Você que ouviu o louvor acima, pode convidar Rosangela Cristina para cantar em sua igreja ou congresso.

Basta entrar em contato e levar essa levita do Senhor para cultuar a Deus juntamente convosco e, temos por certo, que serão tocados pela unção e pelo mover do Senhor.

Contatos:

Fone: (49) 9992-5202
E-mail: rosinha_foustel@hotmail.com

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

PAI, CADÊ MEU CARRINHO?!

Arthur era um menino especial.

Não somente por sua inteligência acima da média, ou por sua incrível criatividade; algumas atitudes do pequeno garoto o tornava diferente da esmagadora maioria. O senso de responsabilidade e o fato de se colocar no lugar do próximo em situações relevantes, mostrava o quanto o menino de 7 anos parecia maduro e tinha uma mente avançada em comparação com outros meninos da sua idade.
É bem verdade que ele vivia sua infância como uma criança normal: corria, jogava bola, se sujava na areia... mas quando o assunto pedia seriedade, o pequeno garoto parecia que se transformava numa miniatura de adulto.

Certo dia ele brincava em um parque da pacata cidade onde morava e avistou algumas crianças brincando com carrinhos de madeira... Arthur encantou-se com aquilo!
Passou a observar os detalhes dos brinquedos e se maravilhava com a possibilidade de ter um daqueles. Em sua mente de criança, já se imaginava com vários carrinhos de madeira parecidos com os que as outras crianças estavam brincando.

Logicamente, quando o menino chegou em casa, correu para contar ao seu pai o que havia visto. Detalhou como eram os carrinhos, contou várias histórias envolvendo os brinquedos - bem verdade que ele também deu uma paparicada no pai - e depois resolveu pedir para que o pai fizesse um carrinho igual para ele.
Após ver a empolgação do filho e a vontade que o menino tinha de ganhar aquele brinquedo, o pai pediu que ele esperasse alguns dias, pois ia preparar um carrinho de madeira tal como o filho havia pedido.

O pai então, secretamente, começou a preparar o brinquedo para o filho. Enquanto Arthur, impaciente como a maioria das crianças, todos os dias perguntava ao pai se o carrinho de madeira estava pronto. Bastava o primeiro raio de Sol entrar pela janela e esquentar o rosto do menino, que Arthur pulava da cama e ia pedir ao pai que lhe desse o carrinho naquele mesmo dia. E assim se passaram algumas semanas... todos os dias Arthur pedia urgência em seu brinquedo, e todos os dias o pai mandava ele esperar só mais um pouquinho.

E finalmente chegou o dia em que o homem havia terminado seu trabalho e entregaria o carrinho para seu filho. Aquele dia se tornaria inesquecível para Arthur.
Arthur, que algumas vezes havia desanimado e até pensado que seu pai não lhe daria o brinquedo que pedira, chegou em casa depois de uma manhã de aprendizado na escola bíblica da sua igreja; e tal foi a sua surpresa quando o pai o chamou e lhe entregou um carrinho de madeira que fez os olhos do menino brilharem. O brinquedo era incrível; com mais detalhes do que Arthur conseguia descrever; muito mais lindo do que todos os outros carrinhos que Arthur tinha visto até então; se alguma vez alguém pudesse dizer que existia um brinquedo perfeito, era este que Arthur abraçava forte contra o peito e olhava como se fosse - e de fato, naquele momento era - seu bem mais precioso.
O carrinho de madeira ficou infinitamente mais lindo do que Arthur havia imaginado. O pai realmente havia caprichado no brinquedo.

Então Arthur, após pedir, ter que esperar e até ter desanimado, pôde desfrutar por muito tempo daquele brinquedo que ele tanto queria.



"Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos..." (Efésios 3:20)

Diversas vezes, nós crentes em Cristo Jesus, nos dirigimos ao nosso Pai Celestial com súplicas, pedidos e implorações. Somos especialistas em pedir pra Deus. Quando se trata de bens materiais, os desejos aumentam e a vontade de logo adquirir o que pedimos é grande.
Lamentamos, choramos e até desanimamos quando nossos pedidos demoram para ser atendidos; vivemos em um momento que tudo o que queremos, deve ser para ontem. Não gostamos de esperar.

Eu não sei o que você tem pedido pra Deus. Não sei em qual área tens insistido para que Ele te abençoe. Não tenho a menor ideia do tempo que estás esperando um determinado presente do Pai. Mas a Bíblia me faz entender, e aqui vou terminando minha brevíssima reflexão, que Deus sempre capricha naquilo que nos dá. Pode ter certeza que Ele não te dará algo "meia-boca".

Confie e espere o tempo de Deus! Ele continua trabalhando! Ele continua tendo o controle de todas as coisas! Ele continua dando o melhor para seus filhos.

Imaginas uma benção grande para teu lar, teu casamento? Ele pode fazer infinitamente melhor do que pensas!
Tens pedido incessantemente por prosperidade em todas as áreas da tua vida? Ele pode te dar mais do que pediste!
Queres um trabalho digno, onde consigas organizar tuas finanças? Ele tem o melhor nessa área para ti.

Não importa qual seja a tua petição; o Pai pode fazer infinitamente mais do que você tem pedido.
Não importa de que forma imaginas a tua bênção; Deus pode fazer abundantemente melhor do que tu pensas.

Confia em Deus e Ele realizará o desejo do teu coração... e ainda muito, muito mais além do que desejas.

No amor de Cristo,
Eliézer Sejač Rodrigues

domingo, 14 de dezembro de 2014

O BECO


Uma vez eu li que ''Em todo beco sem saída, existe uma passagem secreta.'' Foi aí então que eu comecei a me questionar: onde é que estava a minha passagem secreta? Comecei uma busca incessante a procura da minha passagem -afinal, eu já havia ficado muito tempo no beco- 
O beco me proporcionou momentos incríveis de sensações que eu jamais havia sentido, o doce que havia naquele beco não era igual a nenhum bolo da Sodiê, era um doce diferente, aquela luz do sol que vinha sobre o beco era uma das coisas mais lindas (ao meu ver, é claro.), muitos questionavam o porquê daquele beco, e eu simplesmente não sabia o que responder e nem como responder. Só sabia dizer que era naquele beco que eu queria estar, era aquele beco que fazia eu me sentir ''bem''; foi então que mais uma vez eu comecei a me questionar sobre o que era estar bem. 
E ah... Quando eu descobri que estar bem comigo era bem melhor do que estar no beco, foi quando descobri minha passagem secreta. O beco já não havia mais aquele doce de sempre, agora tinha um gosto amargo, que chegava a me dar enjoo; a luz do sol não tinha mais o mesmo efeito sobre aquele beco cheio de tralhas dentro. Descobri que o beco escondia muitas coisas, havia tanta coisa lá dentro que meu espaço estava começando a ficar pequeno... 
Eu na verdade, estava de aluguel ali. E nada mais decepcionante do que saber que seu lugar foi ocupado. Mas espera lá, há quanto tempo aquele beco estava cheio de coisas e eu não percebi? Ah, que boba eu... Como pensar que um beco tão escuro pudesse suportar a divina luz do sol por muito tempo? Não suportou. 
Eis que eu fui embora dali, não poderia convier naquele lugar... não mais. Não agora que eu havia encontrado minha passagem secreta. Agora se me perguntassem de novo se eu estava bem, eu iria poder responder com toda a verdade em mim que sim, eu estava realmente bem. 
E sobre o beco? Ah, ele não suportará muito tempo. E logo irá se auto destruir.

Jeniffer Alves

sábado, 6 de dezembro de 2014

SEJAMOS SÁBIOS ASSIM...



"Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém."(Apocalipse 1:4-6)


Muitas vezes tentamos justificar nossas falhas dizendo que somos fracos, limitados e tolos. De certo somos! Se não for a força, o poderio e a sabedoria de Deus em nossas vidas, somos os mais miseráveis e pobres dentre todos os homens. Mas Agur, o escritor do provérbio em destaque, nos chama a atenção para atentarmos e aprendermos a ser sábios com quatro pequenos animais: a saber, formigas, coelhos (querogrilhos, em outra tradução), gafanhotos e aranha (ou lagartixas). Vejamos então quais lições de sabedoria podemos tirar com estes...

As formigas são frágeis (pelo menos aos nossos olhos), e mesmo sendo pequenas, possuem a sabedoria em trabalhar durante todo o verão para garantir seu sustento para o inverno. Vemos então a necessidade de trabalharmos enquanto é tempo e não deixarmos as coisas para a última hora. Aprendemos também com as formigas que, embora pensemos que elas são fracas, na verdade são fortes (Apocalipse 3:8) tanto que carregam folhas e coisas que são muito mais pesadas do que elas, e que o esforço é algo primordial em nossas vidas.

Os coelhos são débeis, fracos, frágeis, quase insignificantes, mas existem algumas coisas que devemos atentar para eles: são extremamente observadores e vigilantes. Estão atentos a tudo e a qualquer movimento suspeito, são os primeiros a saírem correndo. (Provérbios 22:3)
Falando especificamente do querogrilho, trata-se de um pequeno coelho selvagem que, para se esconder dos predadores, construía sua casa nas fendas das rochas. Com sua casa construída na rocha, ele se mantinha a salvo das tempestades e dos predadores.

Os gafanhotos não possuem um rei que os coordene, porém eles sempre estão em bandos e sabemos muito bem do que são capazes. Um gafanhoto sozinho numa plantação não faz muito estrago, facilmente é capturado e nenhum esforço o salva; mas centenas de gafanhotos em unidade possuem um poder incrível. Vemos então a força que existe na união (Atos 2:44) e o quão bom é quando vivemos em unidade.

As pequenas aranhas (ou também a lagartixa) embora sejam fáceis de serem apanhadas, são bastante ousadas; Agur nos mostra elas estando, inclusive, nos palácios dos reis. Ousadia! É disso que precisamos; ousadia para falar da Palavra de Deus (II Coríntios 3:12). Mas, além de ousadas, esse pequenos animais não se esquecem do quanto são frágeis: aprendemos também acerca da humildade. (Mateus 11:29)

Portanto, sejamos sábios assim... 
Aprendamos com as formigas a sermos esforçados e a trabalhar enquanto temos tempo; (João 9:4)
Aprendamos com os coelhos a sermos vigilante e a construirmos nossas casas na Rocha, que é Cristo Jesus; (Lucas 6:48)
Aprendamos com os gafanhotos a sermos unidos e a vivermos em comunhão com nossos irmãos;  (Salmos 133:1)
Aprendamos com as aranhas a termos ousadia para anunciar a Verdade e humildade para reconhecer nossas fraquezas. (Filipenses 2:3)

E não sejamos sábios aos nossos próprios olhos, a ponto de nos gloriarmos nisso (Jeremias 9:23); mas lembremo-nos que Deus usa as coisas pequenas e loucas desse mundo para confundir as fortes e sábias. (I Coríntios 1:27) 



Em Cristo, a fonte de toda sabedoria pura, pacífica, moderada, tratável, misericordiosa, de bons frutos, imparcial e franca (Tiago 3:17)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Every Praise (Hezekiah Walker)

Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a Ele glória e poder para todo o sempre. Amém. (Apocalipse 1:4-6)

Eita lá! Eita lá! Eita lá!
Com grande satisfação e alegria, venho lhes informar que "O Semeador" voltou!
Embora a vida ande bastante corrida com trabalho secular e vida ministerial, eu me comprometo a diariamente escrever algo para vocês durante todo o ano vindouro.

Por hoje, apenas para dar o "pontapé reinicial", deixo convosco uma linda canção do Hezekiah Walker, chamada "Every Praise".
Espero que você tenha o mesmo sentimento que tive ao ouvir essa canção:

"Todo louvor é para o nosso Deus
Cada palavra de adoração em uma só concordância
Todo louvor, todo o louvor é para o nosso Deus."







Que Deus vos abençoe, em nome de Cristo Jesus!


Eliézer Sejač Rodrigues

sexta-feira, 27 de junho de 2014

O Deus da montanha é o mesmo no vale.

Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;
E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,
E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a Ele glória e poder para todo o sempre. Amém. (Apocalipse 1:4-6)


Eita lá! Eita lá! Eita lá!

Estive meditando esta semana sobre lutas, dificuldades, bonança e a posição que Deus ocupa em cada uma dessas situações; desejo rapidamente compartilhar convosco.
Espero que Deus fale ao teu coração, assim como falou ao meu.

O homem de Deus foi ao rei de Israel e lhe disse: “Assim diz o Senhor: ‘Como os sírios pensam que o Senhor é um deus das montanhas e não um deus dos vales, eu entregarei esse exército enorme nas suas mãos, e vocês saberão que eu sou o Senhor’ ” (I Reis 20:28)

Após Israel vencer os sírios nas montanhas, o povo inimigo pensou que no vale a coisa seria diferente. Se Deus fosse poderoso apenas na montanha, seria fácil derrotar Israel no vale. Mas Deus provou ser Deus também no vale e Israel venceu outra vez o inimigo.



Comumente nossos pensamentos são semelhantes ao dos sírios: quando estamos nas montanhas ou quando estamos por cima, tudo é prazer, tudo é tranquilidade e tudo nos satisfaz; louvamos a Deus e temos prazer em render-lhe glórias.
Mas parece que quando descemos ao vale, quando as coisas começam a declinar, começamos a nos lamentar e até perdemos a fé.

Eu sei que é difícil passar por determinadas situações, mas o Espírito Santo me impulsiona a te dizer que o Deus da montanha é o mesmo no vale! Quando as coisas parecem que vão dar errado, quando tudo parece ser desfavorável, Ele nos dará o seu auxílio.
Quando estivermos no mais profundo vale, podemos ter a certeza que Ele estará conosco, pelejará em nosso favor e a vitória será nossa, pela força do Senhor!

No amor de Cristo, que é Deus em toda e qualquer situação

Eliézer Sejač Rodrigues

quarta-feira, 25 de junho de 2014

La Copa del Mundo es nuestra!!

Eita lá! Eita lá! Eita lá!
E digo mais: Eita lá!

Ladies and gentlemans, após longas e merecidas férias, eu voltei \o/


E ao afirmar que eu escreveria algo para O Semeador hoje, me perguntaram se o blog voltaria a trabalhar a todo vapor. Bom, amigo... por enquanto vejo pequenos sinais de fumaça fumegando por aqui, mas a intenção é que em breve estejamos indo de vento em popa.

Fiquei imaginando qual assunto seria tratado hoje e, logicamente, a Copa do Mundo é uma boa ideia de assunto: Engraçado, polêmico e cheio de belas histórias.

Começamos com a polêmica hashtag #NaoVaiTerCopa. Incluo essa como umas das grandes mentiras da humanidade. Lembrei-me de pessoas falando: Nem Deus afunda o Titanic, ou, Wolrd Trade Center jamais cairá.
Escuta aqui, meu querido... Tá tendo Copa sim e, dentro de campo, está sendo a melhor Copa que já assisti. Fora de campo é outra coisa, estádio na selva, zoação com os turistas e todo o problema da estrutura tupiniquim é um caso a parte e entra na parte polêmica do assunto.


Vejamos então o que aconteceu com algumas das principais seleções do paneta bola: O Irã... calma, vamos falar do Irã mesmo? Ameaçaram algum atentado contra o escritor para começar justamente pelo Irã?

Okay! Deixemos o Irã de lado e falaremos sobre a anfitriã, a Seleção do Neymar, ops... do Brasil. Jogamos duas partidas medíocres e uma boa partida contra a toda poderosa seleção de Camarões, do temido craque... Bom, depois eu lembro o nome de algum bom atleta camaronês. Se fosse Quênia, eu teria citado Paul Tergat ou qualquer um dos maratonistas, pelo menos.

Quanto ao Brasil, vimos nosso time muito dependente do Neymar - que por sinal tem dado conta do recado - e percebemos uma relativa melhora com a entrada do nosso irmão Fernandinho. A propósito, quando me falaram que tinha um cristão chamado Fernandinho que entraria no jogo, pensei que era o cantor.

E a Espanha, hein?! Parece que mudarão o nome do país para Apanha, de tanta surra que levou no mundial. A geração de Casillas, Xavi, Iniesta e mais um monte de jogadores velhos se despede do mundial com a certeza do fracasso conquistado. (oi?)
Aos espanhóis: Adiós! Hasta la vista!

Holanda vem muito bem com Robben, Van Persie e o outro careca que tirou o Brasil da Copa de 2010. O Chile é nosso eterno freguês em Copas, mas esse Chile parece estar disposto a quebrar a escrita.
Colômbia muito bem também... Parece que vai incomodar. E tem o Uruguai, seleção que já teve El Loco Abreu e agora tem El Perro Suárez, também parece que vem forte.

Tive pena da Itália! Triste ver a Azzurra eliminada na primeira fase e o Pirlo, que mais parece um homem das cavernas, se despede da seleção. Aos italianos: Arrivederchi!

Inglaterra decepcionou como sempre, e o Rooney mais uma vez foi pessimamente péssimo. Aos ingleses: Good Bye!

Como já tá ficando chato escrever sobre essas seleções, resta-me secar a Argentina e lembrar vocês que os times sul-americanos estão muito bem, com pelo menos um time já garantido entre os quatro primeiros dessa Copa. América do Sul tá por cima, meu querido!

E o Japão, hein!?
Bem feito para eles! Ficam investindo em saúde e educação.
Está aí o resultado: ESTÃO ELIMINADOS DA COPA!
Rá Rá Rá

Faltou falar de alguém importante? Ah, claro... Honduras, Grécia!
Não! Honduras não!

Grécia se classificou no grupo mais ruim do mundial. Mas, alguém me explique... o time grego quem um jogador chamado Samaras Morgan e outro chamado Samaris (filho do Mussum)?

Gente! Eu ia esquecendo da Alemanha, de Portugal e da França!
Enfim... não gosto desses times e portanto não farei nenhum comentário sobre eles.

Se vocês quiserem comentar sobre alguma outra seleção, os comentários do blog etão abertos pra isso. Apreciem com moderação.

Quanto a mim, como dizem nossos amigos da Venezuela, ahora me voy!  Inclusive acho uma falta de consideração a Venezuela não estar no Mundial... uma seleção tão boa (não faz mal pra ninguém).

Vou tomar um café descafeínado e descansar meu corpo cansado. Volto pra comentar acerca da seleção campeã: Espero que seja a Costa Rica.

Fiquem com Deus e até a próxima, isso se não me demitirem!

Eliézer Sejač Rodrigues

terça-feira, 24 de junho de 2014

Impostos no Brasil - um verdadeiro absurdo!

Olha quem reapareceu \o/ uhuuuu
Posso até ouvir o grito da galera emocionada...rs

Mas o que quero compartilhar com vocês hoje é um vídeo bem legal e informativo. Recebi o link por e-mail e fui dar uma olhadinha...Muito bom por sinal!
Pra você que acha que os impostos aqui no Brasil são abusivos, e que pagamos uma fortuna todos os dias, em tudo que compramos - veja a explicação à seguir, e fique ainda mais indignado!



O que podemos fazer pra mudar essa situação?!
Deixem suas opiniões



Tenham uma ótima semana
Bjos

Por: Camila Scherrer

www.atreva-se.com.br

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Cuidado com Lashon Hara'

 "Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a Ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém." (Apocalipse 1:4-6)
Tiago (Ya'akov), o irmão de nosso Senhor Jesus Cristo, nos alerta em todo o capítulo 3 de seu livro sobre o cuidado que devemos ter com nossa língua. Devo também mencionar que logo no primeiro verso, ele nos lembra que quanto mais talentos recebemos, mais seremos cobrados; e que, em especial os mestres, ensinadores, professores da Palava precisam ter um cuidado especial com o que falam. Uma palavra mal colocada, uma pequena heresia pode ser mortal para as pessoas.
Tomarei por base o que a Palavra de Deus nos diz em Tiago 3:8 "Mas nenhum homem pode domar a sua língua; é um mal que não pode ser refreado, está cheia de veneno mortal."
Quem me conhece bem, sabe o quanto gosto de conhecer a etimologia bíblica e existe um termo que quero mencionar nesse devocional: LASHON HARA', que significa literalmente "língua do mal".
No judaísmo, lashon hara' se refere à fofoca, calúnia, boato, difamação e outros maus usos da língua.
Sabemos que a vida e a morte estão na ponta da língua e ela tem o poder de abater e de levantar uma pessoa; é necessário lembrarmos que de uma mesma fonte não sai água doce e salgada, por isso a urgente necessidade de cuidarmos com nossas palavras.
O talmude condena severamente o lashon hara' e o classifica igualmente ao pecado de idolatria, imoralidade sexual e assassinato; pecados que todo bom judeu prefere morrer a cometê-los.
Sendo mais claro: Fofocar, caluniar, difamar, cometer lahon hara' é tão grave quanto servir outro deus, adulterar ou matar outra pessoa intencionalmente.
Devemos estar conscientes de lashon hara' quando falarmos ao telefone. Se a pessoa com quem conversamos insiste em falar lashon hara', devemos repreendê-la. Lashon hara' é maldição para nossas vidas; Por Deus, fujamos dessa prática!
Vale lembrar que o próprio Cristo disse que do coração procedem todos os tipos de males, e o primeiro lugar onde esses males vão é a língua.
Descontrolados, falamos coisas que depois nos arrependemos. Irados, nossas línguas soltam maldições sem medidas.
Que Deus tenha misericórdia de nós e que possamos policiar nossas palavras. Oremos, busquemos a Deus, nos consagremos, façamos como o salmista que pediu a Deus para colocar um guarda a porta de sua boca (Salmos 141:3) e fujamos do mau uso da língua e da lashon hara' para não acontecer o caso de ferirmos, magoarmos, maltratarmos e até matarmos as pessoas ao nosso redor.
Sobre a parte da sabedoria do alto que devemos buscar, quem sabe fica para uma próxima ocasião.
Em Cristo, aquele que mesmo sendo julgado, espancado e assassinado não abriu sua boca para proferir maldições,
Eliézer Sejač Rodrigues

Somos Afiliados



Vale o clique

Léo Brandão
Undertlight
 
Design por Gerson Bruno