A Limeira Sobrecarregada


A Paz do Senhor, amados irmãos e irmãs!
Primeiramente, peço que me perdoem: este final de semana fiquei sem conexão com internet e não pude postar o texto no domingo, nesta coluna de "Mensagens"...
Peço perdão aos leitores e à equipe, e que aceitem a postagem no dia de hoje...
Quero contar uma história que aconteceu quando eu era um pré-adolescente e que, depois que me converti ao Evangelho, Deus usou para ministrar muito ao meu coração. Chamo-a de "A Limeira Sobrecarregada". É assim:
No terreno da casa de meu pai, em Guarani das Missões, havia uma limeira ("pé de laranja-lima"). A lima é geralmente uma fruta amarga, mas esta limeira era especial: produzia frutos adocicados e suculentos, enormes! A planta cresceu muito rápido, e logo começou a dar muito, muito fruto...! Se tornou um "arbusto" (árvore baixa), mas que carregava de frutos a cada ano mais e mais. Bom, todos os conhecidos de meu pai já sabiam que a "liemeira do Dr. Edzio" era especial! E meu pai sempre comia seus frutos como sobremesa... Só que um ano, isso era final da década de 90, houve uma tempestade, com muitos ventos... Como a limeira era um arbusto frágil, o peso dos frutos associado com o chacoalhar dos frágeis ramos, resultou que o caule, o tronco da árvore partiu. Ainda restaram os frutos que estavam no pé, que puderam ser colhidos... Mas nunca mais a árvore cresceu: morreu após isso. Meu tio comentou que o caule da árvore era muito frágil, por não ter sido podado, e por isso não resistiu o peso dos frutos quando submetido aos ventos...
Muitos anos mais tarde, tendo aceitado Jesus com Senhor e Salvador pessoal, me deparei com o versículo sobre a Videira e os Ramos (Leia: João 15.2), em que Jesus diz que os ramos que dão frutos precisam ser podados, para que possam dar mais frutos... E neste mesmo texto, versículos adiante, Ele diz que Ele próprio nos escolheu para darmos frutos e nossos frutos permaneçam. Imediatamente, lembrei da limeira do meu pai: não fora podada quando nova, e apesar de dar frutos, sucumbiu ao vento e ao peso dos próprios frutos, porque é a poda que fortalesce o tronco...!
Quando começamos caminhar com Cristo, apesar de buscarmos na Palavra e procurarmos mais e mais intimidade com o Espírito Santo, é comum passar com algumas ansiedades. São ansiedade humanas, a respeito de bênçãos que desejamos, ou de ministérios com os quais sonhamos... E muitas vezes, nos sentimos frustrados - ou até um pouco "ressentidos com Deus" - com o fato da bênção demorar tanto prá chegar... E justamente neste período de espera, passamos por lutas, o que muitas vezes nos aborrece mais ainda...
Agora, pensa comigo: quem sabe a bênção esperada, o ministério sonhado, a resposta que desejamos, seja um "fruto" (uma laranja-lima). Deus não quer apenas nos dar este fruto por um tempo, mas quer que este fruto permança! A vontade de Deus é te abençoar permanentemente! Mas toda bênção traz responsabilidades...
Ex: Se ganhamos um carro, temos que ser capaz de pagar manutenção, gasolina, IPVA, essas coisas...! Não adianta ganhar um carro e não termos como sustentá-lo!
É o que acontece, às vezes, quando crescemos rapidamente, nos tornando "arbustos frágeis", em vez de árvores fortes! Corremos o risco de sucumbir ao peso de nossos próprios frutos: a bênção, os dons, o ministério... Por isso, antes de nos entregar o fruto, digo, a bênção, Deus nos "poda", para que nos fortalesçamos, para que estejamos aptos a administrar aquilo que desejamos receber. As lutas, as exortações, as disciplinas, o tempo de espera... Tudo isso é a poda de Deus, para que nossa estrutura se fortalesça, e possamos não apenas receber muitos e muitos frutos, mas ficar resistentes a temporais, e permanecer com os frutos produzindo!
Deus quer nos abençoar, mas não quer que "quebramos"! É claro que a "poda" é dolorosa! Dói ser podado! Mas não ser podado nos fragiliza!
Nesse pouco tempo de vivência, já soube de tantas pessoas que sucumbiram ao peso de seus frutos: ensoberbeceram-se com seus dons ministeriais, esbanjaram seus bens, afastaram-se de Deus após serem curados... Tantos e tantos casos de "limeiras sobrecarregadas" que sucumbiram ao peso de seus próprios frutos, na primeira tempestadezinha que enfrentaram! Se houvessem sido podados antes, ou se aceitassem ser podados, talvez não teriam jogado fora as bênçãos recebidas, e "quebrado" pelos ventos do mundo...
É... Infelizmente temos uma "desvantagem" em relação à limeira, ou à videira: as plantas aceitam passivamente ser podadas... Mas o ser humano não! Resiste à poda, e até tem o direito de fugir dela... Muitas pessoas fogem, resistem e rejeitam a poda de Deus em suas vidas, e colhe como conseqüência o amargo sabor da "quebra"... Já aqueles que suportam a dor de serem podados, colherão frutos permanentes no futuro, e serão fortes contra as tempestades do dia-a-dia...
Percebo pelo menos 3 maneiras diferentes de Deus nos podar:
1)Pela Palavra de Deus: ao confrontar o que Deus revela na Bíblia com nossa vida, refletindo e avaliando-nos a nós mesmos, podemos descobrir o que está errado em nós, e tomarmos uma atitude de mudança, pedindo que o Espírito Santo nos ajude nessa atitude. É a forma menos dolorosa de ser podado, a mais doce, mas infelizmente a menos praticada;
2)Quando a pessoa não consegue receber a poda de Deus pela Palavra, Deus usa uma autoridade espiritual: um pastor, um profeta, alguém que exorte a pessoa quanto aos seus maus caminhos e o oriente a mudar de vida. Essa poda é mais dolorosa que a primeira, pois fere o ego, o orgulho, nos faz sentir envergonhados e, as vezes, até ressentidos. Mas se aceitarmos a exortação de nosso líder, e mudarmos de atitude, evitaremos de ser "quebrados" pelos ventos;
3)No entanto, se não ouvirmos a Palavra, nem a autoridade espiritual que nos exorta, Deus usa um instrumento doloroso: o próprio satanás! É estranho dizer isso, mas é verdade: as vezes, satanás (não sei se ele sabe disso ou não) é um instrumento de Deus para nos podar. Foi assim até com Jesus, em Mateus 4, é é assim quando a pessoa não acolhe a Palavra, nem a exortação, e atrai maldições e luta espiritual sobre sua vida. É sem dúvida a maneira mais dolorosa, mais vergonhosa e quase devastadora! Tenho certeza que Deus reluta muito em usar essa maneira de poda, porque Ele nos ama e sofre com nosso sofrimento... Mas Deus tem por prioridade nossa salvação e nosso crescimento espiritual! Se para isso ele tiver que nos quebrantar, usando o diabo para quase destruirmos, Ele pode até fazer! Não creio que é o que Ele quer, ou goste... Mas a escolha é nossa: A Palavra, o nosso líder ou satanás! De um jeito ou de outro, Deus vai nos podar, para que possamos cescer e receber a bênção!
Ao receber uma poda, a pessoa pode se corrigir, abrir os olhos, mudar de atitude, firmar novo propósito e provocar a bênção em sua vida... Algumas pessoas ao serem confrontadas pela Palavra, se magoam, se ressentem, e fogem. Outras, agem assim quando são exortadas por seus líderes. Algumas, infelizmente, sucumbem quando enfrentam lutas que o inimigo traz...
Mas mesmo as que não aceitam a poda de imediato, se tiverem tempo de se arrependerem e se humilharem perante ao Senhor, reconhecer seus erros, desejar de coração mudar, Deus começa a agir, pois Seu coração está perto dos quebrantados (Leia: Salmo 34.19).
O tempo de espera de sua bênção é uma poda! Aceite e suporte!
A Palavra de Deus que te confronta é uma poda! Aceite e suporte!
A exortação de teu líder é uma poda! Aceite e suporte!
Cuidado! Não rejeite essas podas, porque senão quem poderá te podar é o próprio satanás, e ele não terá misericórdia!
Mas se aceitares desde já essas podas que Deus coloca em tua vida, tenha certeza que o Espírito Santo vai te dar crescimento e fortalescimento! E quado tua bênção chegar, estarás capacitado a administrá-la, para que ela permaneça, cresça e produza mais bênçãos!
Agora, se escolheres rejeitar a poda, negando a Palavra, a liderança, o tempo... a escolha é tua!
Deus coloca à tua disposição a bênção e a maldição! Escolha, pois, a bênção (com as podas) e viva! (Leia: Deuteronômio 30.19)
Não seja uma limeira sobrecarregada! Deus não quer que tu te quebres ao vento!
Mude teu jeito de pensar, de sentir, de agir e deixe que a Vontade boa, agradável e perfeita de Deus se cumpra em tua vida! (Leia: Romanos 12.2)
Ficque na doce Paz de Nosso Senhor Jesus!

2 Responses to "A Limeira Sobrecarregada"

  1. Que palavra preciosa Ev. Danielson. Deus te abençoe muito e seja aumentada sua sabedoria para colocar com tanta graça as palavras que DEus te lhe dado.
    Quero pedir a permissão para postar esta palavra em meu blog, e convida-lo a conhecer tbem um espaço que tenho usado para divulgar o reino de Deus.
    Obrigada, por sua palavra.
    Deus te abençoe muito.
    pastoraqueila.blogspot.com
    Te espero la, e aguardo a confirmação de sua autorização para a postagem dessa palavra!
    Grat.
    Pra. Queila

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS