Humor na Bíblia - Parte III

Por Eliézer Rodrigues.








Eita lá! Eita lá! Eita lá!
Eu havia prometido voltar no domingo, mas como conseguimos um novo escritor para a coluna Mensagens, deixei todo o espaço aberto à ele. Porém, olha eu por aqui hoje ^^
Hoje, continuarei com a 3ª parte do humor bíblico... no decorrer dos dias estarei postando as demais partes. No fim, serão 5 partes desse interessante estudo feito sobre o humor nas entrelinhas da Bíblia Sagrada.
O que veremos a partir de agora é uma das passagens mais interessantes e engraçadas descritas na Bíblia Sagrada.

***************************

"Cantando a jogada" - A fúria do rei.

Um interessante episódio bíblico envolve a temível - e, como veremos, por vezes, previsível em detalhes - realidade da ira do rei. "Como rugido de leão é a indignação do rei" (Pro 19, 12), adverte a sabedoria vetero-testamentária. E repete, complementando: "Como rugido de leão é a indignação do rei, o que a excita prejudica-se a si mesmo" (Pro 20, 2). E ainda: "O furor do rei é mensageiro de morte; mas o homem sábio o aplaca" (Pro 16, 14).

Se estas advertências se aplicam aos reis em geral, elas valem, particularmente, para o rei Davi, "homem de guerras" e, quando irritado, "semelhante a uma ursa privada de seus filhotes" (II Sam 17, 8).

Assim, referindo-se ao mensageiro que lhe trouxe a notícia - aparentemente boa - da morte de Saul, Davi diz: "Aquele que me anunciou a morte de Saul acreditava ser portador de uma notícia alvissareira; eu o agarrei e matei em Siceleg, em retribuição pela sua 'boa nova'" (II Sam 4, 10).

Não é de estranhar, portanto, que não seja fácil encontrar um voluntário para relatar a Davi (que tinha ficado em Jerusalém) as pesadas perdas de seu exército, comandado por Joabe, no assalto a Rabá. Joabe, ao confiar ao mensageiro o relatório da desastrosa batalha, adverte-o: "Ah! não liga não, pode ser que o rei fique enfurecido e estoure...". Esta simulada incerteza é puro artifício psicológico (para não assustar demais o rapaz): Joabe conhece muito bem o rei e sabe perfeitamente até como ele vai explodir. E, para tranquilizar o mensageiro, já o previne exatamente de quantas e quais vão ser as críticas de Davi, da ordem em que o rei irá desfiá-las e até dos exemplos - "lembra aquela velha história do Abimeleque?" - de que o rei vai se valer em seu acesso de fúria. - Ele vai ficar furioso e vai perguntar: "Por que vos aproximastes da cidade para lutar? Não sabíeis que iriam atirar do alto das muralhas? Quem matou Abimeleque, o filho de Jerobaal? Não foi uma mulher que lhe atirou uma pedra de moinho, do alto da muralha e ele morreu, em Tebes? Por que vos aproximastes da muralha?" (II Sam 11, 18-21). - Não precisa se preocupar, eu conheço o chefe. Deixa-o acabar de falar e aí você dá a notícia boa para ele: "Urias também morreu!". Pode ficar tranqüilo que, quando você disser isto, ele vai se acalmar.

Joabe acertou em cheio. Ao ouvir o detalhado relatório, Davi explode com o mensageiro, repetindo - ao da letra - tudo o que Joabe tinha previsto: "Por que vos aproximastes da cidade para lutar? Não sabíeis que iriam atirar do alto das muralhas? Quem matou Abimelec, o filho de Jerobaal? Não foi uma mulher que lhe atirou uma pedra de moinho, do alto da muralha e ele morreu, em Tebes? Por que vos aproximastes da muralha?" (II Sam 11, 22). O mensageiro, apavorado, ainda esboça umas desculpas esfarrapadas mas, por fim, emenda: "Ah!, Urias morreu também". É a palavra mágica: Davi, imediatamente se tranquiliza, dá uns tapinhas nas costas do rapaz e manda-o dizer a Joabe: "Não te preocupes com esse caso: a espada devora tanto num como no outro lado" (II Sam 11, 25).

************************

Bueno, gambazada véia....vimos então essa interessante história, como Joabe previu as atitudes de Davi e também a tranquilidade [e podemos dizer tbem: a alegria] do rei ao saber da morte de Urias. Vimos mais adiante, no capítulo 12 do mesmo livro, que o profeta Natã repreende a Davi por ter 'matado' Urias e principalmente por ter ficado com a mulher dele, Bate-Seba. Por fim, o fiho nascido desse pecado, acaba morrendo e Deus fala que a espada nunca iria se apartar da casa de Davi.

Olhem a consequencia do pecado! A Bíblia nos diz que "O salário do pecado é a morte..", e assim é.

O pecado nos paga diariamente com a morte. Vai nos matando espiritualmente dia após dia, até por fim nos tirar de forma permanente da presença do Senhor, visto que nossas iniquidades nos separam de Deus, levando-nos, lá no fim, à morte eterna.

Enfim... o texto pode ser interessante, engraçado ou talvez cômico, porém nos trás uma mensagem ligando diretamente o pecado à morte. Mas... que Deus tenha misericórdia de nós e nos dê sabedoria e graça, nos blindando contra o pecado e suas consequencias.

É isso aí, pessoal... amanhã volto com a 4ª parte, ou não... Ainda corro o risco de ser demitido. Mas agora me vou, ou como diriam nossos hermanos latinos: "Ahora me voy"... tomar meu café descafeínado e descansar esse meu corpo cansado.

Fiquem todos na paz do Senhor e que Deus vos abençoe poderosamente!

0 Comentários em "Humor na Bíblia - Parte III"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TEXTOS MAIS ACESSADOS