Humor na Bíblia - Parte IV

Por Eliézer Rodrigues.








Eita lá! Eita lá! Eita lá!
Conforme dito anteriormente, eu voltei \o/
Agora pra postar a 4ª parte do nosso artigo sobre o humor bíblico. Temos visto situações interessantes e cômicas descritas na Bíblia Sagrada, todas porém com um profundo e relevante ensinamento para nossas vidas.
Hoje veremos algo bem comum também nos dias de hoje. Normalmente vemos as pessoas darem desculpas ante algumas situações do nosso cotidiano, também vimos algumas pessoas armando contra outras [eu que o diga] de forma bem comum. Mas enfim...veremos essas situações a partir de agora.

*****************************

"Sim, mas... Bem, eu... É, que..." - Ambiguidades, desculpas esfarrapadas e artimanhas.

O humor oriental aprecia muito a engenhosidade, esperteza, "inocências" e astúcia. A Bíblia está recheada de passagens nesse sentido: de Jacó - que uma e outra vez "passa a perna" a Esaú (e é, por sua vez, ludibriado por Labão) - a Davi - que aproveita o momento em que Saul está fazendo suas necessidades e lhe corta a ponta do manto -, passando por José que esconde a taça, até o próprio Cristo, que, numa parábola, chega a louvar a argúcia do infiel mordomo, hábil negociador (Lc 16, 8).

Na categoria "desculpas esfarrapadas" - inaugurado já desde o começo da história humana por Adão e por Eva -, o vencedor é Aarão. Moisés subira à montanha (Ex 24 e ss.) para receber detalhadas instruções de Deus (que incluem não só as tábuas da lei, mas até pormenores sobre o modo de vestir dos sacerdotes), deixando Aarão encarregado do povo. Vendo que Moisés tardava (Ex 32) - a ausência durava já quarenta dias e quarenta noites -, o povo pede a Aarão que lhes faça um deus. Aarão faz uma grande coleta de ouro e - abominação suprema! - fabrica um ídolo: o bezerro de ouro - ao mesmo tempo que, ambiguamente, proclama uma festa para Deus (!?).

Moisés, ao saber da orgia idolátrica, desce enfurecido, quebra as tábuas da Lei, destrói o ídolo e interpela a Aarão, que responde : "Eles queriam um deus, deram-me o ouro, eu o lancei no fogo e saiu este bezerro".

Intrigante é também a atitude do faraó, diante da horrível praga das rãs, que infestavam todo o território do Egito: havia rãs na casa, no quarto e até na cama do faraó (Ex 8).

O faraó, desesperado, chama Moisés e Aarão: "Rogai a Deus que afaste as rãs de mim e de meu povo, e deixarei teu povo partir". Moisés, como bom semita - talvez desconfiando da seriedade da promessa do faraó e para firmar bem os termos do contrato - faz a surpreendente pergunta (como se se tratasse de algo não urgente, digamos, como o conserto de uma bicicleta ): "Digna-te dizer-me quando deverei rogar a Deus para afastar as rãs".

Mais surpreendente ainda é a resposta do faraó (reveladora da falta de convicção em sua intenção de deixar os judeus saírem): "Amanhã!".

***********************************

Bom, galera... dessa parte do texto, fico com a história de Aarão e o bezerro que SAIU quando ouro foi colocado no fogo. Incrível a desculpa esfarrapada de Aarão como que dizendo que aquele bezerro de ouro surgiu do nada, querendo isentar-se da culpa por ter contribuído para que o povo idolatrasse aquela estátua e ainda apregoar um festa ao Senhor.

Nos dias atuais não é muito diferente. Muitos de nós temos idolatrado várias e várias coisas. Diz-se que idolatria é tudo aquilo que toma o lugar de Deus em sua vida, seja cantores, preletores, autoridades espirituais...tanto quanto esportes, internet e diversas outras coisas.

Não é difícil vermos gente adorando mais a cantores do que ao próprio Deus. Não é dificil vermos pessoas tendo mais tempo pra internet do que para uma intimidade com Deus. E também não é dificil vermos as pessoas usarem tais atos e dizerem que estão adorando à Deus, quando na verdade toda exaltação está sendo dada ao cantor X, ao preletor Y.

Quando a Bíblia diz: "Guardai-vos dos ídolos.", ela não se refere somente às imagens de esculturas, mas a todas essas coisas citadas acima. Enfim, não vou me prolongar no assunto.

Que possamos render todo louvor, honras e glórias somente ao Senhor...E que nosso tempo seja bem distribuído e dedicado à Deus e a sua obra.

Por hoje é isso, amados! Volto na semana que vem com a última parte desse estudo, ou não... continuo correndo o risco de ser demitido. Com 4 meses já tenho direito ao seguro-desemprego? [:P]. Ahora me voy, tomarei meu café descafeínado e descansarei meu corpo cansado.

Que Deus nos abençoe grandemente e nos guarde sob suas potentes mãos!

0 Comentários em "Humor na Bíblia - Parte IV"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10