suporte dos irmãos enfraquece nosso caráter... Sim, aceitar o suporte... Mas depender de Deus!

"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus." (Salmo 20.7)

E não apenas isso, mas importante MANTER-SE sendo podado... Continuar, permanentemente, a manutenção da poda. Isso quer dizer: ter humildade e mansidão para aceitar exortações e se submeter em amor à liderança e aos irmãos... Como está escrito, devemos OBEDIÊNCIA aos líderes, mas também SUBMISSÃO EM AMOR aos irmãos, e considerar-se sempre o menor, como nos ensina a Bíblia:

"(...)e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes." (I Pedro 5.5)

Deus usa, realmente, nossos líderes para nos ensinar e nos exortar... Essa é a principal função deles: ensinar, exortar e proteger. Mas também pode usar alguém como nós, ou até menor que nós, como foi o ocorrido com Balaão e sua mula...

"Então o SENHOR abriu a boca da jumenta, a qual disse a Balaão: Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes?" (Números 22.28)

Tenho visto pessoas que, tendo passado por longo processo de discipulado, e tendo se tornado grandes homens na Igreja, perdem a noção de "escora" e de "poda". Venceram em Cristo tantas lutas, sofreram, aprenderam TANTO e foram tão usados por Deus, que correm o risco de se confundirem um pouco, e se tornarem meio que "independentes"... Não aceitam ajuda, muito menos exortações... Lamento em ver que passam por lutas por causa disso, geralmente em suas vidas particulares, porque na Igreja são instrumentos poderosos, mas na vida privada, sofrem demais! Se isolaram num pedestal longínquo... Podem servir de escora para outros, mas é o tipo de escora que quebra ao primeiro vento de confronto!

Mas Deus muda isso também! basta se humilhar e pedir a Deus que mude o caráter! Deus salva a limeira, mas também pode salvar a escora... Ele é o grande e perfeito "Engenheiro Agrônomo" que tem a solução para tudo e para todos que O buscam!

Podemos, em nossa vida, ora ser limeiras, ora sermos escoras... Deus determina nossa função,para a edificação da Igreja e de nós mesmos... Seja qual for a função, lembrar sempre que o "Dono do pomar" é Ele, e só a Ele cabe decidir... Por mais fortes que sejam as escoras, por mais frondosas que sejam as limeiras, o Dono do pomar é que decide o que fazer... E devemos estar submissos a Ele!

Que Deus nos ensine a assumir nosso lugar em Seu pomar, em Nome de Jesus! Amém!

Tenham todos uma semana abençoadíssima, em Nome de Jesus!

Abração!

0 Comentários em "A Limeira Sobrecarregada - Parte II"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10