Dicas para controlar as finanças



Por: Camila Scherrer




Olá pessoal!
Fim de ano chegando,época de comprar presentes, de grandes liquidações, promoções, festas, viagens...e com isso muita gente acaba o ano no vermelho, com dívidas, prestações atrasadas,financiamentos e reformas com juros altíssimos, entre outros probleminhas ocasionados pela falta de dinheiro, ou quem sabe, uso incorreto do mesmo!
Pensando nisso, procurei algumas dicas que serão capazes de fazer nosso precioso dinheirinho render um pouco mais, ou até mesmo ser melhor aproveitado nesse fim de ano.
Assim você não perderá a cabeça quando a fatura do cartão ou o extrato do banco chegarem no final do mês

Aprenda a se controlar e ser dona(o) da sua vida financeira também!



Dicas para controlar as finanças


Cartão de crédito, cheque pré-datado, liquidação... Essas palavrinhas parecem deixar tudo tão simples e barato, não é? Até a hora de pagar a fatura, cobrir o cheque ou perceber quantas coisas baratinhas você comprou no final do mês.
Apesar da fama as mulheres são mais controladas do que os homens.
Algumas mulheres são compulsivas, claro, mas, no geral, são mais controladas. Às vezes, agem por impulso e cedem a uma promoção... Mas o que falta mesmo para todo mundo é planejamento. Veja a seguir diversas dicas para controlar suas finanças :

- Não dá certo deixar as contas na cabeça. Coloque tudo no papel e faça um balanço financeiro. Assim, a pessoa tem mais consciência dos gastos e pode analisar o que tem para pagar. Você vai ter uma surpresa quando notar a quantia que gastou com coisas que não precisava..

- Não descarte as notas fiscais e comprovantes do cartão. No final do mês, sente-se com uma calculadora e faça as contas, inclusive dos pequenos gastos com o cartão de débito.

- Pare de se enganar com os cheques pré-datados. Afinal, uma hora eles caem. O mesmo vale para os cartões de loja, de crédito e carnês, que parecem oferecer parcelas pequenas mas, somadas, formam uma grande dívida.

- Liberte-se da escravidão do limite de crédito. Pare e pergunte-se: eu quero ser livre ou quero ser escravo? Sente-se e planeje como cobrir o débito no banco. Corte todos os supérfluos. Não tem jeito: você terá que abrir mão de algumas coisas para sair do buraco. Use o 13º ou um dinheiro extra para pagar dívidas. Se você não consegue se controlar tome uma atitude drástica pedindo ao gerente que cancele o limite de sua conta.

- Não fique contando com renegociações do banco. Fazendo isso, o cliente entra para a lista negra: perde direito a talão de cheques, limite e cartão de crédito, que são importantes, se forem bem utilizados.

- Cuidado com os seus sonhos. Mesmo tendo dinheiro para mudar para um apartamento maior ou comprar um carro novo, pense que você terá outros encargos: IPTU, condomínio, IPVA, seguro do carro....

- É verdade: os impostos são altos e o salário pode ser baixo, mas isso não é motivo para você gastar. Certas coisas você não tem poder para mudar. Então, não adianta ficar justificando. Viva com o dinheiro que você tem.

- Cuidado com as promoções. Conheço uma lenda de uma moça que encheu um carrinho de alfaces, que estavam a 1 centavo. Sim, estava muito barato. Mas ela vai comer um carrinho de alface? Por mais que seja barato, veja se você realmente precisa daquilo. Entendeu?!

- Reserve uma verba para extravagâncias. Se você gosta de gastar, calcule o quanto você pode por mês. Deixe um cartão só para esses gastos, com um limite, por exemplo. Esse a pessoa pode torrar, pois já estava planejado.

- Cuidado com a frase "eu mereço". Você não pode merecer coisas caras todo dia. É muito mais prazeroso você comer em um restaurante caríssimo de vez em quando, sem culpa, do que comer sempre, com culpa.

- Não faça parcelamentos justos ao seu salário. Tenha uma margem de segurança e reserve um percentual para imprevistos. O maior perigo dos parcelamentos grandes são as surpresas. Você não sabe se, ao longo daquele financiamento, precisará de dinheiro.

- Lembre-se que pessoas endividadas são desagradáveis. Ficam nervosas, pois não têm dinheiro para nada. Os amigos ficam tímidos de falar de compras perto delas, não as convidam para sair, pois sabem que não podem gastar... Não queira ser assim.

- Pare de achar que tudo é barato. Quando a gente não dá valor, economiza. Quando for gastar, compare com o mercado; mesmo que lhe pareça uma pechincha, pesquise.

- Fique de olho no supermercado. Alimentação boa é barata, caras são aquelas comidas industrializadas que fazem mal. Se você se alimentar melhor, poupa dinheiro e tem mais saúde. Vale, por exemplo, comprar um sabão dois reais mais barato. Parece pouco, mas somando todos os itens que precisam ser comprados, a diferença é grande. Além disso, compre sempre nas quantidades certas.


FONTE: http://delas.ig.com.br



Espero que tenham gostado das dicas *-*
Até a próxima semana !
bjO


0 Comentários em "Dicas para controlar as finanças"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10