Testemunho de Eliézer Rodrigues.

*******************************************

Por Márcia P.I.








Itajaí, Santa Catarina...Setembro de 1984
Cerca de um mês após a enchente que castigou o Vale do Itajaí e que deixou milhares de desabrigados, fui acometido por uma doença chamada difteria, tambem conhecida como crupe. Essa doença ataca garganta, nariz, traqueia e brônquios causando inflamações localizadas e levando a pessoa a morrer asfixiada na grande maioria das vezes. Imagine a sua garganta e seu nariz se fechando. Comer como? Respirar? Falar? Nem pensar!
Minha garganta se encontrava muito debilitada, não conseguia comer coisa alguma. Muitas das vezes eu comia algo e a comida não passava pela garganta...Acabava voltando tudo.
Eu tinha apenas 1 ano de idade e, levado ao hospital da cidade, logo fui internado e colocado no isolamento por se tratar de uma doença infectocontagiosa. Tudo quanto é tipo de aparelhos foram postos sobre mim...comecei a respirar apenas com a ajuda dos aparelhos. O médico olhava para minha mãe e dizia: "Vamos ter fé".
Nesse tempo eu nem conhecia mais minha mãe. Num determinado dia, durante o período da visita, ela olhou pra mim através do vidro que nos separava e eu, sem reconhecê-la, virei o rosto pro lado. Imagino o quanto isso deve ter doído nela.
E eu fui emagrecendo, emagrecendo e emagrecendo. Fiquei, como minha mãe costumava dizer, só em cabelo, pele e no osso.
Minha mãe durante todo meu tempo de internação, não se alimentou em momento algum. Não tinha forças pra mais nada, apenas pra ir todos os dias até o hospital me ver, mesmo sem dinheiro, ela ia caminhando da minha casa até o hospital, sempre na esperança de me ver livre daquela doença.
Certo dia, ela vinha chorando pela rua, quando passou em frente a uma livraria evangélica e ouviu uma canção. Ela continuou andando e pensou: "Que hino lindo!"...Na mesma hora uma voz falou que ela deveria pedir oração naquela livraria. Ela parou, olhou para os lados e como não viu ninguem, teve certeza que Deus falava com ela naquele momento.
Atravessou a rua e perguntou à atendente se eles pegavam pedidos de oração ali. A moça mandou-a entrar, pois nos fundos da livraria tinha um homem orando. Quando minha mãe entrou, o homem se levantou de onde estava e veio falar com ela. Ela explicou-lhe toda a situação e tudo o que estava acontecendo comigo. As palavras do homem foram as seguintes: "Vamos ter fé! Na semana passada, veio um casal aqui e pediu oração por sua filhinha que estava bem mal. Ontem eles estiveram aqui com a menina boa e saudável". Os dois oraram e depois da oração o homem olhou pra minha mãe e afirmou que eu não morreria.
Minha mãe voltou pra casa e horas depois foram na casa da minha vizinha ligar para o hospital, afim de terem notícias sobre mim. Lá no hospital a telefonista respondeu: "Não adianta mais ligar, ele já está praticamente morto!". Minha vizinha dizia que tinha dado uma reação em mim, mas que eu estava melhoram paulatinamente. Diversas vezes isso aconteceu, as notícias não eram boas e minha vizinha mudava a notícia, afim de não desanimar minha mãe.
Ela foi no hospital no dia seguinte e...eu estava pior. E ia piorando dia após dia.
Certa feita, mamãe chegou em casa e minha avó veio perguntar sobre minha situação. Ela disse: "Ele está morto! Essa doença deveria ter dado em mim, mas foi dar logo num anjo". Minha avó balançou a cabeça de forma negativa e disse: "Não seja contrária à vontade de Deus, minha filha. Se Deus usou o irmão e disse que ele não vai morrer, ele não vai morrer!"
Num certo dia, minha mãe estava debaixo de um limoeiro e ouviu novamente aquela voz que tinha falado com ela na frente da livraria: "Isso é uma prova!".
Voltando ao hospital, eu me encontrava pior. Não havia nenhum sinal de melhoras e a probabilidade disso acontecer era mínima.
Minha mãe tinha conquistado a simpatia das enfermeiras e permitiam ela ficar 10 ou 15 minutos além do horário normal para os visitantes. Numa dessas visitas, uma enfermeira a chamou e disse: "Olha lá! Acho que o menino da difteria tá melhorzinho! Veja como ele brinca com a mangueirinha do soro!". Minha mãe logo correu e olhou pra mim através da vidraça. No momento em que olhei pra ela, lágrimas começaram a rolar no meu rosto, não emitia som algum, devido a garganta ainda estar apanhada e sem voz. Mas ali Deus começava a realizar um grande milagre.
Desse dia em diante, a cada dia que mamãe ia me visitar, eu estava fora de um aparelho. Fui melhorando gradativamente, até o dia que passei a respirar por conta própria. Visto que a doença estava sendo curada, já permitiram minha mãe entrar no quarto onde me encontrava, ela já pôde me pegar no colo...Até o dia que recebi alta e pude voltar pra casa.
Quando foram me tirar do hospital, o médico olhou pra minha mãe e disse: "Se existe milagre, o que aconteceu com esse menino foi milagre! Pois um dia, quando a enfermeira foi colocar o soro nele, percebeu que ele estava morto... Pouco tempo depois, ele voltou a viver de forma inexplicável"
Graças ao bom Deus, não era isso que Ele queria e depois de 21 dias internado naquele hospital, voltei para casa. Deus queria provar mais uma vez que ele é o mesmo Deus que curava no passado. Pela sua infinita misericórdia e poder, fui curado e hoje posso render louvores àquele que um dia me tirou das garras da morte. Glória pois a Ele eternamente...amém!

10 Responses to "Testemunho de Eliézer Rodrigues."

  1. Poxa, dessa histório do Eli eu não tinha ciência
    Nossa, como as coisas acontecem de forma tão significativa em nossas vidas!

    Provas, obstáculos.. tudo, absolutamente tudo o que acontece nas nossas vidas são apenas para que provemos á nós mesmos a capacidade de superação e determinação que Deus nos deu.
    Em todo momento de nossas vidas há aquele que queremos abrir mão de tudo, até mesmo de nossas vidas, mas o importante é nos mostrarmos confiantes. "Nos fortalecer nas nossas fraquezes, na fraqueza que sou forte"

    Eli, parabéns pela sua história e parabéns Márcia por redigir esta coluna

    DTA
    And here we go again!!
    Beijos da Samurai

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito bom poder ler historias como essa, onde vemos o nosso Deus operando maravilhas, e permitindo q o Eliézer vivesse, para que pudessemos conhecer esse cara nota 10!!! Valeu pelo texto, tá otimo!!

    ResponderExcluir
  3. Louvado seja Deus que é o mesmo ontem, hoje e eternamente!!!
    Só Ele mesmo para fazer tais maravilhas!

    LééHh, que Deus continue abençoando a sua vida!

    Marcia... parabéns pela sua coluna!!!

    ResponderExcluir
  4. Edificante o testemunho

    Deus é Bom!

    ResponderExcluir
  5. hsauhsuahsuhsua, me divirto lendo os comentário do Eliézer. Adoro essa visão cômica que ele tem do mundo dos esportes. Ele deixa as notícias muito mais prazeirozas de serem lidas. Adorei, continue sempre assim. Bjão fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  6. Deus é fiel! isso não é novidade, mais jamais canso de dizer q Deus é maravilhoso! lindo mesmo seu testemunho Lehh.. que o Senhor continue te abençoando sempre!

    ResponderExcluir
  7. Paz a todos

    nossa ao ler esse testemunho não pude conter minhas lagrimas pois tudo que o Eliezer falou sei que é verdade, não sei se todos sabem + eu e esse rapaz crescemos juntos samos vizinhos e me lembro muito bem desse dia e a festa dos vizinhos quando ele retornou para casa só se falava que era um milagre de Deus olha que nessa epoca eu nem era convertido.

    Elizer tua vida e um milagre.

    abraço mano.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Glórias a Deus!! Ele é o nosso criador, nossa fortaleza, nossa vida, nosso tudo...
    Há pouco tempo comecei a ouvir os louvores do Eliézer e algo me impactou nas canções, me fizeram procurar saber de sua vida, seu testemunho.
    Como não poderia deixar de ser, aqui está mais um testemunho da fidelidade de Deus na nossa vida. Deus não nos abandona nunca. Ele é fiel!!!

    Que Ele derrame, ou melhor, continue derramando bênçãos sem medidas sobre a vida do Eliézer para que sua voz, seus louvores sejam instrumento de cura, de libertação, de restauração na vida de muitas e muitas pessoas... DEUS É TREMENDO!!!

    ALELUIAS!!!!

    ResponderExcluir
  10. Tremendo! Deus é Grande, Deus é Deus! Fiel é O que fez a promessa. Que o Senhor continue abençoando a ti, Eliézer, e a todos quantos forem alcançados por este testemunho!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar e dar sua opinião.
ELA É DE RELEVANTE IMPORTÂNCIA PARA NÓS!

Identifique-se, pois queremos estar sempre em contato direto com nossos leitores!

Obrigado por acompanhar, divulgar e orar pelo blog O Semeador!
Que Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus!

Blog Archive

TOP 10