Testemunho de Sara Sheva

Por Carol Albini



Olá!!! Essa semana estarei cobrindo a ausencia da Babi, que é a redatora desta coluna... Busquei para nossa edificação o testemunho de uma 'ex-celebridade' secular que se converteu ao evangelho. Antes de julgar este testemunho, leia até o final e veja que Deus realmente fez uma obra gloriosa na vida desta jovem.

VAMOS CONHECER AGORA, O TESTEMUNHO DE SARA SHEVA, FILHA DE PEPEU GOMES E BABY DO BRASI
L E EX-INTEGRANTE DO TRIO SNZ.
Sara Sheeva nasceu nos bastidores da fama. Como filha mais velha de Pepeu Gomes e Baby do Brasil a cantora acompanhou de perto todos os percalços da fama secular. Na carreira musical, Sara juntamente com suas irmãs fundaram o grupo musical SNZ. Obtendo sucesso de público e crítica o grupo ganhou entre muitos prêmios, o Multishow “ Revelação” de 2002. No auge da fama, Sara causou grande furor na mídia ao deixar o grupo — este ano, para dedicar-se a obra evangelística.
Em entrevista ao Jornal da TV Gênesis a cantora causou grande impacto ao dizer para o jornalista Marcelo Aguiar que seus antigos CDs — do grupo SNZ, deveriam ir para a fogueira. Pois de acordo com sua opinião, todo cristão autêntico não deve escutar música do mundo, pois, esta contém a influência do príncipe deste mundo — satanás.
A cantora revela de uma forma pragmática como foi sua conversão a Cristo e também qual é sua opinião sobre cantores cristãos que comportam-se como estrelas ou celebridades.
Confiram:
Sara, como foi sua conversão?
Há seis anos atrás me converti, tive uma experiência muito forte com Deus. Em primeiro lugar não acreditava na existência do diabo. E certo dia ele apareceu para mim vi na luz do dia - e quase morri. Zombava dos crentes, mas notei que as histórias da Bíblia eram verídicas. Com isto comecei a orar e buscar a face de Deus. Durante duas semanas eu orava todos os dias em meu quarto, quando Jesus apareceu sobrenaturalmente. Mostrando-me que Ele era Deus e que a Bíblia toda era uma verdade. A partir daquele momento converti ao Senhor dos Exércitos!
Como foi sua infância ao lado de dois ícones da música popular brasileira — Pepeu Gomes e Baby do Brasil?
Fui criada com muito carinho pelos meus pais, com muito amor. Mas como na maioria de todos os pais eles erraram muito. Não existe ninguém perfeito. A única pessoa perfeita é Jesus. Fui criada sem nunca ter lido a Bíblia. Era mística, esotérica, cadercista...Também fui ligada com a paranormalidade por 10 anos. Tive muitas experiências desde pequena com o reino das trevas. Mas eu e minha família achávamos que fosse Deus.
Como começou sua carreira?
Eu e minha irmãs (Nana Shara e Zabelê) começamos a fazer um trabalho de backing vocal com minha mãe, e depois com o SNZ, obtendo grande sucesso. Mas chegou uma hora que não agüentava mais. Comecei a ficar infeliz. Deus me deu uma revelação, na qual a música secular O abominava. Porque a música secular não é consagrada a Jesus. Porque Deus criou a música para a adoração e não para dar prazer ao ser-humano. E as pessoas ficam escutando músicas do mundo achando que não tem problema nenhum. Pois esta ministra às pessoas o espírito deste mundo. Eu comecei a sofrer muito, pois sabendo disto tudo, cantava no SNZ. No início de 2002 tentei sair do grupo. Meus pastores pediram que eu ficasse, pois tiveram uma direção de Deus para que eu esperasse. E no início de 2003 consegui sair do grupo. Oficialmente consegui encerrar todos os meus contratos no início de 2003.
Quando estava no SNZ pôde evangelizar muitos artistas?
Era muito difícil falar de Jesus para estas pessoas. Pois ali dentro elas reprimem muito quando vêem você falar de Deus. Mas com o tempo sei que verei muitos frutos. Evangelizei algumas pessoas que ainda não frutificaram. Mas, por exemplo, uma pessoa que cito em meu próprio testemunho é o Tino, que era da Warner. Hoje é um homem de Deus. Ele grava pela Line Records. O Tino converteu-se através da minha vida. Também evangelizei de uma forma muito rápida o Rodolfo. Mas na realidade evangelizei muitas pessoas da classe artística que ainda darão frutos.
O que levou sua mãe para o evangelho?
A minha mãe ficou dois anos sem falar comigo quando eu me converti. Ela e toda minha família acharam que eu estivesse louca. Só que não desisti. Orei, guerreei pela vida dela... E a Palavra do Senhor diz o quê? Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa. Eu cri, fui e lutei e minha mãe se converteu. E depois que minha mãe se converteu, começou todo o processo em minha família e minha irmã Nana, ano passado aceitou a Jesus. Está em processo de restauração . Pois a quebra do “pedestal” de artista não é brincadeira. Também neste ano meu pai (Pepeu Gomes) aceitou a Jesus, freqüenta a Sara Nossa Terra da Barra — Rio.
Na sua opinião, como a liderança deve lidar com um artista, quando este se converte à Jesus?
A conversão do artista não é como a conversão de uma pessoa que trabalhe em outras profissões. O artista tem que ter seu ego quebrado com relação à glória deste mundo. Pois este tem o prazer de ser adorado no lugar de Deus. Isto é a Síndrome de Lúcifer. E infelizmente a liderança de muitas igrejas acaba ensoberbecendo o artista ainda mais. Colocam o artista no púlpito para ministrar. Quando na realidade deveriam estar ministrando a quebrar aquela pompa, aquele pedestal. Pois se você recebe um artista em sua igreja, mas não vai confrontando as coisas erradas, a pessoa acha que ser crente é ser tudo “normal”. E na realidade ser cristão é renunciar o mundo. Andar com Deus é andar contra o mundo. Existem vários artistas que acham que é normal viver no “mundão” e ser crente. Isto envergonha o Nome de Jesus. Tira a credibilidade da conversão dos artistas. Por isso que hoje em dia é muito difícil acreditar na conversão destes.
Qual sua opinião sobre o atual contexto da música evangélica?
Hoje Deus está dividindo a adoração da comercialização. Está vomitando as músicas das estrelas evangélicas. Pois a única estrela é Jesus! Deus está levantando uma geração de adoradores proféticos, homens que são adoradores sem face. Que não querem aparecer, mas querem que Jesus apareça neles. Em Nome de Jesus — Graças a Deus! Eu faço parte desta geração. Pessoas como a pastora Ludmila Férber, Santa Geração, Ministério Casa de Davi, Diante do Trono... E também outras pessoas que Deus está levantando. Como a própria Fernanda Brum. Deus está fazendo algo maravilhoso na vida dela. Hoje, realmente uma adoradora sem face que está abandonando toda a fama. E sei que Deus está fazendo uma revolução, pois a fama tem que ser revertida para o Nome de Jesus. Não para a glória de homens. Nós que somos da mídia temos que lutar contra este demônio, este espírito de soberba, vaidade que permeia o mundo gospel. Temos que lutar contra isto, e sei que Deus nos dará a vitória!
Sara, você conheceu bem de perto a fama secular. Portanto deve perceber que existem pessoas do meio evangélico que tentam transportar o fascínio e glamour do meio secular para o gospel. Qual sua opinião a este respeito?
Eu desde criança conheço muito bem a fama secular. Quando nasci, por ser a primeira filha de dois ícones da música popular brasileira meu nascimento foi anunciado em toda a imprensa brasileira. Durante toda minha infância eu e meus irmãos fomos temas de reportagem por sermos filhos de Pepeu Gomes e Baby Consuelo. Cresci, eu e minhas irmãs fundamos o SNZ, fizemos muito sucesso. Portanto, eu deixei o sucesso porque eu quis. Não preciso usar Jesus para obter fama. Pois na realidade deixei a fama secular para consagrar-se a Deus. E o mundo cristão não deve imitar o mundo secular no quesito “ sucesso”. Temos sim que fazer diferença como adoradores a um único Deus — Jesus Cristo.
Como é hoje seu devocional, sua vida de oração?
No meu testemunho eu costumo ministrar sobre o que eu vivo. E hoje vivo Mateus 6/6. “Quando orares entre em seu quarto, e fechando a sua porta ore a seu pai que o vê em secreto”. Quando fui ao Congresso do Diante do Trono, a Ana Paula Valadão foi usada para confirmar esta palavra. Eu já estava praticando todos os dias o lugar secreto. Mas na hora que cheguei no congresso e Ana Paula começou a ministrar. Ela perguntou: “Quanto tempo sozinho você passa com Jesus?”. Então Deus confirmou, e tenho questionado isto das pessoas. Como você pode ser um crente cheio, se você não tiver todos os dias um tempo sozinho com Deus. Porque ali quando você está sozinho com Deus é que Ele te ministra, te quebra, ministra teu coração, tua alma... Eu tenho vivido isto! Tempo de intimidade com Deus, tempo de qualidade com Deus.

Espero que tenha gostado e que esse testemunho possa edificar sua fé!!!
Se Deus quiser, semana que vem a Babi estará por aqui!
Beijos... Deus abençoe a todos!!!
Fonte: Site Sara Nossa Terra

0 Comentários em "Testemunho de Sara Sheva"

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10