Ingenuidade das Galinhas


Que a Graça e a Paz do Senhor Jesus esteja contigo!
Quando, por algum motivo, não posso escrever na semana, copio e colo aqui neste blog algum texto do meu blog pessoal (www.danibw.zip.net). Estou em viagem e tive que recorrer a este subterfúgio para a postagem de hoje...
Só gostaria de propor um desafio, ao final do texto: leia com atenção e perceberá que este texto tem algo diferente em relação aos demais textos aqui postados por mim... Esta "diferença" será o motivo para meu "desafio" a todos os leitores: espero que achem esta "brincadeira" edificante!
Vamos, então, ao texto...
----------------------------------------------------------------------------------------------

Mais uma lembrança de minha infância:
Me pai havia contruído, no pátio dos fundos, um lindo galinheiro! Muito bem feito, parte em alvenaria, parte em madeira, com várias repartições, com largo pátio todo cercado... Parecia um aviário profissional! Tratava as galinhas com ração especial, água, medicamento... No inverno, colocava lámpadas como aquecedor para os pintos e frangos... Era um primor! Ao fnal de cada almoço, meu pai juntava em uma grande bacia restos de salada e de frutas e ia ao fundo do pátio, atirar sobre a cerca, para as galinhas! Elas mal viam o pai saindo pela porta dos fundos e já se concentravam todas, junto ao cercado, esperando...
Imaginativo como sou, fiquei pensando que, se as galinhas fossem capazes de falar, o que diriam quando viam meu pai se aproximando? Talvez algo como:

- Lá vem nosso benfeitor! Oba!
- Ele é tão bom! Fez uma casa tão boa prá gente!
- Olha: quanta salada ele está trazendo!!!
- Viva! Viva! Vamos ficar bem perto dele!

Contudo, às vezes, vinha visita aos finais de semana, e meu pai mandava a empregada carnear uma galinha... Imagino que a empregada de meu pai deveria ser vista pelas galinhas como alguém terrível:
- A assassina está vindo! Corram! Corram! Salvem suas penas!

Mas por trás da ação da empregada, estava a ordem do dono do galinheiro...
Muitas pessoas estão tão preocupadas em correr atrás de bênçãos e favores, de privilégios e bens, que perdem a noção de quem é que está "servindo a salada"! Em Mateus 4, satanás fez várias ofertas a Jesus, mas Ele sabia que não deveria aceitar NADA das mãos do inimigo! Jesus nos deu o exemplo!
Tenho aprendido que é infinitamente melhor receber uma exortação verdadeira de Deus do que uma falsa bênção do diabo! Muitas pessoas ficam enredadas numa espécie de "galinheiro confortável", em suas vidas: costumes, modos de ser, de agir... E se sentem "abençoadas" com isso!
Mas Deus não é aquele que atira resto de salada pela cerca! Deus é aquele que abre a porta do galinheiro, e deixa-nos livres!
O inimigo vem prá matar, roubar e destruir... E neste intento, ele lança mão de muitas artimanhas! Entre elas, a falsa sensação de bênção...
Já Jesus nos dá vida, e vida em abundânica... E isso inclui, também, exortações em Amor por parte d'Ele, para que nos fortalesçamos como ÁGUIAS e deixemos de agir como galinhas ingênuas!
Jesus mesmo nos ensina a sermos puros como pombas, mas astutos como serpentes! A ASTÚCIA faz parte do caráter do convertido a Cristo, porque precisamos do discernimento não apenas para evitarmos as armadilhas do inimigo, mas também para denunciá-las e desbaratá-las!
Se Jesus se manifestou para desfazer as obras do diabo, nós, comos Seus imitadores, como Seu corpo, como Seus embaixadores, devemos fazer o mesmo! Devemos denunciar e desfazer as obras do maligno!

Para isso, precisamos aprender a perceber as ardilosas ciladas do inimigo, denunciá-las, resistir a elas e desmontá-las, segundo a Palavra de Deus, revestidos no Poder do Espírito Santo, sob a orientação de nossa liderança. (leia sobre a importância da autoridade espiritual)
Na mesma medida que conhecermos e praticarmos a Palavra de Deus, não seremos apenas libertos dessas artimanhas malignas, mas também atrairemos sobre nós as bênçãos!
Jesus disse que não devemos nos preocupar em buscar bênçãos, mas sim, viver a Justiça e buscar Seu Reino... Ao fazermos isso, a bênção VEM até nós!
Deus não quer te ver correndo feliz para perto da cerca, amado! Deus quer é derrubar a cerca!
Sejamos, portanto, puro como pombas... Mas esperto e astutos como serpentes! Sejamos, em nome de Jesus, não tímidos e temerosos, mas ousados e moderados, para que sejamos águia, e não galinhas...
E vigiemos, pois sabemos que o inimigo trama contra nós... Mas confiadamente, levantemos nossas cabeças e nossas mãos em adoração, louvor e gratidão a Deus, porque em Cristo somos mais que vencedores!
-----------------------------------------------------------
DESAFIO:
O leitor deve ter percebido que, ao contrário dos meus demais textos, este texto não traz transcrições nem referências bíblicas, não é?
No entanto, o conteúdo tratado está relacionado a diversas passagens bíblicas (não transcritas nem referenciadas)...
Meu desafio ao leitor é: use os "Comentários" para identificar e referenciar as passagens bíblicas às quais este texto aborda. Domingo que vem estarei conferindo os comentários e acrescentando todos os versículos bíblicos que me baseei para escrever esta mensagem!
(Aliás, será que consegues, também, embasar - ou justificar - este meu "desafio" biblicamente? Resposta no próximo domingo!)

Que o Amor de Deus, a Paz de Cristo e a Unção do Espírito Santo seja abundante sobre ti e sobre tua casa, em Nome de Jesus!
Abração!

0 Comentários em "Ingenuidade das Galinhas"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10